Jogando poucos minutos, LaMarcus Aldridge volta ao All-Star Game

Escolhido para fazer parte da equipe de Lebron James, no All-Star Game. após boa atual temporada na NBA, LaMarcus Aldridge participou da partida, porém com pouquíssimos minutos.

O ala-pivô, que sustenta médias de 22.4 pontos e 8.2 rebotes nessa temporada, atuou durante apenas 4 minutos no principal evento do All-Star Weekend. Durante seus minutos em quadra, o camisa #12 da equipe Texana conseguiu um toco, e teve uma tentativa de arremesso, que não caiu.

Anúncios

Spurs (35-24) @ Nuggets (31-26) – Outro dia, outro revés

 

109×117

Em seu último jogo antes do All-Star Weekend, o San Antonio Spurs foi até o Colorado para visitar o Denver Nuggets e acabou sendo derrotado por 117 a 109, na madrugada dessa quarta-feira (14). Pela segunda partida seguida, o alvinegro não teve LaMarcus Aldridge, poupado após sentir dores em seu joelho esquerdo. Confira, a seguir, os destaques do duelo:

Pouco utilizado na temporada, Lauvergne foi o destaque do Spurs na partida (NBA/Getty Images)

O fim de uma era

Quem lembra qual havia sido a última derrota do Spurs para o Nuggets? Pois é, foram 15 triunfos consecutivos dos comandados de Gregg Popovich, totalizando quatro temporadas. O tão esperado triunfo para os adversários veio, mas não foi tão fácil assim.

A partida foi equilibrada por boa parte do tempo, com o Spurs à frente no marcador sem abrir grandes distâncias. No entanto, o último quarto foi decisivo para o resultado final. Os mandantes venceram a parcial final por 30 a 19, o que foi determinante para concretizar a vitória. “Nós fizemos algumas escolhas pobres ofensivamente. Nós tivemos dois turnovers seguidos, e eles concretizaram facilmente em transição. Foi quando abriram”, explicou Pau Gasol.

A bruxa está solta

Parker saiu do banco e foi importante (NBA/Getty Images)

Não dá pra atribuir a culpa toda na ausência de Manu Ginobili no último quarto, mas foi justamente quando a equipe perdeu a mão, sofrendo sua quinta derrota em seis jogos antes do All-Star Weekend. O argentino foi para o banco de reservas no terceiro quarto e não voltou mais. “Ele sentiu algo no fundo do pé e ele não queria arriscar. É uma torção”, disse Pop.

Além de Ginobili, outras importantes ausências foram LaMarcus Aldridge e Kawhi Leonard. O ala ainda se recupera de uma lesão que o deixou de fora pela maior parte da temporada. Enquanto isso, o camisa #12 foi poupado pelo segundo compromisso consecutivo por conta de seu joelho esquerdo, que deve ser constantemente examinado devido ao histórico de lesões. No entanto, o ala-pivô está confirmado para o All-Star Game, que acontece neste domingo (18).

Revanche

O Spurs bateu o Nuggets nos dois compromissos anteriores que teve contra o oponente na temporada 2017/2018, ambos disputados no AT&T Center em janeiro.

Com a conquista, a equipe do Colorado deixa a série em 2 a 1, com o próximo encontro das equipes marcado logo após do fim de semana festivo da NBA. Enquanto o alvinegro não tem nenhum compromisso até o duelo, o adversário ainda tem mais um desafio antes de reencontrar Popovich companhia. O time encara o Milwaukee Bucks fora de casa, nesta quinta-feira.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Joffrey Lauvergne – 26 pontos e 11 rebotes

Tony Parker – 17 pontos e 4 assistências

Davis Bertans – 12 pontos e 4 rebotes

Dejounte Murray – 12 pontos e 3 tocos

Denver Nuggets

Nikola Jokic – 23 pontos, 13 rebotes e 11 assistências

Will Barton – 20 pontos, 6 assistências e 5 rebotes

Wilson Chandler – 17 pontos, 8 rebotes e 5 assistências

Jamal Murray – 17 pontos e 5 rebotes

Gary Harris – 15 pontos e 3 assistências

Trey Lyles – 11 pontos

Spurs (35-23) @ Nuggets (30-26) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Denver Nuggets – Temporada Regular

