Arquivo diário: 27/07/2008

Pequim 2008 – Irã

https://i1.wp.com/img386.imageshack.us/img386/8752/iraglauberym0.png

Irã

https://i1.wp.com/www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/bandeira/internacional/ira.jpg

A seleção iraniana foi a grande surpresa do Pré-Olímpico asiático, vencendo e se classificando para as Olimpíadas. A República Islâmica do Irã volta aos Jogos Olímpicos, tendo feito sua última participação na cidade de Londres em 1948. Eles chegam para tentar surpreender como quando se classificaram.

Participações em Olimpíadas: 1948 e 2008

Melhor participação: décimo quarto lugar em 1948

Grandes feitos no basquete: primeiro título do Campeonato Asiático em 2007

Participações em Mundiais: nenhuma

Posição no Ranking FIBA: trigésimo terceiro lugar

Os convocados

Pivô – Hamed Haddadi (Saba Battery Tehran BC – IRÃ)

Pivô – Asghar Kardoust (Saba Battery Tehran BC – IRÃ)

Pivô – Jaber Rouzbahani (Zob Ahan BC – IRÃ)

Ala-Pivô – Houman Rezaei (Mahram Tehran BC – IRÃ)

Ala-Pivô – Oshin Sahakian (Zob Ahan BC – IRÃ)

Ala-Pivô – Hamed Sohrabnejad (Mahram Tehran BC – IRÃ)

Ala – Mohammad Samad Nikkhah Bahrami (Mahram Tehran BC – IRÃ)

Ala-Armador – Iman Zandi (BEEM Mazandaran BC – IRÃ)

Ala-Armador – Hamed Afagh Eslamieh (Saba Battery Tehran BC – IRÃ)

Ala-Armador – Mohammad Reza Akbar (Zob Ahan BC – IRÃ)

Ala-Armador – Mehdi Kamrani (Zob Ahan BC – IRÃ)

Armador – Aren Davoudi (Zob Ahan BC – IRÃ)

Armador – Saeid Davarpanah (Kaveh Tehran BC – IRÃ)

Armador – Amir Amini (Kaveh Tehran BC – IRÃ)

Armador – Javad Davari (Petrochimi Bandar Imam BC – IRÃ)

Técnico – Rajko Toroman (Sérvio)

Onde o Irã pode chegar?

Apesar de estar jogando muito bem nos últimos tempos, com vitórias até  contra boas seleções, como a chinesa, o Irã não deve passar da primeira fase, pois fazem parte do mesmo grupo grandes seleções como Argentina, Rússia e Croácia. Uma classificação entre os quatro melhores seria um grande feito para o país.

A caminhada do Irã

A seleção iraniana venceu pela primeira vez o Pré-Olímpico asiático, passando primeiramente pelo chamado “grupo da morte” do torneio, formado por Irã, China, Jordânia e Filipinas, eliminando a seleção chinesa na primeira fase, que porém já estava classificada por ser o país sede.

Nos últimos amistosos de preparação para as Olimpíadas, o Irã perdeu para Itália, Austrália, Croácia, vencendo apenas Argélia e a Croácia em uma oportunidade.

Destaque

O jovem Samad Nikkhah Bahrami, do Sama Battery BC, do Irã, é a grande estrela desse time que vem surpreendendo. Com seu clube, ganhou nesse ano a Super Liga Iraniana de basquete e a Copa Asiática, em que no ano de 2007 foi escolhido o melhor jogador do campeonato.

Anúncios

Curtinhas da WNBA: Stars perde novamente e veterana inusitada

noticiasbrunozl9

Em Minnesota…

Na noite de sexta-feira, as Stars enfrentaram novamente a equipe do Minnesota Lynx. Mesmo jogando fora de casa, os torcedores esperavam uma revanche. Não foi o que aconteceu; mais uma vez liderado pela ala-armadora Seimone Augustus (20 pontos e 4 assistências), o Lynx dominou San Antonio e, a partir de um segundo quarto arrasador, apenas administrou a vantagem até o final. O destaque das Stars foi mais uma vez a armadora Becky Hammon; a baixinha anotou 18 pontos e roubou quatro bolas.

Mesmo com a derrota, as comandadas de Dan Hughes continuam em primeiro lugar na Conferência Oeste. Seu próximo jogo acontece hoje a noite. O adversário da vez é o Detroit Shock, em Detroit. Pedreira a vista.

Em Houston…

Em meio ao calor da briga que suspendeu muitas jogadoras de Detroit e Los Angeles, uma veterana um tanto quanto inusitada foi contratada para suprir necessidades.

