Spurs (19-8) @ Suns (9-19) – Temporada Regular

104×101

Nesse sábado (9), o San Antonio Spurs visitou o Phoenix Suns e venceu o adversário pelo placar de 104 a 101, encerrando desgastante sequência de cinco partidas em sete noites com quatro triunfos e apenas uma derrota. Os resultados, mesmo em meio a uma série de desfalques, mostraram a força do elenco, que parece maduro o suficiente para ajudar Kawhi Leonard, prestes a enfim fazer sua estreia na temporada 2017/2018 da NBA. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Gay foi bem como titular (Reprodução/nba.com/spurs)

Caras novas

Além de não poder contar com Danny Green, Kawhi Leonard e Kyle Anderson, machucados, Gregg Popovich ainda resolveu poupar Tony Parker, Manu Ginobili e Pau Gasol do jogo contra o Suns, já que se tratava de um back-to-back no encerramento de uma desgastante série de cinco partidas em sete noites. Assim, o Spurs foi representado por uma série de jogadores que não costumam ter muitos minutos na rotação, como Dejounte Murray, Bryn Forbes e Brandon Paul, que começaram como titulares, e Derrick White, Darrun Hilliard, Davis Bertans e Joffrey Lauvergne, que saíram do banco de reservas.

Forbes decidiu o jogo (Reprodução/nba.com/spurs)

Jovem protagonista

Entre as caras novas que atuaram contra o Suns, foi Bryn Forbes quem mais se destacou por ter protagonizado o lance que decidiu a partida. Restando 25 segundos para o fim, o ala-armador converteu o arremesso de três pontos que deu números finais ao jogo, recebendo passe de Patty Mills e contando com corta-luz de LaMarcus Aldridge para ficar livre. O jogador terminou com 11 pontos e três rebotes. Destaque também para Dejounte Murray, com oito pontos, 14 rebotes e quatro assistências, e Brandon Paul, com dez pontos, três assistências, três roubadas de bola e dois tocos.

Chamaram a responsabilidade

Em meio aos jovens que entraram em quadra contra o Suns, dois veteranos chamaram a responsabilidade e fizeram o que deles se espera. LaMarcus Aldridge liderou o time titular e deixou a quadra com 20 pontos, nove rebotes e três tocos. Patty Mills, por sua vez, comandou a segunda unidade e igualou os 20 pontos marcados pelo ala-armador.

Relatório médico

Terça-feira, o Spurs visita o Dallas Mavericks em jogo que enfim pode marcar a estreia de Kawhi Leonard na temporada 2017/2018 da NBA. Tony Parker, Manu Ginobili e Pau Gasol, poupados contra o Suns, também devem estar à disposição. Entre os machucados, Danny Green é dúvida, enquanto Kyle Anderson deve continuar fora pelo menos até dia 18.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 20 pontos, 9 rebotes e 3 tocos

Patty Mills – 20 pontos

Rudy Gay – 16 pontos e 9 rebotes

Bryn Forbes – 11 pontos e 3 rebotes

Brandon Paul – 10 pontos, 3 assistências, 3 roubos de bola e 2 tocos

Dejounte Murray – 8 pontos, 14 rebotes e 4 assistências

Phoenix Suns

Mike James – 25 pontos e 3 roubos de bola

TJ Warren – 24 pontos e 3 rebotes

Marquese Chriss – 15 pontos e 8 rebotes

Troy Daniels – 10 pontos

Anúncios

Spurs (18-8) @ Suns (9-18) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Phoenix Suns – Temporada Regular

Data: 10/12/2017

Horário: 00h00 (Horário de Brasília)

Local: Talking Stick Resort Arena

Onde assistir: NBA League Pass

Encerrando desgastante maratona de cinco jogos em sete noites, o San Antonio Spurs visita o Phoenix Suns na madrugada de sábado para domingo um dia depois de vencer o Boston Celtics em casa. Esperava-se que Kawhi Leonard voltasse às quadras nesta partida, mas seu retorno deve acontecer somente na terça-feira, em clássico texano contra o Dallas Mavericks. Kyle Anderson também continua fora e Danny Green como dúvida pela equipe texana, que ainda pode poupar mais jogadores por se tratar de um back-to-back. Os mandantes, por sua vez, têm Devin Booker, Davon Reed e Alan Williams como baixas e Brandon Knight, Alex Len e Tyson Chandler como incertezas.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

Confrontos na temporada (1-0)

05/11/2017 – Spurs 112 x 95 Suns

Em jogo histórico para Gregg Popovich, que se tornou o sexto treinador com mais vitórias na história da NBA, o Spurs venceu o Suns no primeiro confronto entre as equipes na temporada, disputado no AT&T Center. LaMarcus Aldridge, com 21 pontos e nove rebotes, se destacou.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Rudy Gay

PF – LaMarcus Aldridge/Davis Bertans

C – Pau Gasol

Fique de Olho – A lesão de Kyle Anderson fez Davis Bertans enfim ganhar minutos na rotação do Spurs, e o letão tem correspondido com boas atuações. Até aqui, na temporada, o ala-pivô sustenta médias de 3,9 pontos e 1,2 rebotes em 8,8 minutos por exibição.

