Arquivo diário: 04/07/2008

Bate-Papo – A escolha certa?

Olá leitores. Desculpem pela demora na publicação do Bate-Papo de hoje; demorou mais aqui está.

Lembrando que os leitores também podem participar dessa coluna. Quem se interessar, basta entrar em contato com algum membro da equipe atráves dos e-mails pessoais ou então através de nossa comunidade no orkut; o link está ao lado. Participem!

Os participantes de hoje são:

Victor e Lucas

Mediador: Leonardo Sacco

Frase-chave: Popovich errou ao deixar jogadores como Mario Chalmers, Chris Douglas-Roberts e DeAndre Jordan passaram pelo Spurs no draft e selecionar o armador Hill?

Victor Moraes – Eu confio no trabalho da comissão técnica e dos olheiros do time. Claro que fiquei surpreso com a escolha de um jogador que em nenhum momento havia sido cotada para a equipe, mas se resolveram apostar nele então é porque ele deve ter talento e capacidade para fazer parte do Spurs. Chalmers, Chris-Douglas Roberts e DeAndre Jordan acabaram ficando em posições bem mais baixas do que eram cotados; isso pode ter ocorrido por eles não terem atingido as expectativas nos testes, por exemplo.

Lucas Pastore – Assino embaixo do que o Victor disse. A comissão técnica do Spurs toma algumas decisões que não entendo, e algumas vezes até não concordo. Mas, dessa vez, não foi uma particularidade texana; me parece que o oba-oba criado sobre Chris-Douglas Roberts, DeAndre Jordan e Mario Chamlers não se justificou na posição em que foram draftados. De qualquer modo, veio um armador, posição com carência no elenco dos Spurs. Hill não é do estilo clássico, é mais pontuador, talvez uma opção para Tony Parker. Eu acho que ele já começa a ganhar uns minutinhos nessa temporada. O que você acha Victor?

Victor Moraes – Eu prefiro um estilo de armador mais clássico, que prefere passar a pontuar, mas no Spurs temos Parker como prova de sucesso de um armador pontuador, e, como no banco de reservas temos Jacque Vaughn, George Hill deve sim ganhar alguns minutos, mas isso vai depender de seu empenho nos treinamentos, seu rendimento em quadra e seu amadurecimento defensivo. Ofensivamente, ele parece muito bom, tem bom arremesso de longa distância, infiltra bem e até enterra com certa facilidade, um tipo de jogar interessante não acha?

Lucas Pastore – Bem interessante para um armador… e aí pode morar o x da questão! Apesar da baixa estatura, acredito que George Hill possa ser testado como ala-armador algumas vezes, principalmente dependendo do aproveitamento ou não de Darius Washington… mas ele dificilmente deve ser aproveitado essa temporada, pois foi jogar na Europa pelo que você me informou outro dia, certo?

Victor Moraes – As últimas notícias que eu tive do Darius Washington é que ele havia deixado o Austin Toros. da D-League, e estava na Europa, jogando na Grécia se, não me engano. Uma pena; o garoto parece ter um potencial muito bom, foi um dos principais nomes enquanto esteve na liga de desenvolvimento, mas teve poucas oportunidades no time principal, Pop preferiu continuar com Jacque Vaughn; a única explicação que eu vejo para isso é que o jovem Washington não deve ter atendido as espectativas, principalmente no quesito defesa, mas pode ser um bom nome para o futuro, já que precisamos renovar a equipe. Outro jogador que deve ganhar espaço agora é o pivô francês Ian Mahinmi, o que você acha dele? Será finalmente o parceiro que Duncan tanto procurava?

Lucas Pastore – Não sei não hein… os rumores que ouvimos até agora não dão conta da saída de Oberto, Thomas, Horry e/ou Bonner… Acho que o jovem pivô francês vai mesmo voltar para a D-League, ou, no máximo, se profissionalizar passando os Gatorades, hahahaha. Mas, pensando que as duas principais escolhas do San Antonio Spurs nesse draft foram visando o perímetro, a comissão técnica da equipe deve ter nos planos Mahinmi e Splitter.

Victor Moraes – Horry anunciou que deseja jogar mais uma temporada, mas quem o viu na temporada passada sabe que ele não tem mais condições físicas e técnicas de jogar; acho que está na hora dele parar. Mas eu também posso queimar minha língua, Horry dar o arremesso da vitória no jogo 7 da final e se sagrar campeão novamente. Mas eu acho que o ciclo do Horry já terminou, assim como nosso Bate-Papo de hoje também está acabando. Então, até semana que vem nessa mesma hora e nesse mesmo canal! hahahahaha.

Lucas Pastore – É isso ai. Até semana que vem!

Anúncios

Maggette cada vez mais perto

O ala Corey Maggette está cada vez mais próximo de assinar contrato com o San Antonio Spurs. O jogador, que se tornou agente livre na última terça-feira, tem diversas equipes interessadas em contar com seu jogo, mas deve optar pelo Spurs graças à exceção salarial de cerca de US$ 6 milhões que a equipe texana teria oferecido ao ala.

A proposta para ter Maggette envolve ainda um contrato de longa duração, fator que fez com que o interesse do ala em assinar pela equipe crescesse ainda mais. Além do San Antonio Spurs, especula-se que times como o Orlando Magic e o Boston Celtics tenham interesse no atleta.

Ex-jogador do Los Angeles Clippers, Maggette, 28 anos, teve na última temporada médias de 22,1 pontos e 5,6 rebotes por duelo disputado.

Monarchs @ Silver Stars – WNBA – Especialistas em emoção

67X68

No segundo duelo entre as duas equipes na temporada regular da WNBA, as meninas do San Antonio Silver Star fizeram a lição de casa e vingaram a derrota sofrida na abertura da época. Mais uma vez, a esquadra texana foi liderada pela armador Becky Hammon e pela ala Sophie Young. A vitória veio após as Silver Stars conseguirem reverter uma desvantagem no placar.

O primeiro tempo do embate terminou com vantagem de apenas dois pontos favoráveis ao time visitante. A ida para os vestiários era a esperança da torcida de que a equipe retomasse o bom basquete apresentado no primeiro período e sumido no segundo. A possível bronca que as garotas de San Antonio ouviram, porém, não foi suficientes, uma vez que a vantagem das Monarchs aumentou no terceiro período de jogo. Ao final do período citado, as mandantes tinha desvantagem de sete pontos no placar.

Porém, nos derradeiros 12 minutos de partida, a equipe texana focou seu jogo na defesa, impedindo suas adversárias de pontuar. Em um período morno – no qual apenas 24 pontos foram anotados no total – as Silver Stars reverteram a desvantagem e obtiveram mais uma vitória, a décima primeira nessa época. O San Antonio Silver Stars volta à quadra no próximo dia 6, quando irá até a capital Washington enfrentar as Mystics.

Destaques da partida

San Antonio Silver Stars

Sophie Young – 20 pontos e 12 rebotes

Becky Hammon -16 pontos e 4 assistências

Ann Wauters -12 pontos e 7 rebotes

Sacramento Monarchs

Nicole Powell – 9 pontos e 4 rebotes

Rebekkah Brunson – 18 pontos e 9 rebotes