Nancy Lieberman, 50 anos, integrante do Hall da Fama, estava aposentada desde 1997. Todavia, ela fez um pequeno contrato de sete dias com o Detroit Shock. O objetivo era atuar na partida contra o Houston Comets. Liebreman jogou apenas nove minutos, deu apenas um arremesso, mas saiu de quadra contente com a oportunidade: “Foi demais” (…) É histórico poder participar de uma oportunidade dessas”, completou uma eufórica Nancy Lieberman.

Mesmo com a vovó em quadra, o Shock não conseguiu resistir ao Comets. Vitória por 79 a 61 para as texanas.

Para os briguentos de plantão…

Voltando ao feminino, falei sobre a briga envolvendo jogadoras do Los Angeles Sparks e Detroit Shock, mas não mostrei a baixaria. Então, para os que curtem uma briguinha ou simplesmente gostam quando sai uma confusão nos jogos de basquete, aí vai o vídeo:

Na Grécia…

Fugindo um pouco do basquete feminino, uma declaração do alemão Dirk Nowitzki chamou atenção em meio a disputa do pré-olímpico: “Atuar pelo seu país é mais que um prazer. É uma honra e um dever”.

Pena que apenas uma pequena parcela dos jogadores pensa igual a ele. Ponto pro alemão.

Um pouco mais sobre George Hill

noticiasbrunozl91

O San Antonio Spurs surpreendeu a muitos ao selecionar o armador George Hill na vigésima sexta posição do draft. O jogador da desconhecida universidade de IUPUI (Indiana University-Purdue University Indianapolis) era cotado para a segunda rodada do evento, só que as expressivas médias como universitário devem ter seduzido os dirigentes do Spurs.

Jogando por Indiana, o jovem disputou quatro temporadas. Na primeira, como calouro da universidade, ele estreou bem, obteve médias de 10.7 pontos, razoáveis para um novato. No seu segundo ano, Hill melhorou em todos os aspectos e liderou sua equipe com médias de 18.9 pontos, 6.0 rebotes e 3.6 assistências. Além disso, nos 29 jogos disputados, o garoto fez 20 ou mais pontos em 17 oportunidades. Após uma temporada proveitosa, Hill disputou apenas cinco jogos no seu terceiro ano. O motivo foi uma fratura no pé, sofrida no segundo jogo da temporada. Seu último ano na faculdade marcou também suas melhores atuações. Hill sobrou em quadra, obteve médias de 21.5 pontos, 6.8 rebotes, 4.3 assistências e quase dois roubos de bola por jogo. Além disso, teve exímio aproveitamento na linha dos três pontos (45% de aproveitamento).

Rápido e bastante atlético, ele é conhecido por ter uma excelente defesa e um ataque competente. Tem muita vontade e, apesar da baixa estatura, é um bom reboteiro. Hill é o tipo de jogador que todo o técnico gosta. O garoto foi convidado por diversas vezes para integrar universidades mais renomadas, já que Purdue não tem muita tradição no basquete. Ele recusou por um simples motivo: amor à camisa. É muito difícil vermos esse tipo de atitude hoje em dia, e creio que esse fator pesou bastante para sua escolha.

Mike Budenholzer, técnico do Spurs nas ligas de verão, falou um pouco sobre o jogador: “No quesito defesa, ele está perfeito para jogar na NBA, e ofensivamente ele não deixa a desejar (…) Ele ainda tem muito a aprender e a evoluir”. O técnico completou dizendo: “Atleticismo, boa altura e força física. Acho que são essas suas principais qualidades. Temos que trabalhá-lo para ele criar, atacar e ser um pouco mais agressivo”.

Hill sabe que ainda tem muitos obstáculos até se tornar o reserva principal de Tony Parker: “Há muitos aspectos em que posso melhorar, espero que com o desenrolar dos treinamentos eu já esteja pronto (…) Não estou vindo para tirar o lugar de ninguém”, afirmou Hill, se referindo claramente ao atual armador reserva Jacque Vaughn. “Só estou jogando o meu jogo e apenas tentando melhorar. Eu tenho dois grandes armadores para me espelhar, Tony Parker e Jacque Vaughn. Só vou sentar no banco e aprender o que puder com eles”, completou o novato de apenas 22 anos.

Para finalizar, Budenholzer disse: “Ainda é cedo para dizer qualquer coisa. Os treinamentos vão até Setembro. Só então vamos ver o quanto ele evoluiu durante esse tempo (…) O que posso dizer é que ele é muito competitivo, assim como Jacque. Tenho certeza que será um grande training camp com esses dois rapazes duelando”.