Arquivos do Blog

Spurs (18-4) @ Rockets (9-11) – Parker freia a Linsanity

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif134@126

O San Antonio Spurs venceu o Houston Rockets mais uma vez, na noite desta segunda-feira (10), e conquistou sua 18ª vitória na atual temporada. O triunfo, dessa vez, veio fora de casa após uma prorrogação. Com uma atuação no tempo extra praticamente irretocável, o alvinegro texano, comandado pelo armador Tony Parker, conseguiu frear a Linsanity de Jeremy Lin, que pela primeira vez se revelou em Houston. Já o armador francês conquistou seu primeiro triplo-duplo na carreira.

Jeremy Lin bem que tentou… (Layne Murdoch/NBAE/Getty)

Prorrogação

O jogo foi muito disputado do início ao fim. No entanto, no final do último quarto, o Rockets levava uma pequena vantagem na pontuação. Com uma bola de três de Tony Parker e ótimas jogadas ofensivas e defensivas de Danny Green, o Spurs conseguiu empatar e levar o jogo para a prorrogação. O alvinegro, mais uma vez, mostrou que não se intimida em levar o jogo para o tempo extra e venceu com certa facilidade. Foi a terceira vitória do San Antonio na prorrogação na temporada.

Pode rir! Noite memorável de Tony Parker com a camisa do Spurs (Layne Murdoch/NBAE/Getty)

Triplo-duplo

Tony Parker está no auge de sua carreira. Na temporada passada, o armador ficou entre os votados para MVP do campeonato e, em 2012/2013, o armador está melhorando cada vez mais e se tornando o principal nome em San Antonio. Na partida de ontem, contra o Rockets, veio mais uma conquista para o francês. Tony conseguiu seu primeiro triplo-duplo em grande estilo. Foram 27 pontos, 12 rebotes e 12 assistências.

Todos pontuam

Seis jogadores do elenco do Spurs atingiram a marca de dois dígitos na pontuação, sendo que três deles fizeram mais de 20 pontos. Apenas Matt Bonner, Patty Mills e James Anderson não pontuaram pelo time preto e prata. Nando De Colo, Boris Diaw e DeJuan Blair fizeram menos que dez pontos. No entanto, os três jogadores juntos contribuíram com 22 pontos para sua equipe.

Draft?

Anos atrás, se alguém dissesse que Jeremy Lin e Gary Neal seriam os principais pontuadores de duas equipes de ponta da NBA, ninguém acreditaria. Os dois jogadores, que foram ignorados pelo Draft, se destacaram na partida de ontem e foram os cestinhas de suas equipes. Lin fez absurdos 38 pontos e Neal conseguiu 29, sua maior pontuação na carreira.

Linsanity

Jeremy Lin precisa monopolizar o jogo para se destacar. Em Nova York, na temporada passada, o jogador só revelou seu poderio ofensivo após contusão de Carmelo Anthony. Contra o Spurs, o mesmo aconteceu. Com James Harden de fora devido a uma contusão, Lin pôde concentrar em sua mão os ataques do Rockets e provou que sua contração não foi aposta de fundo. O armador marcou 38 pontos, além de distribuir sete assistências. Em 42 minutos de atuação, o sino-americano só desperdiçou duas bolas.

Timmy

Tim Duncan não fez uma grande partida no ataque. Acertando apenas um único arremesso de quadra em nove tentativas, o pivô tinha tudo pra não conseguir uma boa pontuação. No entanto, da linha do lance livre, Timmy foi perfeito, acertando oito bolas em oito tentativas. Duas delas, inclusive, foram nos momentos decisivos do jogo. Com dez pontos e 13 rebotes, Duncan conseguiu mais um duplo-duplo para a coleção.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Garry Neal – 29 pontos