PG – Tyler Ulis

SG – Josh Jackson

SF – TJ Warren

PF – Marquese Chriss

C – Greg Monroe

Fique de Olho – Adquirido por meio de troca com o Milwaukee Bucks, Greg Monroe foi alvo de interesse do Spurs nas últimas temporadas de acordo com relatos da imprensa americana. Desde que chegou ao Suns, o pivô tem médias de 11,2 pontos e 7,4 rebotes em 22,3 minutos por exibição.

Spurs (18-8) x Celtics (22-5) – Respeite o mais velho

105×102

Na quarta partida de uma desgastante maratona de cinco jogos em sete noites, o San Antonio Spurs surpreendeu por ter um veterano como protagonista ao vencer o jovem time do Boston Celtics pelo placar de 105 a 102, nessa sexta-feira (9), no AT&T Center. Foi de Manu Ginobili a cesta de três pontos que deu o triunfo ao alvinegro texano. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Manu é o cara (Reprodução/nba.com/spurs)

40 anos e voando

Quem esperava que a vitória do Spurs sobre um time tão bom, atlético e jovem como o do Celtics viria das mãos de Ginobili, ala-armador de 40 anos de idade que já cogitou a aposentadoria nas duas últimas offseasons? Foi o que aconteceu: o argentino converteu arremesso de três pontos decisivos no segundo final, mesmo bem marcado por Al Horford. Na posse de bola seguinte, o alvinegro texano ainda viu Kyrie Irving errar tiro do perímetro.

Aldridge foi cestinha (Reprodução/nba.com/spurs)

Lição ao novato

Uma das sensações da temporada, o ala Jayson Tatum anotou 20 pontos, oito rebotes e duas roubadas de bola contra o Spurs, se destacando novamente. Depois da partida, o jovem jogador admitiu que se emocionou em seu primeiro duelo contra o alvinegro em San Antonio. “É doido jogar contra Gregg Popovich e as coisas lendárias que ele fez dentro e fora de quadra. Tony Parker e Manu Ginobili, tenho assistido a esses caras desde que posso me lembrar, desde que comecei a jogar basquete. Apenas poder jogar contra esses caras e o técnico Pop foi muito legal para mim”, afirmou.

Invicto

Ainda com minutos restritos após se recuperar de lesão, Tony Parker anotou 11 pontos, cinco rebotes e quatro assistências em 19 minutos contra o Celtics e ficou no banco de reservas durante os minutos finais da partida. O Spurs venceu os seis jogos em que o armador atuou depois que voltou as quadras. Contra o Celtics, o francês superou a marca de 36 mil minutos como titular na NBA, 24ª maior marca da história da liga profissional americana de basquete.

Relatório médico

Após a partida, Pop não quis confirmar relato que diz que Kawhi Leonard voltará às quadras já neste sábado, em partida contra o Suns, na casa do adversário. Se não bastasse a ausência do ala, Danny Green deixou o jogo contra o Celtics ainda no primeiro tempo sentindo dores na virilha. Por fim, Kyle Anderson, ainda machucado, deve ficar fora das quadras pelo menos até dia 18.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 27 pontos e 10 rebotes

Rudy Gay – 15 pontos e 8 rebotes

Pau Gasol – 14 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 11 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Manu Ginobili – 11 pontos, 4 rebotes e 3 assistências

Boston Celtics

Kyrie Irving – 36 pontos

Jayson Tatum – 20 pontos, 8 rebotes e 2 roubos de bola

Jaylen Brown – 15 pontos e 5 rebotes

Terry Rozier – 13 pontos, 4 rebotes e 4 roubos de bola

Spurs (17-8) vs Heat (11-13) – Hasta la vista

 

117×105

Após bater o Detroit Pistons nessa segunda-feira (4), o San Antonio Spurs deu continuidade à sequência de três jogos em casa e venceu o Miami Heat nessa quarta (6) por 117 a 105. O alvinegro começou lento, mas conseguiu construir o resultado na metade final. Este foi o segundo e último confronto entre as equipes na temporada. Vamos aos destaques do duelo:

LaMarcus Aldridge foi essencial para a vitória do Spurs sobre o Heat (NBA/Getty Images)

Déjà-vu

Quem assistiu ao jogo contra o Pistons e depois ficou atento ao duelo com o Heat percebeu certas semelhanças na postura do Spurs. O time texano foi lento defensivamente na primeira metade de jogo, permitindo que a equipe da Flórida acertasse 58% dos arremessos de quadra tentados, incluindo nove para 18 dos três pontos. “Foi um pouco surpreendente que conseguimos marcar 35 pontos no primeiro quarto”, admitiu Erik Spoelstra, técnico visitante.

A diferença veio na volta dos vestiários. Mudando a postura, o alvinegro, conhecido por sua defesa, fez jus à fama e reduziu o espaço dos adversários. Assim, foram 11 turnovers do Heat na segunda metade, com placar de 60 a 47 para o Spurs somando os dois últimos quartos.

