Arquivos do Blog

Spurs (2) @ Grizzlies (0) – Final do Oeste

San Antonio Spurs @ Memphis Grizzlies - Final da Conferência Oeste

Data: 25/05/2013

Horário: 22h00 (Horário de Brasília)

Local: FedEX Forum

Na TV: ESPN

Cotação no Apostas Online: Spurs 2,75 @ Grizzlies 1,46 (favorito)

O San Antonio Spurs fez a sua parte em casa na série contra o Memphis Grizzlies, válida pela final da Conferência Oeste, vencendo os dois jogos iniciais em seus domínios. Agora, para confirmar a boa fase contra o rival que eliminou o time alvinegro em 2011, a equipe texana cai na estrada, buscando vencer os donos da casa e abrir o irremediável 3 a 0.

Série nos playoffs (2-0)

19/05/2013 – Spurs 105 vs 83 Grizzlies

O Spurs surpreendeu massacrando o Grizzlies no primeiro jogo. Se no garrafão a missão de defender Marc Gasol e Zach Randolph era difícil, no perímetro a equipe de San Antonio deu show, conquistando uma vitória fácil.

21/05/2013 – Spurs 93 vs 89 Grizzlies

O Spurs caminhava para conseguir mais uma vitória tranquila dentro de casa, mas acabou vacilando no fim e deixou os visitantes empatarem. O jogo foi para a prorrogação, e, com a ajuda de Tim Duncan, os texanos venceram.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - O francês Tony Parker está fazendo uma série incrível. Se no primeiro jogo o armador fez 20 pontos, sendo o cestinha em quadra, no segundo jogo ele surpreendeu com incríveis 18 assistências, recorde em sua carreira.

PG – Mike Conley

SG – Tony Allen

SF – Tayshaun Prince

PF – Zach Randolph

C – Marc Gasol

Fique de Olho - Especialistas chegaram a afirmar que a derrota do Grizzlies no jogo 2 foi uma espécie de vitória moral. O grande motivo disso é que o ala-pivô Zach Randolph acordou para a série. Com um ótimo segundo tempo, Z-Bo fechou o jogo com 15 pontos e 18 rebotes.

“Vou pra cima dele”, diz Parker sobre duelo com Westbrook

Quem levará a melhor, Parker ou Westbrook?

No dia 4 de fevereiro, no AT&T Center, o San Antonio Spurs enfrentou e venceu o Oklahoma City Thunder por 107 a 96. Antes daquela partida, o técnico Gregg Popovich se direcionou ao armador Tony Parker e o intimou.

“Esqueça de passar a bola. Hoje eu quero que você arremesse pelo menos 30 vezes”.

Parker acatou o pedido do treinador e precisou de “apenas” 29 tiros para marcar 42 pontos – seu recorde na temporada. Curiosamente, naquela noite o francês passou Avery Johnson e se tornou o jogador com mais assistências na história da franquia.

Quase quatro meses depois desse duelo memorável, o camisa 9 volta a encontrar o Thunder. Agora, no entanto, a disputa vale uma vaga na grande final da NBA.

Tony Parker é a grande esperança do San Antonio Spurs na série. Nas duas primeiras rodadas dos playoffs, respectivamente contra Utah Jazz e Los Angeles Clippers, ele pulverizou Devin Harris e Chris Paul.

Na final, o oponente do francês será o explosivo Russell Westbrook, jogador que Parker respeita muito. “Ele é definitivamente o cabeça do time”, disse. “(Kevin) Durant é o cestinha da NBA, mas acho que o ritmo da equipe é ditado pelo Westbrook”, completou.

Para compensar o impacto causado pelo camisa zero de Oklahoma City, TP promete ser agressivo quando estiver com a bola.

“Eu vou pra cima dele, pode ter certeza”, assegurou. “Vai ser diferente do que foi contra o Dallas Mavericks e contra o Los Angeles Lakers (adversários do Thunder nas rodadas anteriores), quando os armadores (Jason Kidd e Ramon Sessions) foram mais contidos. Eu vou pra cima e vou fazê-lo trabalhar um pouco”, pontuou.

Para Boris Diaw, ala-pivô do Spurs e amigo de infância de Tony Parker, o armador é movido a desafios. “Ele gosta de ser desafiado e adora duelar contra os melhores jogadores do mundo. Isso deve lhe dar um pouco mais de adrenalina”, finalizou.