Tony Parker – 27 pontos, 12 assistências e 12 rebotes

Manu Ginóbili – 22 pontos, 6 assistências e 5 rebotes

Danny Green – 14 pontos, 6 rebotes e 5 assistências

Tim Duncan – 10 pontos e 13 rebotes

Tiago Splitter – 10 pontos e 5 rebotes

Houston Rockets

Jeremy Lin – 38 pontos e 7 assistências

Omer Asik – 21 pontos e 10 rebotes

Chandler Parsons - 20 pontos e 7 rebotes

Toney Douglas – 17 pontos e 4 assistências

Marcus Morris – 13 pontos e 6 rebotes

Spurs (2-1) @ Rockets (2-0) – Pré-temporada

San Antonio Spurs @ Houston Rockets – Pré-temporada

Data: 14/10/2012

Horário: 15h00 (Horário de Brasília)

Local: Toyota Center

Cotação no Apostas Online: Rockets 1,70 (favorito) @ Spurs 2,03

Agora, o San Antonio Spurs não está mais invicto na pré-temporada da NBA. Após a derrota para o Denver Nuggets, os comandados de Gregg Popovich partem para o clássico texano diante do Houston Rockets, equipe que venceu as duas partidas que fez até aqui e conta com um elenco renovado.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho - Caso Popovich não opte por poupar os titulares, como fez contra o Atlanta Hawks, o Spurs terá no bom momento de Tim Duncan uma arma propícia para vencer o garrafão do Rockets, composto por atletas novos e sem um ala de força confiável.

PG – Jeremy Lin

SG – Kevin Martin

SF – Chandler Parsons

PF – Patrick Patterson

C – Omer Asik

Fique de Olho - Em um time muito jovem, o ala-armador Kevin Martin já assumiu o papel de líder e referência, apesar de ter apenas 29 anos. Pontuador nato, mostrou que pode se dar bem ao lado do armador Jeremy Lin, principal contratação do Rockets para a temporada. A dupla pode incomodar bastante o perímetro do Spurs.

Possíveis adversários na primeira rodada

koba

Com vagas já reservadas para San Antonio Spurs e Oklahoma City Thunder no topo da Conferência Oeste e restando apenas duas a serem definidas, a primeira rodada dos playoffs já começa a se desenhar para o nosso time. Veja como foi o desempenho dos texanos na temporada regular contra os possíveis adversários na primeira rodada:

2 vitórias e 2 derrotas
2 vitórias e 1 derrota
3 vitórias e nenhuma derrota
3 vitórias e 1 derrota
2 vitórias e 2 derrotas

E aí, leitores? Quem vocês prefeririam que o Spurs enfrentasse? De quem querem fugir?

Spurs (10-7) vs Rockets (9-7) – Velhos Problemas

San Antonio Spurs102X105

Visitando o Houston Rockets, o San Antonio Spurs sofreu mais uma derrota neste sábado (21), confirmando seu péssimo aproveitamento fora de casa (apenas uma vitória em sete partidas). Gregg Popovich poupou Tim Duncan e viu vários dos problemas que a equipe apresentou na derrota de sexta-feira para o Sacramento Kings e vem apresentando por toda a temporada se repetirem em quadra.

Que faaase, ein RJ!

O argentino faz falta. E como faz

Sim, é meio óbvio que Manu Ginobili faz uma falta tremenda à nossa equipe, mas derrotas assim salientam esse fato. O Spurs conseguiu encostar o marcador no último período, mas no momento derradeiro faltou alguém pra meter uma bolinha de três espírita ou cavar uma falta ofensiva, essas coisas que Manu está acostumado a fazer. Sem ele, vemos Tony Parker tendo que se sobrecarregar ofensivamente e Gary Neal arremessar um airball nos últimos e decisivos segundos da partida.

