Artigo – Nem só de estrelas se faz uma equipe.

Finley, Oberto e Horry

Que Tim Duncan, Tony Parker e Manu Ginóbili são as estrelas e os principais jogadores nas conquistas do Spurs, disso todos sabemos. O potencial de nosso “Big Three” realmente é fantástico, porém por trás das grandes estrelas há jogadores que desempenham um papel fundamental dando o apoio necessário as estrelas.

Esses jogadores, os famosos “carregadores de piano”, nem sempre tem atuações fantásticas, e muitas vezes não são lembrados pela mídia. Porém, nós torcedores temos que reconhecer o importante papel realizado por estes jogadores. Dentro deste elenco de apoio, destacaria Michael Finley, Fabrício Oberto e Robert Horry.

Michael Finley, veio do rival Dallas Mavericks, em busca de seu primeiro título e em San Antonio alcançou este objetivo. Especialista em arremessos de 3 pontos, é responsável por puxar a equipe principalmente no início das partidas e mantendo o nível dando descanso a Manu Ginóbili e Bruce Bowen quando necessário.

Fabrício Oberto chegou a equipe sob olhar desconfiado dos torcedores. Deixava a desejar em alguns aspectos e cometia muitas faltas. Com o tempo melhorou de rendimento e mostrou-se importante no último playoffs. Ao mesmo tempo que não é um jogador fantástico, mostra-se muito raçudo em quadra, desempenha papel importante no garrafão, realizando o chamado “serviço sujo” e pegando rebotes.

Robert Horry, talvez seja o coadjuvante mais vencedor da NBA. No chegou ao Spurs na temporada 03-04 e parece ter sido contratado exclusivamente para jogar playoffs. Cresce de tal forma em momentos decisivos que chega a ser espantoso. Já famoso por decidir jogos com seus “Big Shots“, possui sete anéis de campeão da NBA, sendo fundamental em todos eles. Dois desses anéis foram conquistados em San Antonio e, como de costume, com Horry decidindo jogos.

Fica aqui o meu agradecimento e reconhecimento a esses jogadores, que nem sempre aparecem como as grandes estrelas, mas sem eles não seria possível formar uma equipe campeã.

Anúncios

Sobre Victor Moraes

Formado em Jornalismo no ano de 2012 pela Universidade Metodista de São Paulo. Fanático por esportes, sobretudo o basquete, passou pela redação do Diário Lance!, trabalhou na Liga Nacional de Basquete e no extinto Basketeria. Se orgulha de fazer parte da equipe do Spurs Brasil desde a criação em 2007.

Publicado em 15/02/2008, em Artigos. Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. legal o texto, velho, está de parabéns.

    só essa vírgula aqui que não devia ser usada – “Robert Horry, talvez seja o coadjuvante mais vencedor da NBA.” – porque separa o sujeito do predicado.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s