Arquivo diário: 24/06/2008

A empáfia de Iziane

Olá, caro leitor!

Após alguns dias do episódio lamentável protagonizado pela (ex) jogadora da seleção brasileira de basquete, a maranhense Iziane, o Spurs Brasil relembra o episódio e o que se sucedeu depois de todo aquele rebuliço, que pouco foi noticiado pela imprensa.

Para você, que não lembra, ou simplesmente não ficou sabendo do ocorrido, aí vai um breve resumo dos acontecimentos: O jogo era Brasil e Bielorrúsia, a partida valia uma vaga para os Jogos Olímpicos de Beijing. Com pouco tempo no cronômetro para o final da partida, o Brasil estava perdendo, com chances ínfimas de virar. Foi então que Bassul chamou Iziane para entrar em quadra. A jogadora disse que não entraria, e no ato o técnico disse: “Você está fora!”. A partir daí começou uma chuva de críticas para cima de Iziane e conseqüentemente ela foi cortada do Pré-olímpico e das Olimpíadas.

Após todo esse episódio, a atleta, que é uma das brasileiras na WNBA -joga no fraquíssimo Atlanta Dream – voltou a falar, e, quando abriu a boca, parece que não mediu muito as palavras. Surpreendente e lamentavelmente, Iziane disse que se arrepende do que fez, mas, que se tivesse nova oportunidade, faria tudo novamente. “Eu me arrependo sim, do que fiz, pois foi ruim para a minha imagem e para a do basquete brasileiro. Em agosto vou ter a sensação de que poderia estar lá. Mas eu faria tudo de novo se ele me tirasse novamente”, disse Iziane em entrevista ao ‘Jornal Extra’. Ou seja, ela não se arrependeu nem um pouco de sua atitude.

Ironicamente ou não, a atleta disse que ficou feliz com a classificação da equipe para os Jogos, e falou que a primeira coisa que fez quando chegou nos Estados Unidos foi ver o resultado do jogo via internet: “Fiquei muito feliz, de coração. As meninas são muito guerreiras. O Brasil precisava dessa vaga”, completou a jogadora.

O basquete vive dias complicados. Há os eternos problemas fora das quatro linhas, problemas dos quais nem vou perder meu tempo citando, pois, a cada dia que passa, o assunto se torna mais batido e ninguém consegue tomar uma atitude. Portanto, vou passar por cima disso no momento. Mesmo tentando ignorá-los, é claro que esse montante de problemas se reflete dentro de quadra. É impossível se ter um time organizado se a organização não vem do topo. Não adianta nada trazer técnicos estrangeiros, ter atletas renomados que são estrelas na WNBA/NBA se a organização não vem de cima. Isso tudo acaba sendo refletido em quadra, e muitas das vezes a culpa não é dos jogadores nem dos técnicos.

O caso de Iziane é um pouco mais complicado. Todos sabem que seus problemas com o técnico Paulo Bassul vêm desde o juvenil. O treinador crê que Iziane prejudica o esquema tático da seleção por ser uma jogadora individualista. A jogadora, em entrevistas, disse que Bassul, por não morrer de amores pelo seu estilo de jogo, acaba punindo-a em momentos decisivos das partidas, deixando-a no banco de reservas. Uma amiga minha, que inclusive já foi treinada pelo Bassul também nas categorias de base, afirmou que o técnico deixa um pouco a desejar em alguns quesitos, tanto no tático quanto no relacionamento com as atletas.

Agora, por mais que Bassul seja um péssimo treinador em alguns pontos (Não vou entrar nesse mérito), a atitude que a Iziane tomou não se justifica. Acho que uma estrela tem sim que se impor de alguma maneira, mas creio que ela escolheu a pior forma para isso. Foi uma atitude infantil, que uma jogadora desse nível nunca poderia tomar. Como ela mesmo reconheceu, fica feio para o basquete brasileiro, e principalmente para sua própria imagem. O curioso é que, depois que ela voltou à WNBA, a técnica do Atlanta Dream tem deixado-a de molho. O episódio na seleção brasileira também repercutiu nos Estados Unidos, e a imagem da jogadora, infelizmente, sai um pouco manchada após esse pré-olímpico. Pelo menos, ela está consciente dos rumos que sua carreira está tomando.

