Arquivo diário: 03/04/2008

Spurs, incerto sobre Horry e Barry, estará pronto para os playoffs

Robert Horry

O ala-pivô Robert Horry passou os últimos seis jogos cuidando de uma contusão no joelho esquerdo, que aparenta recuperar-se mais lentamente do que era esperado.

Essa lesão veio momento inapropriado, em uma temporada cheia delas para o ala-pivô reserva de 37 anos. Faltando poucas semanas para os playoffs, o último infortúnio de Horry lançou suspeita sobre se ele estará pronto para repetir seu papel anual como um chutador de pós-temporada.

Brent BarryBrent Barry ainda não jogou desde que assinou novo contrato com o time, em 23 de março. Ele continua se recuperando do estiramento no músculo da panturrilha que tirou ele do time em janeiro.

O técnico do Spurs Gregg Popovich disse não saber exatamente quando eles estarão totalmente recuperados para estarem prontos para ajudar ou não.

Draft 2008 – O que esperar?

Cada vez mais nos aproximamos do final da temporada regular de 2007/08 da NBA. Com isso, diversas especulações vão surgindo, tais como as indicações para MVP e outros prêmios, as equipes que se classificarão para os playoffs e também o sorteio da loteria do draft, processo no qual as equipes recrutam novatos para a temporada seguinte. A posição de escolha nesse “processo seletivo” é definida por um sorteio em que as equipes com pior classificação obtém melhores posições de escolha, e as com melhor campanha, posições mais baixas.

Pois bem, o processo desse ano promete trazer grandes jogadores para a Liga, como o ala-pivô Michael Beasley, os armadores Derrick Rose e Jerryd Bayless e o pivô DeAndre Jordan (não, esse ainda não é o filho de Michael Jordan). Mas nenhum desses jogadores interessa a nós, torcedores do San Antonio Spurs. Afinal, todos eles têm perspectiva de estarem entre as 10 primeiras escolhas, colocação que o Spurs não terá nem chance de almejar. Isso porque, graças à nossa campanha, devemos pegar algo entre a 23ª e a 28ª escolha. Alguns desavisados podem se preocupar com uma colocação tão baixa, praticamente entre as últimas posições. Pois podem relaxar que draft é um assunto que a comissão técnica do time texano sabe muito bem como lidar. Afinal, não é qualquer comissão que consegue retirar um armador como Tony Parker na 28ª escolha e um craque como Manu Ginóbili na 57ª.

Mas, deixando o saudosismo dos drafts passados para trás, o que podemos realmente esperar do San Antonio Spurs no draft deste ano?

Para tal, analisemos as escolhas de maior efeito do time nos últimos anos: Ian Mahinmi e Tiago Splitter. O pivô francês foi selecionado no ano de 2005 e chegou ao Spurs nesse ano, em que vem sendo utilizado mais na equipe da D-League, o Austin Toros, do que no time principal. Tudo isso para que o jogador adquira experiência e volume de jogo necessário para a disputa da NBA, afinal, o mesmo tem apenas 21 anos recém completos (em novembro de 2007). Já o caso do ala-pivô brasileiro é um pouco diferente. Por questões contratuais, Tiago permaneceu essa temporada em seu time, o Tau Ceramica da Espanha, e ainda não há certeza de que ele virá jogar na NBA pelo time texano, apesar de 9 a cada 10 especialistas afirmarem que dessa vez não ocorrerá como no caso do argetino Luis Scola, que foi draftado pelo Spurs, não foi aproveitado e hoje está no Houston Rockets fazendo sua temporada como novato.

Como visto, os dois principais recrutados nos últimos drafts atuam dentro do garrafão. Ou seja, espera-se que esse ano seja o ano em que o perímetro seja mais visado (lembrando que a primeira escolha do Spurs em 2009 pertence ao Seattle Supersonics, graças à troca entre os times que resultou na chegada do pivô Kurt Thomas ao nosso time). Um armador para a reserva de Parker (Vaughn e Stoudemire já estão com idade avançada) e um jogador que possa ter futuro na ala parecem ser as opções primordiais.

Especialistas de sites como o HoopsHype e o NBADraft já fazem as primeiras especulações, e estas serão analisadas a partir de agora. Para o primeiro round da seleção, dois jogadores são apontados como favoritos para serem selecionados pela equipe de Gregg Popovich: o versátil Kyle Weaver e o ala Sam Young.

Weaver é um jogador que atua tanto como armador quanto como ala-armador, e está em seu último ano de faculdade. Atua pelo Washington State Cougars, onde tem médias de 12,2 pontos, 5,2 rebotes e 4,3 assistências por jogo. Este seria um jogador que, além de reforçar o perímetro com versatilidade, traria ao time texano um reserva com potencial de evolução para o astro Manu Ginóbili. Aprender com Gino seria de grande valor para o ala-armador, que tem um estilo de jogo parecido com o do argentino.

Já Sam Young seria um jogador que teria menos minutos do que possivelmente Weaver poderá vir a ter, por um simples motivo: o substituto para Bowen na ala do Spurs parece ser mesmo Ime Udoka, que vem cada vez mais crescendo e mostrando estilo de jogo parecido com o do atual titular. Com médias de 18,1 pontos e 6,3 rebotes por jogo em sua terceira temporada na universidade, Young dificilmente será selecionado para jogar a temporada 08/09 na NBA.

Para o segundo round do draft, os especialistas falam em um jogador: DeMarcus Nelson, ala-armador que está em seu último ano de faculdade, jogando por Duke. Nelson vem para o possível recrutamento com médias de 14,5 pontos e 5,8 rebotes por jogo. Caso Kyle Weaver seja realmente draftado pelo Spurs, as chances de DeMarcus ser selecionado pela equipe de San Antonio caem muito, pois o time partiria para jogadores que atuassem como armadores ou alas de ofício.

Ou seja, devemos esperar do Spurs escolhas que reforçem o perímetro do time e que provavelmente mais treinarão do que jogarão, para aperfeiçoarem seus fundamentos e aprenderem com os grandes jogadores que fazem parte do elenco. Fiquem atentos, com a proximidade do draft, as notícias aumentam e o Spurs Brasil estará em cima do lance com as possíveis novidades em relação às escolhas do time.