Data: 13/02/2018

Horário: 01h30

Local: Pepsi Center

Onde assistir: NBA League Pass

Dando sequência à Rodeo Road Trip, o San Antonio Spurs encara o Denver Nuggets na madrugada de terça-feira para quarta-feira em seu último compromisso antes do All-Star Weekend. A equipe texana está com saldo negativo na viagem, já que venceu o Phoenix Suns e perdeu para o Golden State Warriors e para o Utah Jazz. A série de jogos fora de casa passou a ficar mais desafiante com a ausência de LaMarcus Aldridge, que estará afastado até depois da pausa para as festividades da NBA. A baixa do ala-pivô seria apenas para o duelo em Salt Lake City, no entanto, a franquia divulgou que o astro ficará mais um tempo de molho por conta de dores no joelho esquerdo. Ainda assim, o camisa #12 deve participar do All-Star Game.

Confrontos na temporada (2-0)

13/01/2018 – Spurs 112 x 80 Nuggets

Em rara partida em que jogou com o time completo nesta temporada, o Spurs atropelou o Nuggets. Kawhi Leonard foi o cestinha do time na partida com 19 pontos.

30/01/2018 – Spurs 106 vs 104 Nuggets

O segundo duelo entre as equipes foi mais acirrado que o primeiro. O Spurs contou com a altura de sua equipe para decretar a vitória. Destaque para LaMarcus Aldridge, com 30 pontos e cinco rebotes, e Pau Gasol com 18 pontos, oito rebotes e quatro assistências.

PG – Dejounte Murray

SG – Danny Green

SF – Kyle Anderson

PF – Davis Bertans

C – Pau Gasol

Fique de Olho – Sem LaMarcus Aldridge contra o Utah Jazz, Pau Gasol fez uma de suas atuações mais sólidas com a camisa do Spurs. O experiente pivô espanhol foi responsável por 15 pontos, 15 rebotes e seis assistências no duelo em Salt Lake City.

PG – Jamal Murray

SG – Gary Harris

SF – Will Barton

PF – Wilson Chandler

C – Nikola Jokic

Fique de Olho – Gary Harris foi decisivo para o Nuggets em partidas recentes, o que pode ser uma pedra no sapato do Spurs se levado em conta o fim apertado da equipe texana contra o Jazz. No último jogo do seu time, o ala-armador foi responsável por 13 pontos e cinco rebotes.

Spurs (35-22) @ Warriors (43-13) – Derrota esperada

105×122

Nesse sábado, (10), o San Antonio Spurs visitou o Golden State Warriors e acabou derrotado pelo adversário pelo placar de 122 a 105. Apesar de se tratar de um revés esperado, pelas ausências de Tony Parker, Dejounte Murray, Kawhi Leonard e Rudy Gay e pela qualidade do adversário, a atuação do alvinegro no começo do jogo empolgou seus torcedores, o que tornou o resultado decepcionante. Vamos, a seguir, aos destaques do confronto.

Ginobili foi bem saindo do banco (Reprodução/nba.com/spurs)

Banho de água fria

O Spurs começou muito bem a partida, superando a ausência de dois titulares, e terminou o primeiro quarto vencendo o Warriors por dez pontos de diferença mesmo jogando na casa do adversário. No entanto, no segundo e no terceiro períodos, o time californiano mostrou porque é considerado o melhor da NBA. A equipe da casa venceu as parciais por 31 a 18 e 33 a 20, respectivamente, demolindo a vantagem do alvinegro e abrindo sua própria.

Aldridge foi bem de novo (Reprodução/nba.com/spurs)

Briga por minutos

Quem mais aproveitou a lacuna deixada pelos lesionados nesse sábado foi Kyle Anderson. O ala, que jogou como titular no lugar de Leonard, anotou com 20 pontos, seis rebotes, quatro assistências, três roubadas de bola e dois tocos em 30 minutos e foi quem mais tempo jogou pelo Spurs. Com ele em quadra, o alvinegro fez dois pontos a mais do que levou, melhor marca de todo o time. LaMarcus Aldridge, com 20 pontos, cinco rebotes, quatro assistências e dois tocos, e Manu Ginobili, com 13 pontos e seis assistências vindo do banco, também se destacaram.

