Arquivos do Blog

Spurs (3) @ Mavericks (3) – Game seven, baby

111×113

Atuando na casa do adversário, o San Antonio Spurs não conseguiu fechar a série contra Dallas Mavericks, nesta sexta-feira, pela primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste, e terá de encarar o sétimo e decisivo confronto no domingo. A partida foi toda muito apertada, mas o time mandante foi mais eficiente nos minutos finais e conseguiu vencer por 113 a 111.

Parker comandou o time no fim (NBAE/Getty Images)

Jogo confuso

O duelo teve várias mudanças de liderança. O Mavs começou bem melhor, fazendo 34 pontos no primeiro quarto. No segundo, o Spurs conseguiu diminuir a diferença, mas ainda foi para o vestiário perdendo. No terceiro período, os visitantes acordaram e tomaram a frente. A vantagem ficou com o alvinegro até pouco depois da metade da última parcial. A partir dali, o time de Dallas soube administrar melhor as últimas posses e garantiu a vitória.

Tiago Splitter foi bem de novo na série (NBAE/Getty Images)

Ellis

Monta Ellis foi o grande responsável pela vitória do Mavs. O ala-armador fez 12 pontos apenas no último quarto, sendo oito deles nos momentos decisivos do jogo. O atleta não fugiu à responsabilidade e pediu a bola nos minutos finais. Outra atuação que machucou o Spurs foi a de DeJuan Blair. O pivô e ex-jogador da franquia alvinegra teve uma boa atuação no segundo tempo e roubou bola decisiva de Tony Parker, selando a vitória para seu novo time. Dirk Nowitzki, por sua vez, teve mais um bom desempenho. Tendo sido melhor nos quartos iniciais, o alemão terminou a partida com 22 pontos.

Tá de volta

Uma novidade positiva foi Danny Green ter acordado para a série. Após ter somado apenas 17 pontos nos cinco primeiros jogos, o arremessador igualou a marca em apenas 29 minutos de atuação. Já seu companheiro de posição, Marco Belinelli, continua morto, zerado.

Tony Parker, por sua vez, teve seu melhor jogo na série. Apesar de ter cometido um desperdício decisivo e errado vários arremessos, o francês foi pontual em bolas difícies no fim do duelo. Foram 22 pontos para ele, acertando dez de 23 arremessos de quadra tentados.

MVP da série

Manu Ginobili era com folgas o melhor jogador do Spurs na série. No entanto, após três duplo-duplos consecutivos e mais uma boa atuação no jogo 6, Tiago Splitter entrou com força na disputa. Pesa também o fato do ala-armador argentino não ter ido bem no compromisso desta sexta-feira. Nada bem. Seis pontos, com apenas uma bola acertada e nenhuma de três. Já o pivô foi autor de 19 pontos, oito rebotes e duas assistências. O brasileiro também foi quase perfeito da linha de lance livre: acertou 11 em 12 oportunidades que teve após faltas.

Final bizarro

O treinador Gregg Popovich desistiu do jogo nos segundos finais, tirou os titulares e, do nada, Patty Mills e Danny Green acertaram bolas de três e deixaram o time de Dallas com apenas dois pontos de vantagem no marcador. Após se enrolar, fugindo das faltas e tentando acabar com a partida, Monta Ellis jogou a bola pra fora, deixando a última posse com os visitantes. Na jogada seguinte, faltando 1,3 segundos, a equipe alvinegra colocou seis jogares em quadra: Boris Diaw cobrando o fundo bola e mais cinco esperando o passe.

Nem assim deu certo: a bola foi colocada para fora e o Spurs não conseguiu acertar a jogada. Os árbitros não repararam no erro e, para eles, ainda bem que o lance não deu em nada.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos e 6 assistências

Tiago Splitter – 19 pontos e 8 rebotes

Tim Duncan – 16 pontos e 9 rebotes

Danny Green – 17 pontos e 5 rebotes

Kawhi Leonard – 12 pontos e 6 rebotes

Patty Mills – 10 pontos

Dallas Mavericks

Monta Ellis – 29 pontos

Dirk Nowitzki – 22 pontos e 5 rebotes

Vince Carter – 13 pontos e 6 rebotes

Jose Calderon – 12 pontos e 6 assistências

Devin Harris – 11 pontos

DeJuan Blair – 10 pontos e 14 rebotes

Spurs (3) @ Mavericks (2) – Primeira rodada dos playoffs

San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Primeira rodada dos playoffs

Data: 02/05/2014

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: American Airlines Center

Na TV: ESPN

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,63 (favorito) @ Mavericks 2,30

Após retomar a liderança na série, o San Antonio Spurs vai até a casa do adversário para tentar fechar o confronto contra o rival texano. Foram duas vitórias seguidas para o time comandado por Gregg Popovich, e a terceira significaria evitar todo o trabalho físico e metal que é um jogo 7, ainda se tratando da primeira rodada dos playoffs da Conferência Oeste. 

Confrontos na série (3-2)

20/04/2014 – Spurs 90 vs 85 Mavericks

O Spurs só liquidou a fatura no fim, mesmo após começar melhor. O Mavs acordou no segundo tempo e chegou a ficar na frente, mas Tim Duncan, com 27 pontos e sete rebotes, e Tony Parker, com 26 pontos, seis assistências e quatro rebotes, ajudaram na virada.

23/04/2014 – Spurs 92 vs 113 Mavericks

Mesmo na casa do adversário, o Mavs atropelou. Foi o duelo mais desigual da série até agora. O destaque do alvinegro foi Manu Ginobili, que anotou 27 pontos e quatro assistências.

26/04/2014 – Spurs 108 @ 109 Mavericks

Vince Carter, restando pouco mais de um segundo, acertou bola de três pontos da zona morta e deu vitória ao Mavs. Tim Duncan, com 22 pontos, foi o cestinha da equipe de San Antonio.

29/04/2014 – Spurs 93 @ 89 Mavericks

Em briga para saber quem era o gordinho mais decisivo, Boris Diaw saiu vencedor, fazendo cesta de três nos instantes finais para retomar o mando de quadra a pelo Spurs. DeJuan Blair era seu adversário e fazia grande partida até ser excluído por acertar chute em Tiago Splitter. Manu Ginobili, com 23 pontos e cinco assistências, se destacou novamente.

30/04/2014 – Spurs 109 vs 103 Mavericks

O Spurs contou com a ajuda de Tiago Splitter e um bom jogo de Tony Parker para virar. O brasileiro teve números impressionantes, foram 17 pontos, 12 rebotes e cinco assistências.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - Após jogos de doer só de olhar o francês, Tony Parker acordou para a série. Se quando o armador estava mal o Spurs esteve mal, agora que o camisa 9 está jogando melhor o time voltou a vencer. Uma atuação boa dele será necessária para evitar o jogo 7.

PG – José Calderón

SG – Monta Ellis

SF – Shawn Marion

PF – Dirk Nowitzki

C – Samuel Dalembert

Fique de Olho - Dirk Nowitzki melhorou a cada jogo nesses playoffs. O alemão está com média de apenas 16 pontos por exibição no confronto, mas no último jogo já chegou à marca de 26.

Spurs (43-16) vs Mavericks (36-25) – Parker volta com tudo

112×106

O San Antonio Spurs não teve dificuldades, neste domingo (9) para conseguir sua terceira vitória seguida na temporada sobre o Dallas Mavericks. Com seu Big Three reunido mais uma vez no AT&T Center, os donos da casa estiveram na frente do placar durante praticamente todo o jogo. Já são oito triunfos consecutivos sobre o rival. Nesta terça-feira, o alvinegro encara o Cleveland Cavaliers, enquanto os visitantes pegam o Denver Nuggets. Confira a seguir o que de importante aconteceu no duelo:

Tony Parker foi o principal jogador em quadra (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Parker

Tony Parker ficou ausente durante seis jogos para descansar de uma fadiga física e mental. Não pareceu nem por um segundo que o francês estivesse fora de ritmo. Pelo contrário: logo no primeiro quarto, o camisa #9 anotou dez pontos. O armador demonstrou muita facilidade nas infiltrações e arremessos, convertendo dez das 15 bolas que arriscou. A missão mais difícil do dia para o astro pareceu ter sido convencer o técnico Gregg Popovich a deixá-lo jogar.

Duncan foi bem de novo (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Time titular em quadra

O quinteto do Spurs considerado titular esteve reunido novamente. Aqueles cinco que chegaram às finais da NBA, lembra? Tony Parker, Danny Green, Kawhi Leonard, Tim Duncan e Tiago Splitter. Todos eles sofreram com contusões durante a temporada: uns, como Green, até chegaram a perder o posto no time que inicia o jogo. Mas, na noite deste domingo, todos estavam prontos e saudáveis. E apenas o ala-armador não conseguiu chegar a dois dígitos de pontuação.

Banco 

O banco que muitas vezes salva o Spurs não foi tão acionado. Apenas os dois principais jogadores do segundo time foram realmente importantes. Boris Diaw e Manu Ginobili carregaram os reservas. Os dois, juntos, fizeram 29 dos 41 pontos do banco. O argentino conseguiu uma ótima sequência de bolas de três no fim do terceiro quarto. O francês, por sua vez, fez seu primeiro duplo-duplo desde janeiro, com 14 pontos e dez rebotes.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 22 pontos e 7 assistências

Tim Duncan –  17 pontos e 9 rebotes

Kawhi Leonard – 16 pontos e 7 rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos e 7 assistências

Boris Diaw – 14 pontos e 10 rebotes

Tiago Splitter – 11 pontos e 5 rebotes

Dallas Mavericks

Dirk Nowitzki – 22 pontos e 7 rebotes

Vince Carter – 21 pontos e 5 assistências

Monta Ellis – 17 pontos e 8 assistências

Spurs (42-16) vs Mavericks (36-24) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 02/03/2014

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,43 (favorito) vs Mavs 2,84

Depois de duas vitórias seguidas em casa após o fim da Rodeo Road Trip, o San Antonio Spurs sedia mais um compromisso no AT&T Center. O adversário da vez é o rival texano Dallas Mavericks. Na temporada, o time de Gregg Popovich tem boa vantagem no confronto, com duas vitórias em duas partidas. Para o jogo desta segunda-feira, o alvinegro pode, enfim, contar com Tony Parker. O armador perdeu os últimos seis jogos, descansando devido a uma fadiga física e mental. De acordo com o próprio jogador, ele só precisa convencer o técnico de que está pronto para voltar à quadra. “Eu tenho treinado nos últimos dias. Sei como meu corpo vai responder. Eu espero que consiga convencê-lo”, disse o astro, ao site da NBA.

Confrontos na temporada (2-0)

26/12/2013 – Spurs 116 @ 107 Mavericks

Em seu segundo jogo em duas noites, o Spurs conseguiu uma importante vitória, fora de casa, contra o rival. O time esteve na frente no placar durante praticamente toda a partida, chegando a tomar um susto no final, mas teve calma para fechar o jogo e garantir o resultado. Vindo do banco, Danny Green se destacou com 22 pontos.

08/01/2014 – Spurs 112 vs 90 Mavs

Sem Ginobili em quadra, o Spurs conseguiu uma ótima vitória, contando com uma bela atuação de Tony Parker. Foram 25 pontos e sete assistências do armador francês no clássico texano.

PG – Tony Parker/Cory Joseph

SG – Danny Green

SF – Kahwi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho - Na ausência de Tony Parker, o Spurs conseguiu vencer cinco jogos e perdeu apenas um. Tim Duncan pode ser considerado o responsável por esses números. O ala-pivô Duncan foi o principal pontuador do time no último jogo, a vitória sobre o Charlotte Bobcats, com 17 pontos e 16 rebotes. 

