Arquivo diário: 04/10/2008

Sonhos despedaçados

Aquilo que parecia ser uma temporada dos sonhos para os fãs da equipe das San Antonio Silver Stars toma desenhos de pura decepção nesse finalzinho.

Para começar, muitos esperavam que a armadora Becky Hammon levassse o prêmio de MVP da temporada. O prêmio ficou com a impressionante novata Candace Parker, que foi eleita também a novata do ano. A jogadora do Los Angeles Sparks recebeu 221 pontos, contra apenas 133 de Hammon.

Com essa pontuação, a armadora da Silver Stars ficou de fora inclusive do All-WNBA First Team, que foi completado por Lisa Leslie, com 192 pontos, Lindsay Whalen, com 178, Diana Taurasi, com 173, e, ao que parece, a única boa notícia para os torcedores das Stars nesse fim de temporada: Sophia Young, com 171 pontos.

Becky terá de se contentar com a nomeação para o All-WNBA Second Team, ao lado de Sue Bird, Asjha Jones, Deanna Nolan e Lauren Jakcson. Na minha opinião, pouco para o produzido pela loirinha durante a temporada, mas não podemos negar que o First Team conta com nomes de peso que também merecem a indicação.

E, para terminar a lista de sonhos despedaçados, a segunda derrota em dois jogos para o Detroit Shock, ambos em casa, praticamente eliminou qualquer chances de título das Stars. Agora, jogando dois jogos fora, uma derrota significa adeus definitivo ao título da WNBA, e o despertar do último dos sonhos dos torcedores da equipe texana.

Anúncios

WNBA Playoffs – E agora?

https://i2.wp.com/img127.imageshack.us/img127/4669/resumopongasaa2.png

69X61

Frustrante! Essa é a melhor palavra para definir o duelo de ontem entre San Antonio Silver Stars e Detroit Shock. Logo de cara, os torcedores das Stars viram que vencer em casa seria mais uma vez bastante complicado, e foi o que aconteceu.

O jogo começou com amplo domínio das visitantes, que mais uma vez souberam se aproveitar dos pontos fracos da equipe texana. Becky Hammon finalmente deu o ar de sua graça, mas não foi suficiente para garantir o triunfo. San Antonio até esboçou uma reação nos períodos seguintes, o que também não foi o bastante para vencer.

Com um placar de dois a zero na série para Detroit, se torna quase impossível uma virada, já que os próximos dois jogos da melhor de cinco serão disputados pela primeira vez em Detroit. Aos torcedores das Stars, resta ser muito otimista, tendo em vista que não há como negar que as chances de título se tornaram quase inalcançáveis.

Destaques da partida

San Antonio Silver Stars

Becky Hammon – 24 pontos e 7 assistências

Ann Wauters – 13 pontos e 6 rebotes

Sophia Young – 11 pontos e 5 rebotes

Detroit Shock

Katie Smith – 22 pontos, 5 rebotes e 6 assistências

Deanna Nolan – 12 pontos, 7 rebotes e 5 assistências

Kara Braxton – 12 pontos e 4 rebotes

MVP and Rookie of the Year

Pode ser impressionante, mas ambos os prêmios foram para a novata Candace Parker, que se tornou a primeira jogadora na história da WNBA a levar as duas condecorações para casa. O MVP foi, sem dúvidas, mais um golpe no estômago das Silver Stars, já que a equipe texana esperava que ou Becky Hammon ou Sophia Young levassem o prêmio.

All-WNBA first and second teams

Confira a lista

First Team

Lindsay Whalen (Connecticut Sun)

Diana Taurasi (Phoenix Mercury)

Sophia Young (San Antonio Silver Stars)

Candace Parker (Los Angeles Sparks)

Lisa Leslie (Los Angeles Sparks)

Second Team

Sue Bird (Seattle Storm)

Becky Hammon (San Antonio Silver Stars)

Deanna Nolan (Detroit Shock)

Asjha Jones (Connecticut Sun)

Lauren Jackson (Seattle Storm)

Finley preparado para mais uma temporada

O treinador Gregg Popovich tinha um recado para seus jogadores no final da última temporada:

“Olhe para o espelho”.

E foi exatamente isso que Michael Finley fez. “Eu não gostava do que eu estava vendo”, disse Finley.

Entrando em sua 14ª temporada na NBA, Finley, de 35 anos, perdeu peso, mudou a dieta e melhorou seu condicionamento físico. A mudança veio no momento correto, já que Manu Ginobili ficará de fora no primeiro mês da temporada por estar se recuperando de cirurgia, e com isso Finley será mais exigido.

Finley começou seu recondicionamento apenas 2 dias após a eliminação do Spurs nas finais de conferência, e iniciou os treinamentos com o especialista Tim Grover, que já trabalhou com jogadores como Michael Jordan e Dwayne Wade.

Com todos os esforços e treinamentos, Finley passou dos 106 kg ao final da temporada passada para atuais 99 kg. “Eu me sinto leve, me sinto melhor”, disse ele. “Eu apenas quero estar preparado fisicamente e mentalmente. Mentalmente, sabendo que a oportunidade de jogar mais minutos vai estar lá, e eu apenas quero estar preparado para a tarefa. Fisicamente, eu queria estar na melhor forma que poderia estar.”

“É inacreditável”, disse Grover. “Ele é um dos mais fortes e mais dedicados clientes que eu tive”. “Neste momento o corpo dele compara-se a alguém de 30 anos. Sem nenhuma lesão grave, ele pode facilmente dar à equipe 30 minutos se necessário. ”

Finley tem consciência que com a ausência de Manu a equipe dependerá mais de seu jogo e seus arremessos: “Próximo ao começo da temporada e com Manu ausente, eu tentarei ser mais consistente. Tenho uma oportunidade de jogar um pouquinho, e espero que eu possa tirar vantagem dela”.

Finley renovou o contrato com o Spurs por 5 milhões de doláres por um período de 2 anos, em que a opção de permanecer a segunda temporada é do jogador.