Amigos, amigos. Negócios à parte…

Dados interessantes sobre o embate (retirados do site Spurs Nation)

  • Parker e Westbrook possuem características ofensivas, mas o atleta do Thunder leva uma ligeira vantagem numérica. Russell registrou média de 23,6 pontos durante a temporada regular e foi o quinto maior cestinha da liga. Tony, por sua vez, ficou com o 22º lugar, com 18,3 pontos por noite.
  • Parker fez 42 pontos no dia 4 de fevereiro (seu recorde na temporada), justamente contra Westbrook. O armador do Thunder, por sua vez, conseguiu 36 pontos contra o Spurs no dia 16 de março. Westbrook só conseguiu ultrapassar essa marca em duas oportunidades ao longo do ano.
  • Parker abocanhou o quinto lugar na disputa pelo MVP da temporada. Desde 2007, quando Tim Duncan ficou em quarto, nenhum jogador do Spurs aparecia entre os cinco primeiros. Westbrook terminou em 12º.
  • Em 13 partidas contra o Oklahoma City Thunder desde que Westbrook foi draftado, há quatro temporadas, Parker tem média de 20 pontos e um aproveitamento de 49,3% nos arremessos de quadra. O desempenho do camisa zero é um pouco pior: 14 jogos, 16,3 pontos por noite e 37,3% de aproveitamento.

Jackson exalta volta aos playoffs com a camisa do Spurs

Captain Jack for the rescue!

Há quase dez anos, o ala Stephen Jackson fazia parte da equipe que conquistou o título de 2003, na despedida do Almirante David Robinson. Ao longo de todo esse tempo, o ala se transformou numa espécie de nômade. Passou por equipes como Indiana Pacers, Golden State Warriors e Milwaukee Bucks…

E agora está de volta a San Antonio, lugar onde conquistou seu primeiro – e único – anel da NBA. No Jogo 1 da série contra o Utah Jazz, o Captain Jack foi o reserva que mais tempo ficou em quadra: 27 minutos. Além dos 14 pontos (4-8) e quatro rebotes, o camisa 3 fez um sólido trabalho defensivo sobre o perigoso ala-pivô Paul Millsap.

“O mesmo Steve de sempre. Ele foi ótimo. Essa é sua época do ano”, disse Tim Duncan ao site Spurs Nation após o triunfo por 106 a 91. “Jack se empolga nos playoffs e isso é muito bom, porque nós precisamos dessa intensidade”, completou Timmy.

“Sou abençoado por estar nos playoffs novamente”, afirmou o veterano. “Cada pessoa tem a sua própria história; tudo o que eu passei nos últimos meses me tornou mais forte, mais esperto como pessoa e como jogador. Estar de volta a San Antonio é fantástico e ouvir essa torcida é definitivamente especial. É o melhor sentimento do mundo”, pontuou.

E mais…

Splitter será examinado nesta segunda-feira

Tiago Splitter - San Antonio SpursComo explicado pelo Victor Moraes no resumo do jogo entre Spurs e Jazz, o pivô Tiago Splitter saiu de quadra após sofrer uma entorse no punho esquerdo. O brasileiro passará por uma ressonância magnética nesta segunda-feira (30) para verificar a gravidade do problema.

Spurs (1) vs Jazz (0) – Nada a temer

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif106×91http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/1/80x60/uth2.gif

Abrindo os trabalhos nos playoffs, o San Antonio Spurs não teve dificuldades para bater neste domingo (29) o Utah Jazz, em casa, e fazer 1 a 0 na série da primeira rodada. Praticamente liderando de ponta a ponta, os texanos confirmaram a condição de mandante e fizeram 106 a 91 no rival de Salt Lake City. Vamos aos destaques.

Tim Duncan com a vitalidade de um menino, mesmo aos 36 anos (Ronald Martinez/Getty Images)

Sem grandes problemas

Na prévia da equipe do Spurs Brasil para a série contra o Utah Jazz, todos os nossos blogueiros apontaram o garrafão do adversário como principal fonte de preocupação para Gregg Popovich. E de fato a dupla Al Jefferson e Paul Millsap deu um pouco de dor de cabeça ao Spurs. Juntos, somaram 36 pontos e 18 rebotes, mas ficaram longe de serem dominantes. Boris Diaw e, principalmente Tim Duncan, fizeram um bom trabalho defensivo, e o melhor, sem cometerem uma falta sequer.

Parker corre por fora na disputa pelo MVP (Ronald Martinez/Getty Images)

MVParker

Tony Parker deve estar colocando uma pulga atrás da orelha dos eleitores para o prêmio de MVP. Depois de uma temporada regular irrepreensível, o francês abriu os playoffs com mais uma grande atuação. Com 28 pontos e oito assistências, o camisa 9 foi o cestinha e o líder em passes decisivos da partida, e, quando foi para a linha de lances livres, foi ovacionado pela torcida no AT&T Center com gritos de “MVP”. Claro que LeBron James e Kevin Durant são os favoritos ao título, mas Parker também deve receber alguns votos. Vale ficar de olho.

