Arquivo diário: 19/10/2008

Pré-Temporada 2008 – Pacers @ Spurs – Com trio inspirado, a terceira vitória

106X98

Atuando no AT&T Center, o San Antonio Spurs conseguiu sua terceira vitória consecutiva na pré-temporada da NBA e agora figura com campanha positiva na mesma, com três triunfos e duas derrotas. Sem o ala-armador Manu Ginobili, que ficará fora até dezembro, e o ala-pivô Tim Duncan, a franquia de San Antonio viu nas mãos de seu armador Tony Parker a construção da vitória sobre o jovem time do Indiana Pacers. Inspirado, o armador atuou por mais de 23 minutos e nesse meio tempo conseguiu anotar 19 pontos, além de distribuir oito assistências, números que fizeram sair de quadra como o nome do jogo.

AP Photo/Darren AbateUm começo de jogo inesperado deixou o Spurs em situação incomoda no placar: nos primeiros dois minutos de jogo, os visitantes abriram significativa vantagem de sete pontos, sem permitir sequer um tento para os mandantes. Com a chegada do Spurs no placar, o embate passou a ser mais equilibrado, pelo menos até restarem cinco minutos para o fim do primeiro período. A partir do citado momento, amplo domínio dos donos da casa, que abriram bela vantagem: 30 a 21. O segundo quarto de jogo continuou marcado pelo equilíbrio e, com belas atuações de Parker – que já somava 14 pontos – e Michael Finley – que já havia anotado sete – o Spurs manteve-se na frente no placar, que marcava, ao fim do primeiro tempo, 61 a 49 favoráveis aos texanos.

O segundo tempo começou com duas bolas de três pontos convertidas por Michael Finley, que no momento havia anotado 13 pontos no embate, emergindo como um dos destaques da partida. Os arremessos de três pontos continuaram ajudando o Spurs, que manteve o ritmo até o final do embate, apesar de ter ficado em desvantagem no final dos últimos dois quartos. Ao fim da partida, vitória por 106 a 98 em placar que demonstra o equilíbrio do jogo. A equipe de San Antonio volta à quadra na próxima quarta-feira, quando recebe o Washington Wizards no AT&T Center.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 19 pontos e 8 assistências

Michael Finley – 13 pontos e 4-6 nos arremessos de três pontos

Matt Bonner – 15 pontos, 5 rebotes e 3-5 nos arremessos de três pontos

Desmon Farmer – 14 pontos e 50% de aproveitamento nos arremessos de três pontos

Indiana Pacers

TJ Ford – 16 pontos e 5 assistências

Marquis Daniels – 18 pontos

Danny Granger – 17 pontos e sete rebotes

Anúncios

Le magnifique Parker – Parte 1

fandetonyparker.skyWilliam Tony Parker Jr. nasceu no dia 17 de maio de 1982, em Bruges, na Bélgica. Ele viveu seus primeiros anos morando em várias cidades como filho de um andarilho do basquete. Seu pai começou a carreira no esporte jogando pela universidade de Loyola, nos anos 70, e, quando  terminou a universidade, foi para o outro lado do Atlântico buscar seu sonho de continuar jogando. Ele era um talentoso ala-armador que jogou profissionalmente por 15 anos na Europa, a maioria de sua carreira na França. Mas o primeiro clube que ele jogou foi em Amsterdã, onde conheceu a modelo Pamela Firestone. Logo se casaram e tiveram três filhos: Tony, Terrence e Pierre.

Parker Jr. teve seu primeiro contato com o basquete aos dois anos; porém, inicialmente, ele gostava mais de futebol. Rápido, forte e coordenado, ele era um magnífico artilheiro e acreditava-se que seria uma estrela nos campos.

Isso começou a mudar em 1991, quando foi visitar seus avós em Chicago e viu Michael Jordan conquistando seu primeiro título pelo Chicago Bulls. Ele voltou à França com um novo objetivo: jogar na NBA. Desde a primeira vez que Parker viu Jordan, ele idolatrou a superestrela. Mas, pela sua estatura, ele se identificou mais com jogadores como Isiah Thomas e Gary Payton, armadores velozes que distribuíam a bola e anotavam pontos. Nos verões seguintes, Tony passou suas visitas a Chicago refinando seu jogo e melhorando o inglês.

Parker no Fecamp em 1993 (primeiro agachado da esquerda para direita)

Encantado com a decisão de seu filho em focar no basquete, Tony pai ensinou à Tony tudo que ele sabia sobre o esporte. O jovem começou a treinar com um clube na cidade de Fécamp, onde sua paixão pelo esporte da bola laranja aumentou. A partir de 1994, ele passou dois anos no Déville les Rouen, e uma temporada com o Mont Saint-Aignan. Em 1997, o nome de Tony começou a circular pelo basquete europeu quando ele foi escolhido o melhor jogador do torneio Salbris Junior.

Photos collectors ^^

Parker no Deville-les-Rouen em 1994 (O segundo agachado da esquerda para direita)

Com apenas 15 anos, Tony recebeu seu primeiro salário como profissional. Recrutado pela técnico Lucien Legrand, se inscreveu no Instituto Nacional de Educação Física (em francês, INSEP) e se juntou ao Centre Federal, time da Nationale 2, segunda divisão de uma liga secundária francesa. Com Tony no time, a equipe conseguiu na temporada 16 vitórias em 30 jogos, sua melhor campanha até aquele momento. Mas Tony não se sentiu desafiado pelo nível da competição, e no ano seguinte ele subiu para o time da INSEP na Nationale 1, primeira divisão da mesma liga. Contra jogadores mais experientes e fortes, Parker surpreendeu liderando a liga em pontos e roubos de bola. A boa performance de Tony abriu os olhos dos times profissionais da França.

http://basketball.ifrance.com/basketball/parker_fauthoux.jpg

Tony Parker no Paris Basket Racing

Logo que finalizou seus estudos no INSEP, ele assinou com o Paris Saint-German Racing (que depois mudou seu nome para Paris Basket Racing) da Pro A, liga principal da França. Ele aprendeu muito em sua primeira temporada sobre trabalho de equipe. Pela primeira vez, ele não era o foco da equipe; nem era titular. Reserva de Laurent Sciarra, um forte armador, Tony treinou muito e observou seu companheiro do banco de reservas. Mesmo com pouco tempo em quadra, ele melhorou muito seu jogo. Ele ajudou seu time a chegar na segunda colocação da Copa Francesa.

Tony foi convocado pela seleção francesa junior para o campeonato europeu. Com 18 anos, o armador guiou a França para o título e recebeu o título de melhor jogador do torneio.

E aqui finalizamos a primeira parte da biografia de Tony Parker. No próximo Passando a Limpo, falaremos sobre o o processo do draft e sua carreira no San Antonio Spurs.