Ataque pouco confiável

Ele tentou

Ele tentou

Marcamos mais de 100 pontos, o aproveitamento de 44,7% não é ruim, mas o ataque do Spurs tem poucas peças confiáveis. Os novatos Kawhi Leonard e Cory Joseph mostram insegurança na tábua ofensiva, provavelmente fruto da falta de uma pré-temporada mais longa. Após um excelente começo de ano, Richard Jeferson voltou a ser o velho RJ que nós já conhecíamos (acertou dois dos 11 arremessos tentados). Além disso, Blair vem mostrando sua habitual inconsistência, e Bonner, apesar de ter marcado 16 pontos, continua sendo Bonner.

Olha o Splitter aí gente!

De positivo fica a excelente atuação do brazuca Tiago Splitter, que vem pedindo espaço na rotação do Spurs. Splitter chamou jogadas para si, mostrou um excelente entrosamento com Tony Parker e terminou a partida com 25 pontos marcados – e um excelente aproveitamento nos arremessos (acertou 11 de 13). Vale destacar também o bom papel defensivo sobre Luis Scola, que costuma fazer estragos contra nossa equipe. Bem marcado, anotou modestos 12 pontos.

O San Antonio Spurs descansa no domingo, e segunda-feira (23) enfrenta o Hornets, em New Orleans.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tiago Splitter – 25 pontos e dez rebotes

Tony Parker – 24 pontos e 13 assistências

Matt Bonner – 16 pontos

Houston Rockets

Kevin Martin – 25 pontos

Kyle Lowry – 14 pontos (dez no último quarto) e oito assistências

Goran Dragic – 14 pontos e quatro assistências

Samuel Dalembert – 12 pontos, seis tocos e quatro rebotes

Spurs (10-6) @ Rockets (8-7) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Houston Rockets – Temporada Regular

Data: 21/01/2012

Horário: 23h (Horário de Brasília)

Local: Toyota Center

A derrota em casa para o Sacramento Kings na noite de sexta (20) certamente não estava nos planos do Spurs que, sem tempo para descansar, viaja a Houston para encarar o Rockets, tentando compensar o último resultado negativo. Lutando por uma vaga nos playoffs, o Rockets foi derrotado apenas uma vez em sete partidas no Toyota Center.

Confrontos na temporada (1-1)

29/12/2011 - Spurs 85 @ 105 Rockets

Com boa partida do trio Scola, Martin e Lowry, o Houston Rockets abriu larga vantagem ainda no primeiro tempo e não deu chances para o San Antonio Spurs. De bom, apenas os double-doubles de Blair (22 pontos e 12 rebotes) e Splitter (Dez pontos e 11 rebotes).

11/01/2012 – Spurs 101 vs 95 Rockets

Na noite em que Tim Duncan passou Larry Bird e se tornou o 27º maior cestinha da história da NBA, o Spurs contou com grande partida de Tony Parker, que anotou 28 pontos, oito assistências e cinco rebotes, para bater o rival na prorrogação.

DeJuan Blair

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/sas.gif

PG – Tony Parker

SG – Kawhi Leonard

SF – Richard Jefferson

PF – DeJuan Blair

C – Tim Duncan

Fique de Olho - Blair está em sua terceira temporada com o Spurs, mas ainda é visto com desconfiança por parte da torcida, muito por conta de sua defesa. O ala-pivô é talentoso no ataque, mas terá a missão de parar Luis Scola do outro lado. Uma boa marcação sobre o argentino pode ser a chave para a vitória.

Kyle Lowry

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/hou.gif

PG – Kyle Lowry

SG – Kevin Martin

SF – Chandler Parsons

PF – Luis Scola

C – Samuel Dalembert

Fique de Olho – Kyle Lowry é, sem dúvida, o principal jogador do Houston Rockets nesta temporada. O armador não recebe a mesma atenção da mídia do que atletas da mesma posição, como Chris Paul e Derrick Rose, mas para os mais atentos não pode ficar de fora na discussão dos melhores armadores da temporada. Suas médias em 2011/2012 são de 16,7 pontos, 8,6 assistências e 6,8 rebotes.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores