Artigo – O verdadeiro Bowen

Há algum tempo atrás, escrevi um artigo sobre os “carregadores de piano” do Spurs. E muitos se perguntaram por que eu não havia citado Bruce Bowen. Simples; Bowen tem um papel tão fundamental na equipe que merece um artigo especial somente sobre ele, passando por sua infância difícil, pelo basquete da Europa e chegando até sua trajetória vitoriosa e polêmica na NBA.

“70% do planeta é coberto por água, o restante por Bruce Bowen”. Cartazes com essa frase são ostentados pelos torcedores de San Antonio em praticamente todas as partidas no AT&T Center. Isso demonstra o quanto o veterano de 36 anos é querido pela torcida.

Mas, antes de chegar ao Texas para jogar pelo Spurs, Bowen teve uma trajetória um pouco diferente dos outros jogadores, pelo fato de não ter sido draftado.

Nascido em Merced, na Califórnia, Bowen teve uma infância difícil; sua mãe era viciada em drogas e a família passava necessidade. Bruce Jr. passava seus dias jogando basquete nas ruas, e tornou-se estrela na escola local Edison High School. Recebeu bolsa de estudos e foi jogar pela faculdade Cal State Fullerton, onde jogou por 101 vezes, anotando médias de 11,4 pontos e 5,8 rebotes por jogo.

Bowen entrou para o draft da NBA em 1993, mas, mesmo após uma boa temporada como senior (4º ano como jogador universitário), não foi selecionado por nenhuma equipe. E, diante desse cenário, Bowen mudou de equipe diversas vezes entre 93 e 97 passando pelo basquete francês com o Le Havre, em 1993–94, e com o Evreux, na temporada seguinte. Em 1995-96, retornou aos Estados Unidos, onde jogou pelo Rockford Lightning, da CBA. Na temporada seguinte, voltou a França, com Besançon, antes de retornar novamente para o Lightning em fevereiro de 1997.

Em 1997, Bruce Bowen teve sua primeira aparição na NBA. E foi uma aparição relâmpago. No dia 16 março daquele ano, Bowen jogou por 1 minuto pelo Miami Heat em partida contra o Houston Rockets, anotando apenas um bloqueio. Nas duas temporadas seguintes, Bowen apareceu em 91 partidas jogando pelo Boston Celtics, mas sempre com estatísticas discretas. Aliás, Bowen nunca se destacou por estatísticas espetaculares.

Em 1999-00, Bowen inicou a temporada jogando pelo Philadelphia 76ers; apareceu em 42 partidas e foi trocado junto ao Chicago Bulls, sendo imediatamente dispensado. Então, como agente livre, assinou com o Miami Heat, onde concluiu aquela temporada e também jogou a seguinte, quando, pela primeira vez na carreira, jogou todos os 82 jogos da temporada regular, e foi nomeado para o segundo time ideal de defesa da liga.

Finalmente em 2001-2002 chegou ao San Antonio Spurs, onde permanece até hoje. E foi no time do Texas que Bowen entrou em sua melhor fase na carreira (e a mais polêmica também). O camisa #12 ganhou três anéis de campeão com o Spurs, em 2003, 2005 e 2007, sendo fundamental em todos eles, desempenhando um importante papel defensivo, marcando sempre a “estrela” da equipe adversária, o que o fez ganhar o reconhecimento da torcida e também da NBA, que o premiou nomeando-o 2 vezes para o segundo time ideal de defesa e, atualmente, 4 nomeações seguidas para o All-Defense First Team. Recentemente, Bowen conseguiu uma sequência de 500 jogos sem se ausentar de nenhum, algo raro hoje em dia no basquete de alto nível e de força física da NBA.

Apesar de toda a polêmica o envolvendo, com muitos o considerando um jogador desleal, Bruce Bowen sempre é lembrado nas listas para o prêmio de jogador de defesa do ano, um reconhecimento ao esforço e dedicação de um dos melhores defensores da história do San Antonio Spurs e, porque não, da NBA.

Ficha Técnica:

Nome: Bruce Bowen Jr.

Data de Nascimento: 14/06/1971

Local de Nascimento: Merced, Califórinia

Peso: 91 Kg

Altura: 2,01 m

Posição: Ala

 

 

Médias na carreira (por partida):

Temporada Regular:

Pontos: 6,4

Rebotes: 2,9

Assistências:1,3

Roubos de bola: 0,9

FG: 40,8 %

3 PT: 39,1%

Playoffs:

Pontos: 6,0

Rebotes: 2,8

Assistências:1,3

Roubos de bola: 0,8

FG: 39%

3 PT: 42,1%

Participe de nossa comunidade no Orkut!

 

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 24/03/2008, em Artigos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.