Arquivo diário: 16/05/2008

O duplo X da questão

Se você, leitor, tem acompanhado os duelos da série entre New Orleans Hornets e San Antonio Spurs válidos pelas semifinais da conferência Oeste, pôde notar um detalhe que tem feito toda a diferença nas partidas. Prestem atenção nos seguintes dados e entenderão a que me refiro: os Hornets venceram os jogos um, dois e cinco, todos em seu ginásio. Nessas partidas, o principal astro da equipe, Chris Paul, anotou 17 pontos e 13 assistências, 30 pontos e 12 assistências e finalmente 22 pontos e 14 assistências nos respectivos duelos. Já nas três vitórias da equipe texana – todas em partidas no AT&T Center – CP3 não anotou sequer um double-double.

Pois bem, esse é o “x” da questão. Ou melhor, os “x”, uma vez que estamos falando de duas estatísticas. E o fato de o armador dos Hornets não conseguir anotar mais de dois dígitos nos dois quesitos que mais o destacam é o fator que pode fazer o San Antonio Spurs vencer a série, mesmo atuando fora de casa no confronto derradeiro.

Sem CP3 pontuando com a mesma eficiência que arma ou vice-versa, o time de Nova Orleans perde sua arma ofensiva. Afinal, as bolas de garrafão para David West e em alguns casos para Tyson Chandler e as na linha de três para Peja Stojakovic saem em sua maioria das mãos de Paul. Pois bem, sem o double-double do jogador os Hornets são presa fácil, pois sua eficiência ofensiva fica vulnerável.

No papel, tudo é muito bonito, mas na prática o buraco é um pouco mais embaixo. Partamos então para o que deve, de fato, ocorrer. A defesa de San Antonio é considerada uma das melhores – senão a melhor – de toda a NBA. Bruce Bowen e Tim Duncan frequentemente são escalados para o primeiro time de defesa da Liga. Ou seja, esse é o trunfo prático do Spurs: Bowen gruda literalmente em Paul, deixando Parker na sobra do perímetro (na marcação provavelmente do ala-armador dos Hornets) enquanto Duncan exerce o homem-a-homem em David West. Mas, para que tudo isso funcione, Manu Ginóbili e Tony Parker precisam estar bem no ataque, para que Tim possa se focar mais em sua defesa.

Enfim, o desafio está lançado e o Spurs sabe fazer o que é necessário. Está na hora de mostrar porque o time é chamado de “chato” por 8 entre 10 espectadores da NBA. Está na hora de anular Paul na New Orleans Arena. E sim, eu sei que falar é fácil e o difícil é fazer, caro leitor.

Interativo – Hornets @ Spurs – Playoffs 2008 (Jogo 6)

NBA TV – Top 5 – 15/05/2008 (Rodada de Hornets @ Spurs – Jogo 6)

Melhores momentos de Hornets @ Spurs – Jogo 6

Grande atuação de Tim Duncan com 20 pontos e 15 rebotes

Assistência da noite: Fabricio Oberto

Lance polêmico entre Robert Horry e David West

Gregg Popovich na coletiva oficial após o jogo

Tim Duncan na coletiva oficial após o jogo

Byron Scott na coletiva oficial após o jogo

Chris Paul na coletiva oficial após o jogo

Ime Udoka na entrevista nos vestiários após o jogo

Manu Ginobili na entrevista nos vestiários após o jogo

Fabricio Oberto na entrevista nos vestiários após o jogo

Estatísticas do jogo

NO Hornets 80 @ 99 SA Spurs – GO SPURS, GO

//us.i1.yimg.com/us.yimg.com/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/[logo] 80×99 sas

O Spurs começou bem a partida, mostrando que no Texas as coisas são diferentes, e abriu 24-36 no primeiro quarto.

No segundo quarto, o Hornets reagiu, fazendo 27-22. Nossa vantagem era de 7pts no intervalo.

As grandes dúvidas eram: o Spurs voltaria bem depois do intervalo? O fator casa seria a diferença?

Na volta, o jogo continuava disputado, e o placar se mantinha na casa dos 7pts; baixou pra 5 e no ataque do Hornets. C. Paul comete falta de ataque em cima de Bowen; nas jogadas seguintes, Bowen cava mais uma falta e D. West também comete infrações infantis. O Spurs parte para o ataque e, com uma seqüência de Parker, Manu e Udoka mandando bombas de 3pts, abrimos 13pts de vantagem.

Na volta para o último período, o Spurs estava vencendo por 15pts e só administrou a vantagem rumo à vitória. Garbage time (somente reservas em quadra) e concentração para o próximo jogo.

Agora é ir la vencer uma fora de casa. GO SPURS, GO.

DSC00246

DESTAQUES DA PARTIDA

San Antonio Spurs

T.Duncan – 20pts, 15reb, 6ast

M.Ginobili – 25pts (9-15 FG, 1-2 FT, 6-9 3pt)

I.Udoka – 13pts (5-5 FG, 3-3 3pts, 0-1 FT)

New Orleans Hornets

C.Paul – 21pts, 6reb, 8ast