Rockets @ Spurs – Chuva de pontos em San Antonio

     88×107

Em um jogo em que os ataques levaram a melhor sobre as defesas, principalmente nos dois primeiros quartos, os Spurs superaram a marca dos 100 pontos e mostraram que serão adversários de respeito nos playoffs.

O time de San Antonio entrou em quadra com Parker, Finley, Bowen, Duncan e Oberto. Ginóbili iniciou no banco, Barry foi relacionado e, com Horry ainda machucado, o jovem Mahinmi ainda assegura seu lugar no banco. Os Rockets, com as lesões de Francis e Yao, começaram com Head na armação e Scola e Mutombo no garrafão. McGrady foi para o jogo, mesmo não aparentando estar com seu ombro 100%.

Os primeiros minutos foram bastante equilibrados, com os ala-pivôs, Duncan e Scola, travando um interessante duelo. Faltando 7:51 para o fim do primeiro quarto, Finley converteu uma de 3, seus primeiros pontos na partida, e colocou o time de San Antonio 5 pontos na frente, a primeira vantagem da partida. Tony Parker começou bem a partida, ajudando a construir a diferença. No tempo técnico pedido por Pop, faltando 5:37, T-Mac recebeu tratamento em seu ombro machucado. Ao fim do primeiro período, o time de San Antonio dominou os rebotes, e terminou com o alto placar de 35 x 24. 8 jogadores do Spurs já tinham pontuado, com destaque para Parker, até então com 12 pts, 2 ast e 1 reb, enquanto só a metade marcara por parte dos Rockets.

O segundo período começou movimentadíssimo; primeiro, uma cesta de 3 de Manu. T-Mac respondeu com uma enterrada, sua terceira no jogo, mais um lance livre de bonificação após falta de Vaughn. Logo em seguida, Bobby Jackson mandou outra de 3, diminuindo a vantagem para 8 e mostrando que os Rockets estavam no jogo. No ataque seguinte, Finley converteu seus 3 lances livres, após falta fora da linha dos 3 pontos, e acalmou as coisas para os Spurs. Luther Head resolveu manter a série de ataque de 3 pontos com uma bomba de fora do perímetro. Pop então pediu seu segundo tempo para acalmar o ritmo da partida; o começo do segundo quarto mostrava que o jogo prometia!

Após o tempo, o técnico de San Antonio colocou uma formação tática que vem se tornando comum na equipe; 4 jogadores leves (Vaughn, Ginóbili, Finley e Udoka) e 1 no garrafão (Duncan). Tony Parker voltou ao jogo faltando pouco mais de 5 minutos, e logo deixou Udoka aberto para converter uma de 3. Com 13 pontos atrás, o time de Houston resolveu pedir tempo para colocar o time no lugar. Na volta, Bobby Jackson repetiu seu arremesso de 3 e mostrou que os Rockets continuavam vivos no jogo. Porém, liderados pelos 14 pontos de Finley, os Spurs abriram 15, faltando 3:20, obrigando os jogadores de Houston a irem ouvir outra bronca do treinador Rick Adelman. Mas, novamente, parece que a chamada de nada adiantou; com o arremesso de 2 pontos convertido por Vaughn no estouro do cronômetro, os Spurs foram para o intervalo com a confortável vantagem de 18 pontos, mesma marca que Finley havia alcançado naquela altura.

No terceiro quarto, o ritmo alucinante da partida caiu um pouco. Muitos erros e, consequentemente, muitos turnovers não mantiveram o alto aproveitamento dos dois primeiros períodos. T-Mac, baleado, apresentava mal desempenho nos lances livres. O quarto foi equilibrado, terminando 19 x 17 para o time de San Antonio, que aumentou um pouco mais a vantagem.

Pop aproveitou a vantagem construída nos três primeiros períodos para colocar alguns reservas na quadra. Com dois lances livres convertidos por Kurt Thomas, aproximadamente na metade do quarto, os Spurs atingiram o placar centenário; 101 x 80 naquela altura. Praticamente decidido, o jogo ficou mais aberto, com as defesas mais relaxadas; mesmo assim, a confortável vantagem foi se mantendo a favor do time de San Antonio. Fim de jogo, com o placar de 109 x 88 a favor dos Spurs.

A rotação estabelecida por Pop foi muito bem sucedida hoje; 11 jogadores participaram da partida, 10 pontuaram e 5 atingiram dígitos duplos. Com a vitória, o time chega à sétima vitória seguida e se mantém firme na briga pela liderança da disputada Conferência Oeste.

DESTAQUES DA PARTIDA

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pts, 6 reb, 5 ast

Michael Finley – 22 pts, 4 reb

Houston Rockets

Luis Scola – 24 pts, 7 reb

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 30/03/2008, em Resumo de Jogos. Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. fernando rascado

    ooooooooo vamo vamo spurssssssssssssss vamo vamo spursssssssssssssssssssssssssssss

  2. fernando rascado

    pobre bonner nunca vai mostra serviço com 5 minutos em quadra o jogo tava ganho desde 0 3 periodo ele podia ter jogado mais hj , mas ta valendo spurs rumo ao penta , chora mavs imundo tu nunca ganho de ng!!!!!!!!!

  3. boa vitória.. quem sabe a gente consegue ficar em primeiro hein? tomara… go spurs go

  4. olha o Finley voltando a jogar bem! ;D

  5. Mais independente da posiçao que ficarmos vamos pegar pedreira nos playoffs.. esse ano vai se fods.. a grande prova pro spurs..

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s