Rudy Gay mostrou-se bem à vontade na condição de titular (NBA/Getty Images)

O diferencial

Jogar contra o Spurs no AT&T Center é tarefa para poucos. O Heat bem que tentou e, de fato, ficou bons minutos em vantagem no placar. No entanto, os comandados de Gregg Popovich mudaram de postura e, consequentemente, os planos dos visitantes. O diferencial pode ser visto ao comparar a pontuação das mesmas. A texana teve oito jogadores fazendo dígitos duplos, enquanto que os adversários focaram a produção ofensiva em apenas três atletas.

Outra diferença entre as equipes é a utilização do banco. Pelo Spurs, só Dejounte Murray e Brandon Paul tiveram menos de dez minutos de quadra. Destaque para a boa exibição de Bryn Forbes, que atuou por 28 minutos e anotou 17 pontos, três rebotes e duas assistências, acertando seis dos oito arremessos de quadra que tentou durante o confronto.

Outro ponto positivo foi o bom aproveitamento dos chutes de longa distância. Este foi o milésimo jogo em sequência do Spurs com ao menos uma bola de três.

A sequência começou no dia 9 de abril de 2005 e é a quarta mais longa de toda a história da NBA. O recorde pertence ao Dallas Mavericks, que chegou à marca de 1.108 jogos consecutivos com pelo menos uma bola de longa distância convertida entre 1999 e 2012.

Amuleto da sorte

Ao todo, diante do Heat, o Spurs distribuiu 30 assistências. O torcedor texano mais analítico tem, nestes números, uma espécie de amuleto da sorte, ou, se preferir, algo como um bom presságio, uma boa superstição. Isso porque, com o triunfo, a franquia alvinegra vem de 37 vitórias e nenhuma derrota quando soma, pelo menos, 29 passes decisivos.

Outro reflexo da boa fase do alvinegro texano nos últimos duelos é Tony Parker. O armador completou sua quinta partida na temporada, e não por coincidência é a quinta vitória seguida do Spurs com o veterano em quadra. Ao lado de LaMarcus Aldridge, o camisa #9 foi um dos descansou na derrota para o Oklahoma City Thunder, nesse domingo (3). Diante do Heat, o francês registrou dez pontos, distribuiu nove assistências e, de quebra, pegou três rebotes em 20 minutos de quadra, acertando cinco dos sete arremessos de quadra que tentou.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

LaMarcus Aldridge – 18 pontos e 4 rebotes

Bryn Forbes – 17 pontos

Rudy Gay – 16 pontos, 7 rebotes, 3 assistências e 3 roubos de bola

Patty Mills – 13 pontos e 6 assistências

Miami Heat

Tyler Johnson – 25 pontos

Dion Waiters – 22 pontos e 5 assistências

Josh Richardson – 19 pontos

Spurs (16-8) vs Heat (11-12) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Miami Heat – Temporada Regular

Data: 06/12/2017

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Onde assistir: NBA League Pass

Após vencer o Detroit Pistons na segunda-feira, o San Antonio Spurs recebe o Miami Heat nesta quarta dando continuidade à série de três partidas que faz em casa. Com os desfalques de Kawhi Leonard e Kyle Anderson, machucados, Rudy Gay assumiu a condição de titular com a camisa alvinegra e foi muito bem. Por falar em Leonard, o astro concedeu entrevista nessa segunda para falar de sua recuperação, que já está no estágio final. O camisa #2 já está fazendo trabalhos de cinco contra cinco e pode pintar entre os relacionados nos próximos jogos.

Confrontos da temporada (1-0)

25/10/2017 – Spurs 117 @ 100 Heat

No primeiro encontro entre as equipes na temporada, o Spurs manteve sua invencibilidade no começo da campanha ao vencer o Miami Heat por 117 a 100 na casa dos adversários. Destaque para LaMarcus Aldridge, com 31 pontos e sete rebotes, e para Rudy Gay, com 22 pontos, quatro assistências, três rebotes e dois roubos de bola saindo do banco de reservas.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Rudy Gay

PF – LaMarcus Aldridge

C – Pau Gasol

Fique de Olho – O coletivo do Spurs está, como sempre, funcionando muito bem. Tony Parker está invicto desde que voltou, Dannu Green e LaMarcus Aldridge reencontraram a boa forma e Pau Gasol tem ajudado a equipe e aprimorando seus chutes de longa distância. No entanto, o destaque da vez fica por conta de Rudy Gay. O ala chegou com desconfiança, mas já mostra serviço e conquistou a confiança do torcedor. Com as lesões de Kawhi Leonard e Kyle Anderson, conquistou a vaga entre os titulares contra o Pistons e se mostrou muito confortável.

PG – Goran Dragic

SG – Dion Waiters

SF – Josh Richardison

PF – Justise Winslow

C – Bam Adebayo

Fique de Olho – O Heat vem de uma derrota sofrida em casa para o Golden State Warriors por 28 pontos de desvantagem. A equipe certamente usará isso como motivação para encarar o Spurs. Outro fator que inspira o sentimento de revanche é Bam Adebayo, que viu LaMarcus Aldridge ser o dono da noite no primeiro duelo entre as equipes na temporada. O pivô disse recentemente que que está abordando cada jogo e os desafios à medida que eles chegam.