Volta no tempo

Não me canso de elogiar a grande forma em que está Tim Duncan.

Contra o Jazz, o lendário ala-pivô saiu de quadra com 17 pontos, 11 rebotes e cinco assistências, além de duas belíssimas enterradas que remeteram ao ano de 1999. Ver o Timmy jogando neste nível amplia as esperanças texanas de chegar ao penta.

Preocupante…

Ainda no primeiro quarto, Tiago Splitter sofreu uma torção no punho esquerdo, mas seguiu em quadra e somou sete minutos jogados antes do intervalo. Mas o o brasileiro não retornou para a segunda metade e foi substituído por DeJuan Blair. O pivô passará por exames mais detalhados na segunda-feira para saber a real dimensão do problema e quanto tempo será necessário para sua recuperação. Fica nossa torcida para que não seja nada grave e que Tiago possa retornar em breve para ajudar o Spurs nos playoffs e também a Seleção Brasileira nas Olimpíadas.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 28 pontos e oito assistências

Tim Duncan – 17 pontos, 11 rebotes e cinco assistências

Stephen Jackson – 14 pontos

Utah Jazz

Paul Millsap – 20 pontos, nove rebotes e três tocos

Gordon Hayward – 17 pontos

Al Jefferson – 16 pontos e nove rebotes

Spurs (2) vs Grizzlies (4) – O fim

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif91×99http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/1/80x60/mem2.gif

O torcedor do San Antonio Spurs esperava um final diferente para a temporada, um final muito diferente desse adeus precoce. A campanha de 61 vitórias na fase regular e a liderança do Oeste deixaram um sabor doce, mas que logo azedou. Cair diante do Memphis Grizzlies, na primeira rodada dos playoffs, estava longe dos planos.

As férias chegaram antes que o planejado (AP Photo)

Mas o que aconteceu na última sexta-feira foi apenas uma morte anunciada desde o jogo 1. Pode-se dizer que o Spurs entrou na partida desta sexta-feira apenas respirando por aparelhos, após ser reanimado por Manu Ginobili e Gary Neal no jogo 5. Ah sim, o placar de ontem? 99 a 91, mas isso é o que menos importa.

O Spurs lutou, é bem verdade. Vendeu caro o revés. Mas fracassou. Depois de entrar muito mal no primeiro quarto e equilibrar a partida no segundo e terceiro períodos, o time texano ainda deu esperanças ao seu torcedor quando buscou a virada e chegou a marcar 80 a 79. Mas foi apenas o último suspiro.

Randolph: O algoz (Photo Andy Lyons/Getty Images)

Zach Randolph, sim, ele mesmo, fez aquilo que poucos podiam imaginar que o ala-pivô seria capaz alguns anos atrás. Talento ele sempre teve, todos sabem, mas o que vimos em quadra foi um verdadeiro líder.

Randolph colocou a bola embaixo do braço e resolveu. Já vinha em uma grande noite, mas coroou a partida com um final impecável, que entrará para a ainda curta história do Grizzlies. Pontuou de todas as formas, com arremessos, ganchos e até contra-ataques. Fez o que quis e como quis, sem se importar com quem estava em seu encalço.

Dessa vez, sem brincadeiras infames, sem tempo para um novo milagre. Sucumbiu um gigante, mas diante de outro gigante, que foi Zach Randolph. Vitória merecida.

Memphis dominou toda a série. Mesmo quando perdeu, foi apenas por um acaso. Parabéns a Lionel Hollins, técnico da equipe. Dizer que deu um nó tático em Gregg Popovich soa como exagero, mas soube, sem dúvida, explorar as deficiências e fraquezas de um adversário teóricamente mais forte.

Ao Spurs, este ainda é um assunto longo e que terá consequências além daquilo que podemos analisar no momento. Ao Spurs, resta levantar a cabeça e já começar a pensar na temporada 2011/2012, provavelmente a última de Tim Duncan.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 23 pontos

Manu Ginobili – 16 pontos

Tim Duncan – 12 pontos, dez rebotes e três bloqueios

Memphis Grizzlies

Zach Randolph – 31 pontos e 11 rebotes

Marc Gasol – 12 pontos e 13 rebotes

Tony Allen – 11 pontos e quatro roubos de bola

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores