Arquivo diário: 25/10/2008

Pré-Temporada – Heat @ Spurs – Derrota no último segundo

img65/5190/resumoglauberdv5.jpg

96X93

Em partida disputada ontem, o San Antonio Spurs perdeu em casa para o Miami Heat, no lance final. Foi a última partida da equipe na pré-temporada da NBA. O Spurs começou o jogo com Parker, Roger Mason, Finley, Duncan e Oberto. O Heat colocou seus draftados para jogar, iniciando com Mario Chalmers, Daequan Cook, Shawn Marion, Michael Beasley e Udonis Haslem.

O time de Miami veio com tudo para cima, com Haslem fazendo dez pontos e colocando o time na frente por 17 a 10. Udoka saiu do banco e conseguiu fazer seis pontos em dois minutos, e ainda roubou duas bolas, equilibrando assim a partida. O primeiro quarto terminou 24 a 23. No segundo período, o armador Shaun Livingston – que sofreu uma séria lesão no joelho em fevereiro de 2007 e não participou da temporada passada – acertou dois arremessos logo que entrou, dando a dianteira ao time por 32 a 26. Desmon Farmer entrou na partida faltando três minutos para o fim, tentando garantir seu lugar no time. O Heat foi para o intervalo vencendo por 49 a 45.

Mario Chalmers e Kurt Thomas disputando rebote (AP Photo)

Mario Chalmers e Kurt Thomas disputando rebote (AP Photo)

No início do terceiro quarto, Tim Duncan e Michael Beasley anotavam pontos para os seus times. Farmer e Parker também davam força à equipe. Mesmo com o Spurs indo para cima, o Heat terminou o quarto com 72 a 68. Na última parte, o Spurs começou com Vaughn, Roger Mason, Farmer, Bonner e Oberto. Com cestas de Mason e Bonner, o time texano passou a frente por 74 a 75. Faltando 10.5 segundos para o fim da partida, Mason acertou uma bandeja, empatando assim o duelo em 93. Mas com uma cesta de três pontos de Mario Chalmers, ao soar do apito, o Miami Heat venceu por 96 a 93.

George Hill, Anthony Tolliver e Malik Hairston não jogaram. Hill ficou fora com um enorse no dedo, ao passo que Tim Duncan e Tony Parker não entraram no último quarto. O ala-armador do Heat, Dwayne Wade, não jogou a partida. Chalmers repetiu o que fez na cidade de San Antonio; no Aladome, em abril, ele acertou um tiro de três pontos que levou a sua equipe (Kansas) à prorrogação e posteriormente ao título da NCAA contra o time de Memphis. O Spurs volta a quadra na quarta-feira, em jogo válido pela temporada regular; o adversário será o Phoenix Suns.

Destaques da Partida

Miami Heat

Michael Beasley – 19 pontos e 9 rebotes

Udonis Haslem – 18 pontos, 7 rebotes e 80% (8-10) nos arremessos de quadra

Mario Chalmers – 11 pontos, 10 assistências e 4 roubos de bola

San Antonio Spurs

Tony Parker – 16 pontos e 6 assistências

Roger Mason Jr. – 12 pontos e 3 roubos de bola

Ime Udoka – 11 pontos e 7 rebotes

Tim Duncan – 11 pontos

Anúncios

Avery Johnson eleito para o Hall da Fama de San Antonio

O armador do primeiro título do Spurs, Avery Johnson, foi selecionado para integrar o seleto grupo do Hall da Fama de San Antonio. Junto com ele, mais cinco ex-atletas também receberam a condecoração. A cerimonia formal acontecerá no dia 20 de Fevereiro, no Alamodome, símbolo de San Antonio e antigo ginásio da equipe do Spurs.

Ao longo de dez temporadas na equipe, Avery era conhecido como “Pequeno General”. Além disso, é o líder em assistências da história da franquia. Apesar de contestado por parte da torcida e da imprensa – que julgavam o atleta por não ser capaz de conduzir um time ao título da NBA – Johnson calou a muitos após o título de 1999 frente o New York Knicks.

Para calar de vez os críticos, no ano passado teve sua camisa (#6) aposentada no teto do AT&T Center, em San Antonio. Mesmo com uma boa passagem como treinador do Dallas Mavericks (Rival do Spurs), Johnson continua sendo muito querido por grande parte da torcida e da cidade.

Stoudamire fora

Salim Stoudamire chegou do Atlanta Hawks no começo da pré-temporada para se juntar ao elenco do San Antonio Spurs. Chegou com pinta de contratação de peso, de grande arremessador de bolas de 3, mas acompanhado da fama de “bichado”. Esse rótulo, me parece, foi o principal motivo da dispensa do jogador após apenas duas partidas de pré-época disputadas com a camisa 23 da equipe texana.

Me parece que Popovich e os Spurs tiraram uma lição da última temporada. Se lembrarmos bem, Brent Barry, ala-armador que hoje atua no Houston Rockets, passou grande parte da época 2007/2008 contundido e foi envolvido em polêmica troca com o extinto Supersonics; enfim, mais ficou de fora do que atuou pela equipe. Resultado; acabou fora do elenco que começará a nova temporada em breve.

Outro exemplo importante dos últimos anos foi Robert Horry. O jogador, com fama de decisivo nos playoffs, ficou de fora praticamente na regular inteira, e nem sequer chegou a recuperar o ritmo ideal quando incluído na rotação regular dos Spurs para os confrontos mata-mata contra Nuggets, Hornets e Lakers. E é outro fora dos planos da equipe nesse segundo semestre.

Stoudamire, Barry e Horry fora. Manu Ginobili operado. Me parece que Popovich e sua comissão técnica entenderam que o já envelhecido elenco dos Spurs não pode se dar ao luxo de atuar com jogadores fisicamente “meia-boca” se quiser fazer frente às boas e jovens equipes da NBA montadas para essa próxima temporada.