Arquivo diário: 24/04/2008

Notícia – O grande trio egoísta

No jogo 2, Tim Duncan, Tony Parker e Ginobili fizeram juntos 51 dos 54 pontos do Spurs no primeiro tempo.

Barry foi o único dos outros jogadores do Spurs que anotou algum ponto antes do intervalo, com uma cesta de três pontos no segundo quarto.

“Vocês poderiam pensar em passar a bola para os companheiros de vez em quando,” disse Barry, brincando. “Ele foram egoístas.”

Anúncios

Pré-Jogo – Spurs @ Suns – Jogo 3

Pré-Jogo – Spurs @ Suns – Jogo 3 – Playoffs 2008

Local: US Airway Center

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Data: 25/04/2008

Situação do Jogo

Depois de ter o mando de quadra nas duas primeiras partidas, o Spurs viaja até o Arizona para dar continuidade à série que vence por 2-0. Nos dois primeiros embates da primeira rodada da pós-temporada, o time dirigido por Gregg Popovich teve início sonolento, seguido de grandes reações que culminaram com dupla prorrogação (jogo 1) e espetacular virada (jogo 2).

Entretanto, todos sabemos que jogar como visitante muda um pouco a figura das coisas. A vitória fora de casa é importantíssima, pois praticamente garante o time nas semifinais da Conferência Oeste. A derrota, por sua vez, não é caótica, mas pode afetar o ótimo psicológico obtido pelos jogadores de San Antonio nas duas primeiras partidas. Mais atenção e defesa forte são as chaves do Spurs para a vitória.

Série nos playoffs (Spurs 2-0 Suns)

19/04/2008 – Jogo 1 – Suns 115 @ 117 Spurs

O primeiro jogo da série ficou marcado pela exímia atuação de Tim Duncan, que, com 40 pontos anotados e 15 rebotes obtidos, foi o grande destaque da partida, que ficou marcada pelo excelente duelo entre o próprio Duncan e o ala-pivô do Suns Amaré Stoudemire.

22/04/2008 – Jogo 2 – Suns 96 @ 102 Spurs

Nova vitória, nova virada. O time começou mal e chegou a estar perdendo por 14 pontos do Phoenix, que era liderado pelas excelentes atuações de Nash, Stoudemire e O’Neal. Porém, após uma apagaão da equipe do Arizona, o San Antonio tomou a ponta e obteve mais uma importante vitória, com destaque para os 32 pontos feitos pelo armador francês Tony Parker.

Fique de olho

Steve Nash

Ofuscado durante a temporada regular pela brilho do surpreendente armador Chris Paul, do New Orleans Hornets, Steve Nash vem mostrando na série contra o Spurs porque ainda é um dos mais renomados e temidos armadores da Liga. Nash é a chave da vitória para o time do Arizona. Sem ele, Amaré e Shaq terão poucas chances de decidir.