Arquivo diário: 22/04/2008

Pré-Jogo – Suns @ Spurs – Jogo 2

Pré-Jogo – Suns @ Spurs – Jogo 2 – Playoffs 2008

Local: AT&T Center

Horário: 22:30 (Horário de Brasília)

Data: 22/04/2008

Situação do Jogo

Depois de uma emocionante primeira partida, os dois times vêm para o jogo 2 prontos para mais uma peleja. O Spurs entra em quadra para tentar ampliar a vantagem na série e ir para os dois jogos em Phoenix podendo fechá-la, enquanto que o Suns busca empatar o embate para ir com mais tranqüilidade aos jogos em casa. O time texano tem em seu jogo de perímetro sua principal arma, graças também à grande dificuldade de passar pelo fortíssimo garrafão da equipe do Arizona. O Phoenix tem na sua dupla de pivôs sua maior força ofensiva e defensiva, e precisa melhorar a marcação nos especialistas do San Antonio em arremessos de longa distância.

Série nos playoffs (Spurs 1-0 Suns)

19/04/2008 – Jogo 1 – Suns 115@117 Spurs

O jogo 1 do confronto foi um dos mais emocionantes de toda a temporada da NBA. Uma partida com dois empates no final com cestas de três pontos feitas por Finley, no quarto período, e por Duncan, no final da primeira prorrogação, e a cesta da vitória feita por Manu Ginobili faltando 1,8 segundos na segunda prorrogação. Grande destaque para a atuação dos dois grande PFs da NBA, Amare Stoudemire, do Suns, com 33 pontos, e Tim Duncan, do Spurs, com 40 pontos e 15 rebotes.

Fique de olho

Amare Stoudemire

Amare Stoudemire

O ala-pivô do Suns vem fazendo a melhor temporada de sua carreira, que ficou ainda mais expressiva desde a chegada do pivô Shaquille O’Neal, deixando-o mais solto para ser o principal cestinha do time. Ele mostrou no jogo 1 que é a principal arma do Suns no ataque, fazendo 33 pontos, e também é de grande ajuda no trabalho defensivo.

Anúncios

Notícia – Se sentindo melhores

Tony Parker (Hans Deryk - Reuters)O armador do Spurs, Tony Parker, disse que as “mãos mágicas” do preparador físico Will Sevening eliminaram a dor em seu pescoço. Ele chegou à sessão de treinamento na segunda sem sentir nenhum efeito após bater a cabeça no jogo de sábado. Ele também não sentiu mais as fortes dores de cabeça e sua visão escurecer como aconteceu na partida.

“O tratamento ontem ajudou muito,” ele disse. “Eu estou bem. Eu ganhei uma massagem no pescoço. Nosso treinador, com suas mãos mágicas, fez um bom trabalho.”

Steve Nash (AP Photo/David Zalubowski)Enquanto isso, o colega de posição de Parker no Phoenix, Steve Nash, disse estar sentindo-se melhor depois de jogar no sábado com alguns sintomas de gripe. Tendo que jogar duas prorrogações , ele disse que não seguiu as orientações dos médicos do Suns.

“Eu estava doente sexta, então essa foi dura,” disse Nash. “Mas eu me sinto um pouco melhor agora, e, para terça, eu acho que estarei totalmente recuperado.”

Grant Hill (Ross D. Franklin / Associated Press)Grant Hill, ala do Suns, que agravou uma distensão na virilha semana passada e jogou apenas 34 segundos durante as duas prorrogações no sábado, treinou na segunda e deverá estar na equipe titular esta noite, disse o técnico Mike D’Antoni.

“Eu espero que ele esteja 100 por cento na terça, mas é algo que iremos observar,” disse D’Antoni. “As vezes ele começa 100, mas durante a partida ele é atingido ou algo do tipo, e ele acaba saindo. Nós teremos apenas que nos comunicar durante o jogo.”

Notícia – O’Neal disse que não mudará nada

O pivô do Suns, Shaquille O’Neal, não ajustará seu estilo de jogar na esperança de escapar dos problemas com faltas no começo da partida, que limitou-o a 30 minutos e 20 segundos no jogo que teve dupla prorrogação de sábado; o jogo 1 do confronto pela primeira rodada da conferência Oeste entre Suns e Spurs.

“Não mudarei nada,” disse O’Neal, domingo pela manhã. “Eu ainda tenho 700 dias (em seu contrato), e não mudarei coisa alguma. Esqueça isso. Eu tenho quatro (anéis) fazendo da minha maneira, e continuarei fazendo do meu jeito”

O’Neal continuava bravo no domingo por ter recebido as três faltas ofensivas, o que ele chamou de “simulação” dos jogadores do Spurs, uma vez que o super-pivô afirma que as mesmas foram cavadas. Ele elogiou a jogada física de garrafão do ala-pivô Tim Duncan, e prometeu não recorrer à simulação na esperança da estrela do Spurs receber algumas faltas.

“Ele fez muitos pontos,” disse O’Neal, “mas eu fiquei no banco bastante ontem. Mas ele fará a mesma coisa: gancho, fadeaway, gancho. Ele fez todos os movimentos nos dois tocos, mas já tinha visto eles antes. E estarei lá. Mas disputarei com ele como homem, mesmo assim. Não caindo como se eu tivesse sido atingido. Nada dessa mentira. Essa é a maneira que supostamente deveríamos jogar.”

“Essas (simulações) são uma besteira. Então todos vocês escrevem como esses caras podem jogar. Dá um tempo.”