Arquivo diário: 31/03/2008

Pré-Jogo – Warriors @ Spurs

Pré-Jogo – Warriors @ Spurs

Local: AT&T Center

Horário: 21:30 (Brasília)

Data: 01/04/2008

Situação do jogo

Com o final da temporada regular chegando, a vaga nos playoffs ainda não assegurada e a intensa disputa na Conferência Oeste, todo jogo torna-se importante para o Spurs a partir desse momento. E o jogo contra o time de Oakland toma proporções ainda maiores após o “troca-troca” de posições que aconteceu nos últimos dias dentro da Oeste. Warriors perdeu para o Nuggets, mas venceu o Mavericks, caindo para a oitava colocação. Como o time de Dallas enfrenta o desmotivado Clippers e o time do Colorado enfrenta o poderoso Suns fora de casa, o resultado do confronto entre Spurs e Warriors pode mudar muita coisa dentro da Conferência Oeste.

Série na temporada (0-2)

11/12/2007 – Spurs 84 @ 96 Warriors

No primeiro jogo entre as equipes na temporada, uma partida sem muitos pontos e sem muita surpresa. O time de San Antonio atuou sem sua maior estrela, o ala-pivô Tim Duncan, e começou o jogo com o ala Matt Bonner na função de pivô. Com isso, a vitória do time de Baron Davis foi mais tranquila do que esperada, apesar de não ter vindo de maneira fácil. Com atuação explosiva no segundo quarto, o Warriors abriu grande vantagem e foi apenas admintrando-a durante a partida.

07/01/2008- Spurs 121 @ 130 Warriors

Jogando fora de seus domínios, o Spurs perdeu a segunda partida para o Warriors na temporada, em um jogo espetacular. Decidido na prorrogação, o jogo contou com nada mais nada menos do que 11 jogadores com mais de 10 pontos (somando os jogadores dos dois times).

Fique de olho

gsw

Baron Davis e Stephen Jackson

2007-11-29-warriors

Sim, não devemos ficar de olho no jogo de apenas um jogador, mas no jogo dessa dupla, que vem fazendo a diferença nas vitórias do Golden State Warriors. Davis é um armador que mais pontua do que assiste, e com seus arremessos precisos e belas infiltrações tem somado pontos valiosos a seu time. Já Jackson tem se mostrado um tanto quando útil nos momentos de aperto, onde costuma colocar boas bolas de três pontos. É ficar de olho no trabalho dessa dupla, que luta para levar o Warriors aos playoffs.

Análise – Março

Análise – Março

Jogos no mês: 18

Vitórias: 12

Derrotas: 6

Percentual: 66,7%

Médias* por jogador**

Tim Duncan – 16,7 pontos e 11,1 rebotes

Manu Ginóbili – 19,0 pontos e 48,6 % de aproveitamento nos arremessos de quadra

Tony Parker – 18,7 pontos e 5,5 assistências

Bruce Bowen – 7,3 pontos e 45,1% de aproveitamento nos arremessos de 3 pontos

Fabricio Oberto – 3,3 pontos e 4,3 rebotes

Michael Finley – 9,0 pontos e 40,1% de aproveitamento nos arremessos de quadra

Kurt Thomas – 5,1 pontos e 5,1 rebotes

Ime Udoka – 6,9 pontos e 37,3% de aproveitamento nos arremessos de 3 pontos

* – médias por jogo

** – principais jogadores do elenco apenas

Destaque do mês – Tim Duncan

fullj.getty-74165843ah005_jazz_spur_10_38_10_pm
Tim Duncan mostrou durante o mês de março que está preparado para mais uma pós-temporada em sua carreira. Nos momentos em que o time mais precisou de seu grande astro, ele esteve lá, decidindo partidas com pontos, rebotes e algumas assistências. O destaque do mês de março somou 304 pontos e 200 rebotes durante os 18 jogos que fez em março.

Prós e Contras


Prós: As boas atuações no final do mês garantiram uma confortável sequência de 7 partidas seguidas com vitória, e colocaram o time entre os quatro melhores times do Oeste, além de assegurar que o Spurs fosse o primeiro time de sua Conferência a atingir as 50 vitórias.


Contras: A sequência negativa de 4 derrotas consecutivas que colocou o Spurs na 6ª colocação da Conferência no meio do mês e a interrupção da sequência de 500 jogos consecutivos de Bruce Bowen, gerada após suspensão imposta pela Liga

Entre em nossa comunidade no Orkut!

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES DO SPURS BRASIL DIRETO NO SEU E-MAIL! CLIQUE AQUI E CADASTRE-SE!