Muito futebol, não é Kobe?

Em entrevista dada essa semana, publicada na última terça-feira no portal Terra, Kobe Bryant se declarou fã do futebol brasileiro. Classificou jogadores como Kaká, Robinho e Ronaldinho como “fabulosos”, e disse que espera ter uma oportunidade de ver uma partida do último e também de Marta, que Kobe disse ser uma das atletas que ele gosta de assistir.

E, em meio a elogios, Kobe também disse, sorrindo, ser “too much soccer” o problema do basquete brasileiro. Elogiou muito Varejão, Nenê e principalmente Leandrinho, disse que o problema pelo que Brasil passa é apenas uma má fase, e que, após essa mudança de técnico, as coisas levarão um pouquinho de tempo para se acertar.

É de se admirar que um astro da magnitude de Kobe Bryant saiba tantas coisas sobre o esporte brasileiro. Ele lembrou da época em que, morando na Itália, viu Oscar atuar, e disse que o brasileiro é um dos seus ídolos no esporte, lamentando que pouca gente nos Estados Unidos saiba o que ele realmente representa para o basquete mundial. Em um meio de tantas vaidades como a NBA é, Kobe mostrou humildade para mostrar o conhecimento que tem sobre o esporte brasileiro.

E você, fã de esportes do Brasil? O que sabe sobre as chances do nosso esporte para as Olimpíadas de Pequim? Aposto que sabe que Ronaldinho jogará no ataque, ao lado de Pato; sabe que Diego e Rafinha foram liberados pela FIFA para atuar na competição e que, em amistoso preparatório, vencemos Cingapura por 3×0. Daiane dos Santos? Diego Hipólito? Robert Scheidt? Talvez nosso problema realmente seja “too much soccer”.

E enquanto as trancinhas de Ronaldinho, Anderson, Jô e Breno ocupam as manchetes esportivas, o basquete ganha espaço apenas com “Seleção feminina é derrotada pela Austrália” e “Leandrinho se diz magoado com Oscar”. Too much soccer…

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 31/07/2008, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Wilson Nettow

    Caro Lucas, tenho que afirmar que você e Kobe Bryant (jogador o qual que não simpatizo muito) estão certos. No nosso país, infelizmente, esportes como o basquete são pouco reconhecidos e pouco interessados, o que dá pouco espaço para que o esporte se desenvolva e inspire novos atletas. É triste ter que reconhecer que um jogador americano saiba bem mais sobre o nosso basquete do que a maioria da população do nosso país. Mas, se a seleção de basquete vai mal, essa população é a primeira a reclamar

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s