PG – Jose Calderon

SG – Monta Ellis

SF – Shawn Marion

PF – Dirk Nowitzki

C – Samuel Dalembert

Fique de Olho - Mesmo tendo conseguido uma vantagem de 16 pontos sobre o Chicago Bulls, na sexta-feira, o Mavs conseguiu perder. O time anotou apenas 15 pontos no último quarto. O ala-armador Monta Ellis foi o melhor jogador da equipe, tendo marcado 20 pontos – ainda que só tenha convertido duas bolas em seis tentativas no período final.

Spurs (21-8) vs. Mavericks (12-16) – R.I.P. Dallas

129×91http://i884.photobucket.com/albums/ac50/glaglauber/Logos%20NBA/DallasMavericks.jpg

O Natal deste ano não será dos mais felizes para Mark Cuban e o seu Dallas Mavericks. O mais polêmico dono de franquia da NBA deve ter arrancado os cabelos durante o clássico texano deste domingo (23), ao ver sua equipe ser simplesmente aniquilada por um dos maiores rivais. Jogando em casa, o San Antonio Spurs ignorou o clima de solidariedade natalina e não teve pena, aplicando uma verdadeira surra no AT&T Center: 129 a 91. Vamos aos destaques.

E lá vem boooomba! (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Ho, ho, ho! Papai Noel chegou…

… e em seu saco de presentes trouxe uma infinidade de bolas de três pontos. Ao todo, o Spurs converteu 20 arremessos de longa distância, novo recorde da história da franquia. Tudo isso em apenas 30 tentativas, o que garantiu um aproveitamento de 66,7%. A pontaria de Danny Green foi a mais afiada: o camisa #4 converteu sete tiros do perímetro em oito tentativas e foi o cestinha do jogo com 25 pontos. Mas vale frisar; com exceção dos pivôs Tim Duncan, Tiago Splitter e DeJuan Blair e do armador Nando De Colo, todos os outros nove jogadores deixaram a quadra com pelo menos um arremesso longo convertido.

Ainda ouviremos muito falar desse camisa #2 (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Eterno xodó

E Kawhi Leonard, mais uma vez, fez jus ao status de “queridinho” do San Antonio Spurs. Depois de voltar de lesão na última partida, o ala retornou ao time titular no clássico do Texas e foi um dos melhores em quadra. Além dos 17 pontos convertidos, Kawhi roubou cinco bolas e foi perfeito na marcação de O.J. Mayo, que anotou apenas sete pontos – bem abaixo de sua média de 19,8 pontos por jogo até então.

O freguês voltou!

E falando em volta, quem retornou às quadras nesta partida foi Dirk Nowitzki. O alemão se recuperava de uma atroscopia no joelho realizada há mais de dois meses e fez sua estreia na temporada 2012/2013. Sem ritmo e com os companheiros pouco inspirados, acabou engolido pela defesa rival e deixou a quadra com apenas oito pontos em 20 minutos jogados.

Acabou a maldição?

Se você acompanha o Spurs há algum tempo, já deve estar acostumado com os famosos “apagões” do terceiro quarto. Mas desta vez a “maldição” ficou longe. Foi justamente na volta do intervalo que o San Antonio Spurs teve o melhor momento na partida, ao vencer a parcial por 36 a 14. Nos rebotes – outro problema crônico da equipe – os donos da casa também levaram a melhor, vencendo a briga pelos ressaltos por 41 a 39.

No departamento médico

Quem parece que não terá folga tão cedo são os médicos do San Antonio Spurs. Depois de Stephen Jackson, Manu Ginobili e Kawhi Leonard enfrentarem problemas físicos recentes, agora foi a vez de Gary Neal. O ala-armador torceu o pé direito no início do último quarto e deixou a quadra para não mais retornar. A gravidade da lesão ainda não foi informada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 25 pontos (7-8 3 PT) e 4 rebotes

Tony Parker – 18 pontos e 6 assistências

Kawhi Leonard – 17 pontos, 5 roubos de bola e 4 rebotes

Tim Duncan – 15 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Dallas Mavericks

Darren Collison – 15 pontos

Vince Carter – 13 pontos e 5 rebotes

Chris Kaman – 10 pontos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores