Arquivo diário: 01/11/2008

Spurs (0-2) @ Blazers – Por muito pouco

99X100

Por muito pouco, o San Antonio Spurs não conseguiu sua primeira vitória na temporada regular 2008/2009 da NBA. Em um jogo equilibrado e bom de se ver, ambas as equipes superaram seus importantes desfalques – o ala-armador Manu Ginobili para os visitantes e o pivô Greg Oden para os mandantes – e buscaram desde o início da partida a vitória. Com a derrota, o Spurs segue sem vencer na temporada em vigência, enquanto o Blazers iguala sua campanha com um triunfo e uma derrota obtidos.

O primeiro período da partida marcou leve vantagem dos texanos: vitória parcial por apenas um ponto para o Spurs, 21 a 20, com bela atuação do ala-pivô Tim Duncan e do armador Tony Parker, que ao final do quarto tinham, respectivamente, nove e seis pontos anotados. Com assistências precisas, Parker era o principal organizador do jogo, e Duncan, com seus rebotes, era o pilar da defesa do Spurs. Pelo lado do Blazers, o ala LaMarcus Aldrigde foi o grande destaque do período, com seis tentos convertidos.

Com Duncan comandando as ações ofensivas e aumentando seu número de pontos feitos, o Spurs passou a afunilar seu jogo no ala-pivô, que acabou ficando sobrecarregado no ataque. Neste momento, os donos da casa se impuseram no jogo, e, com atuação muito boa do trio formado pelo já citado Aldridge, o armador Brandon Roy e o ala Nicolas Batum, abriram boa vantagem no momento em que as equipes desceram para o vestiário. Com um chute de três pontos de Roy, o Blazers fechou o placar do primeiro tempo em 51 a 45.

O terceiro quarto marcou de vez a consolidação das excelentes atuações de Roy e Aldridge. A dupla continou dando trabalho para a defesa do Spurs, que continuava respondendo apenas com Duncan, Parker e, eventualmente, com Roger Mason.  Mas as ações ofensivas dos visitantes não fizeram efeito e a vantagem do Blazers só aumentou, desta vez indo para oito pontos: 78 a 70.

A vantagem, no entanto, começou a cair no decorrer do derradeiro período do embate.  Com o cronometro marcando pouco mais de um minuto para o final do jogo, o Spurs finalmente passou à frente no placar, com um ponto de vantagem: 97 a 96.  A virada e a consolidação da vitória vieram no entanto das mãos dos melhores jogadores do Blazers. Com dois lances livres convertidos por Brandon Roy e um arremesso certeiro de LaMarcus Aldridge, os donos da casa atingiram a marca centenária, estacionaram no placar e viram o Spurs converter a última cesta do jogo com Parker cobrando lance livre. No fim das contas, um bom jogo e nova derrota do San Antonio Spurs.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 27 pontos e 10 rebotes

Tony Parker – 24 pontos e 11 assistências

Roger Mason – 14 pontos e 4 assistências

Portland Trail Blazers

Brandon Roy – 26 pontos e 7 assistências

LaMarcus Aldridge – 23 pontos e 5 rebotes

Nicolas Batum – 12 pontos

A renovação já começou

Na temporada passada, quem acompanha a equipe do San Antonio Spurs ouviu constantemente críticas sobre a idade avançada do elenco e pedidos de urgente renovação. Pois bem; nesse começo de temporada 2008-2009, me parece que Gregg Popovich está conduzindo a questão de maneira interessante; nem ignorando nem dando excessiva importância à ela.

Tomemos como exemplo a saída de Robert Horry. O veterano ala-pivô, de 38 anos, que, no meu ponto de vista, só jogou os playoffs da última temporada com seu nome e sua fama de decidir jogos complicados, não faz mais parte dos planos da comissão técnica dos Spurs . Para seu lugar, Popovich trouxe Anthony Tolliver, que tem características parecidas com a de Horry, e, com 23 anos, jogará sua primeira temporada na NBA.

Outro exemplo aconteceu na armação reserva da equipe. Damon Stoudamire, de 35 anos, chegou na última temporada, e muitos torcedores acharam que ocuparia a vaga de reserva imediata de Parker, preterindo Vaughn. Porém, o jogador não agradou, e, antes do começo dessa pré-temporada, foi dispensado da equipe de San Antonio. Para ocupar a vaga que Stoudamire deixou, os Spurs draftaram o também armador George Hill, de 22 anos e com um futuro promissor.

Nas alas ocorreram ainda importantes mudanças no elenco da equipe. Brent Barry, de 36 anos, foi negociado com o rival texano Houston Rockets. Para seu lugar, os Spurs trouxeram o ala-armador Roger Mason Júnior, de 28 anos, e Desmon Farmer, de 27 anos; já não são mais garotos, mas, anos mais novos do que Barry, têm indiscutivelmente mais tempo útil de basquetebol do que Barry.

Com as mudanças, a média de idade do elenco caiu de mais de 32 anos para aproximadamente 29 anos e seis meses por jogador. Os quatro novos jogadores dos Spurs podem se juntar a Parker e Bonner na lista de atletas que participam ativamente da rotação da equipe e que têm menos de 30 anos, e a Tiago Splitter e Ian Mahinmi em apostas para o futuro. São provas de que a renovação do elenco do San Antonio Spurs já começou.