As previsões das escolhas do Spurs na NBA TV

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

Entrevista com Ime Udoka

https://i1.wp.com/img521.imageshack.us/img521/8131/noticiasglauberth8.png

Os jogadores sempre têm um ano melhor na segunda temporada em San Antonio, de acordo com Ime Udoka. Se for verdade, os torcedores do Spurs podem ficar felizes com as possibilidades do ala contratado na offseason passada. Ele acredita que finalmente adquiriu a confiança do técnico Gregg Popovich. Ele deu uma entrevista para a FOX, em Portland, falando sobre a importância de descansar para voltar bem no começo da próxima temporada. Veja a entrevista no vídeo abaixo.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

WNBA – Candace Parker consegue sua primeira enterrada na liga

Candace Parker, novata sensação da temporada e candidatíssima a melhor jogadora de todos os tempos, conseguiu sua primeira enterrada jogando pela liga profissional americana de basquete. Parker, que vem com médias de 16.8 pontos, 9.6 rebotes e 4.1 assistências, conseguiu o feito na vitória do seu time, o Los Angeles Sparks, frente ao Indiana Fever, por 77 a 63.

A jogadora foi a segunda de toda a história da WNBA a conseguir tal feito. A primeira havia sido sua própria companheira de time, a pivô Lisa Leslie. Após a cravada histórica, Parker disse: “Quando peguei a bola e vi que não havia ninguém na minha frente, achei que era uma boa oportunidade (…) Estou feliz em conseguir esse feito aqui em Los Angeles em frente à torcida”, disse a ala-pivô de 1.93.

Para finalizar, Parker ainda prometeu mais enterradas no decorrer do campeonato. É esperar pra ver. Confira abaixo o vídeo.

Especialistas e suas previsões das escolhas do Spurs

Com a grande maioria do time acima dos 30 anos, o Spurs precisa, neste momento, renovar seu plantel – mesmo que a maioria fique em desenvolvimento no Austin Toros, da NBDL. Existe consenso sobre quem irão draftar? Nenhum, até agora. Nem mesmo o Spurs sabe quem escolherá agora; eles sabem do que precisam, porém os jogadores que querem podem ou não estar disponíveis quando chegar o momento da escolha.

Este é um Draft com bons jogadores, que mesmo com uma escolha alta, o Spurs pode fazer boas escolhas. Se tentarem conseguir uma posição melhor, como dizem alguns rumores, será um importante e excitante Draft para a franquia.

Aqui estão alguns sites com seus mock draft, prevendo quais escolhas fará o time texano.

Indica atualização das escolhas

2008 Mock Draft
Sites
1ª Rodada – 26ª Escolha 2ª Rodada – 45ª Escolha 2ª Rodada – 57ª Escolha
SpursReport Nicolas Batum, G/F France Serge Ibaka, PF Congo Sasha Kaun C Kansas
NBADraft.Net Ryan Anderson, SF California DeVon Hardin, PF California Jaycee Carroll SG Utah St.
TheDraftReview.Com Serge Ibaka, PF Congo 1989 Mike Taylor, G NBDL Idaho Sasha Kaun C Kansas
CollegeHoops.Net Ryan Anderson, SF California Trent Plaisted PF/C BYU Marcelus Kemp, SG Nevada
HoopsWorld Ante Tomic, C, Croatia 1987
Omer Asik, PF/C Turkey George Hill, G, IUPUI
RealGM.Com Nicolas Batum, G/F France DJ White, C Indiana Mike Green PG Butler
DraftExpress.Com Nicolas Batum, G/F France Malik Hairston, SF Oregon Darnell Jackson PF, Kansas
MVN.Com Ryan Anderson, SF California Sem Previsão Sem Previsão
ESPN Nicolas Batum, F, France 1988
Jamont Gordon, SG, Mississippi Trent Plaisted, C , BYU
ProBasketballNews.com Donte Green, PF/SF Syracuse Omar Asik, C, Turkey Damjan Rudez, SF, Croatia
NBC Sports Mario Chalmers, G, Kansas Sem Previsão Sem Previsão

Aqui alguns vídeos dessas possíveis escolhas do Spurs.

Mario Chalmers