Artigo – Prévias pós-ASG

Após o All-Star Game, enfrentamos 4 dos 16 times que hoje estariam classificados para a disputa dos playoffs dessa temporada. Ganhamos 3 e perdemos apenas 1. Isso, juntamente com nossa arracanada após o All-Star Weekend, mostra o porque de sermos tão respeitados na liga.

Começamos a “sequência de prévias” dia 23 de fevereiro, no AT&T Center, contra a até então sensação do campeonato New Orleans Hornetts. Vencemos por 98 x 89, com excelentes atuações de Ginóbili (30 pts, 12 ast, 6 reb) e Duncan (25 pts, 11 reb, 6 ast).

Dois dias depois, recebemos o Atlanta Hawks, único time entre os 8 da conferência Leste que enfrentamos depois do ASG. Após um mau primeiro tempo, o time se redimiu na segunda etapa, terminando com o confortável placar de 89 x 74. Novamente Duncan (23 pts, 10 reb, 3 tps) e Manu (13 pts, 5 reb, 3 ast, 3 stl) comandaram a equipe, com grande ajuda do armador Parker (15 pts, 9 ast, 4 reb e 2 tps).

No dia 28 foi a vez dos nossos rivais nos visitarem; o Dallas Mavericks. Um jogão, que foi para o halftime empatado em 47 e terminou com a vitória por 3 pontos do time de San Antonio. Bowen (14 pts, 4 reb, 2 ast, 2 tps) se somou, nessa partida, aos destaques de sempre; Duncan (31 pts, 15 reb) e Ginóbili (17 pts, 5 ast, 5 reb).

Nosso primeiro e até aqui único revés contra os 16 destaques da Liga nessa seqüencia veio acontecer apenas no último sábado, dia 9 de março, fora de casa, contra o Phoenix Suns. Após três quartos de equilíbrio, os Spurs apagaram no último quarto e entregaram o jogo, mesmo com boas atuações do seu big three: Ginóbili (22 pts), Parker (21 pts, 5 ast) e Duncan (17 pts, 10 reb).

Estatísticas das “prévias”:

Maior tempo médio em quadra: Tum Duncan (Aproximadamente 37 mpg)

Melhor média de pontos: Tim Duncan (24 ppg)

Melhor média de assistências: Manu Ginóbili (6,25 apg)

Melhor média de rebotes: Tim Duncan (11,5 rpg)

Anúncios

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é redator do UOL. Cobriu o basquete olímpico na Olimpíada de 2016 pelo LANCE!. Trabalhou também para Basketeria e mob36.

Publicado em 12/03/2008, em Artigos. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s