Rir para não chorar I

Sem Murray e Parker, Gregg Popovich lançou Patty Mills como titular pela segunda vez em dois jogos contra o Warriors. O australiano anotou sete pontos em 18 minutos e protagonizou momento engraçado. Depois de fazer duas faltas rapidamente, o jogador foi abordado por Popovich durante tempo técnico.

O treinador então chamou seus assistentes Ettore Messina, Ime Udoka e James Borrego, permitindo que votasse quem confiava no armador para continuar em quadra. Todos responderam afirmativamente, e o camisa #8 voltou para a partida.

Rir para não chorar II

Filho de Steve Kerr, Nick Kerr é funcionário da comissão técnica do Spurs. Pop brincou sobre o tema após o jogo, dizendo que tomou o celular do subordinado para que ele não desse dicas ao seu pai. O técnico do Warriors, que foi comandado pelo treinador em sua passagem pela franquia texana, respondeu dizendo que seu filho não é espião nem trabalha para a Rússia.

Destaques da partida 

San Antonio Spurs

Kyle Anderson – 20 pontos, 6 rebotes, 4 assistências, 3 roubos de bola e 2 tocos

LaMarcus Aldridge – 20 pontos, 5 rebotes, 4 assistências e 2 tocos

Manu Ginobili – 13 pontos e 6 assistências

Derrick White – 11 pontos e 7 rebotes

Davis Bertans – 10 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Golden State Warriors

Klay Thompson – 25 pontos e 3 rebotes

Draymond Green – 17 pontos, 11 assistências e 8 rebotes

Stephen Curry – 17 pontos, 8 assistências, 4 rebotes e 2 roubos de bola

David West – 13 pontos e 4 rebotes

Zaza Pachulia – 12 pontos e 3 rebotes

Kevin Durant – 10 pontos, 6 rebotes, 6 assistências e 2 tocos

Minha experiência no AT&T Center

Por Bruno Speltz*

Bruno Speltz (ao centro) no AT&T Center (Arquivo pessoal)

Quando passei no vestibular, meus pais iam me dar um carro, mas eu tinha um sonho maior: ir ao AT&T Center assistir a um jogo do Spurs e ver Manu Ginobili atuar. Fui ver logo um jogo com as maiores estrelas da NBA, com a equipe texana enfrentando o Cleveland Cavaliers e vencendo LeBron James e companhia. A única pena é que o argentino não jogou, mas já fiquei muito feliz só por poder ver ele no banco.

Bruno arremessa no AT&T Center (Foto: Arquivo Pessoal)

O AT&T Center é sensacional, cheio de telões, fotos das equipes e de jogadores que defenderam o Spurs e times vinculados a ele – como o San Antonio Stars e o Rampage -, além de imagens de rodeios realizados no ginásio, muitas decorações do Texas, do Alamo e de cowboys e um playground com cestas de basquete. Os troféus ficam bem expostos nos corredores de acesso aos assentos e são maiores do que eu imaginava. As cheerleaders ficam na entrada dos setores da arena para os torcedores poderem tirar foto com elas. A torcida, o animador e o Coyote são demais.

Quando já tinha acabado o jogo, eu fiquei mais um tempo sentado admirando a arena, e uma senhora veio até mim e disse que já estavam fechando o AT&T Center e estavam fazendo a limpeza. Ao ver que estava emocionado, ela me perguntou o que tinha acontecido, e eu contei sobre meu sonho e disse que era do Brasil. Então, ela me convidou para fazer um arremesso dentro da quadra, e claro que eu não neguei! Com certeza, se não foi o melhor, foi um dos melhores dias da minha vida. E já tenho planos para voltar para San Antonio!

GO SPURS GO!

*Bruno Speltz é torcedor do Spurs e fez este texto a convite do Spurs Brasil