Mills encera Copa do Mundo na quarta colocação

Com Patty Mills como destaque, a Austrália terminou a Copa do Mundo de basquete na quarta colocação. Neste domingo (15), a seleção da Oceania perdeu para a França pelo placar de 67 a 59 em confronto válido pela disputa da medalha de bronze da competição.

Mills em ação pela Austrália contra a França (fiba.basketball)

Mais uma vez titular da seleção australiana na competição, Mills deixou a quadra com 15 pontos (6-12 FG, 2-4 3 PT, 1-1 FT), duas assistências e um rebote em 33:21 minutos.

A quarta posição foi o melhor resultado de um representante do Spurs na Copa e a melhor campanha da história australiana no torneio. Mills o deixa com médias de 22,8 pontos (49,6% FG, 40,4% 3 PT, 86% FT), 3,9 assistências e 2,3 rebotes em 33,9 minutos por exibição.

Anúncios

Pop e White se despedem da Copa com vitória

Com Gregg Popovich e Derrick White como representantes do San Antonio Spurs, a seleção americana se despediu da Copa do Mundo com triunfo. Neste sábado (14), o Team USA venceu a Polônia pelo placar de 87 a 74 em partida válida pela disputa do sétimo lugar da competição.

White em ação pelos Estados Unidos contra a Polônia (Reprodução/fiba.basketball)

Pop não usou Kemba Walker, Marcus Smart e Jayson Tatum na partida, o que deu a White a chance de ser titular pela primeira vez na Copa. O armador do Spurs aproveitou para anotar 12 pontos (4-7 FG, 0-1 3 PT, 4-4 FT), sete assistências e dois rebotes em 27:08 minutos.

Apesar da vitória, o sétimo lugar representa a pior colocação da história americana na Copa.

Mills é derrotado na semifinal da Copa do Mundo

Acabou o sonho do título mundial para Patty Mills. Com o armador do San Antonio Spurs como titular, a seleção australiana perdeu para a Espanha pelo placar 95 a 88, em uma das semifinais da competição, em partida que acabou decidida somente na segunda prorrogação.

Mills e a Austrália levaram a pior contra a Espanha (Reprodução/fiba.basketball)

Mills foi o cestinha do jogo com 34 pontos (11-25 FG, 4-11 3 PT, 8-11 FT), três rebotes e duas assistências, mas errou lance livre que daria a vitória à sua seleção no fim do quarto período.

No domingo, às 5h (de Brasília), Mills e a Austrália disputarão o terceiro lugar com a França.

Pop e White perdem de novo e disputarão sétimo lugar

A seleção americana de Gregg Popovich e Derrick White vai disputar o sétimo lugar da Copa do Mundo. Nesta quinta-feira (12), o Team USA abriu o torneio que decidirá o quinto colocado com derrota por 94 a 89 para a Sérvia, sendo relegado a jogo de perdedores desta fase.

Pop orienta a seleção americana durante jogo contra a Sérvia (Reprodução/fiba.basketball)

White saiu do banco na partida e registrou dois pontos (1-4 FG, 0-1 3 PT) em 11:04 minutos.

Com a derrota, a seleção americana já sabe que vai terminar a Copa do Mundo com a pior campanha de sua história na competição. A equipe encerra sua participação no torneio no sábado, quando enfrenta a Polônia às 5h (de Brasília) em jogo que vale o sétimo lugar.

Mills vai às semifinais; Pop e White são eliminados

Patty Mills será o representante do San Antonio Spurs nas semifinais da Copa do Mundo. Nesta quarta-feira (11), o armador ajudou a Austrália a vencer a República Tcheca por 82 a 70 pelas quartas de final da competição. Por outro lado, os Estados Unidos de Gregg Popovich e Derrick White perderam para a França por 89 a 79 e estão fora da disputa pelo título.

Patty Mills em ação pela Austrália contra a República Tcheca (Reprodução/fiba.basketball)

Mais uma vez titular, Mills fez outro grande jogo e terminou como cestinha da partida, deixando a quadra com 24 pontos (9-15 FG, 6-9 3 PT), seis assistências e quatro rebotes em 29:06 minutos.

White, por sua vez, saiu do banco de reservas para anotar quatro pontos (2-3 FG), uma assistência e um rebote na derrota dos Estados Unidos para a França.

Os americanos voltam à quadra já nesta quinta-feira, quando enfrentam a Sérvia às 8h (de Brasília) em torneio que vale o quinto lugar. No dia seguinte, às 5h, a Austrália joga semifinal contra a Espanha em reedição da disputa pelo bronze da Olimpíada do Rio de Janeiro.