AT&T Center (SBC Center até 2005) (2002 – presente)

Desde que havia se mudado ao Alamodome, o Spurs alimentava o desejo de ter seu próprio ginásio, pois mesmo o Alamodome sendo uma quadra nova, ela foi projetada para ser um estádio de futebol americano, e, mesmo sendo a quadra com a maior capacidade de público, os lugares longe da quadra e o clima cavernoso deixavam os torcedores do time insatisfeitos.

O Spurs tentava conseguir o apoio da prefeitura para angariar verbas para a construção de uma nova arena, o que se não acontecesse poderia tirar o time da cidade. Até que, em 2000, em um referendo, a população aprovou a ajuda de custos da prefeitura de San Antonio à construção de um novo ginásio. O Spurs e a cidade inicialmente contruíriam uma quadra adjacente ao Alamodome, porém um acordo de último hora entre o time e o município de Bexar decidiram construí-la no lado leste da cidade.

A contrução se iniciou em 2000, e foi completa em 2002, custando 175 milhões de dólares. O direito sobre o nome da arena foi comprado por uma empressa local, a SBC Communications, em um acordo de 20 anos por 41 milhões de dólares, nomeando a arena como SBC Center em julho de 2002. Em novembro de 2005, após a SBC Comunications adquirir a AT&T Corporation, renomeou o ginásio para AT&T Center.

O AT&T Center tem capacidade para 18797 pessoas, e é a casa também do Silver Stars, da WNBA, e do time de hockey Rampages, da AHL. A arena também recebe anualmente o San Antonio Stock Show & Rodeo em fevereiro, quando o Spurs faz o seu conhecido Rodeo Trip.

Logo em sua primeira temporada no novo ginásio, o Spurs cosneguiu ganhar seu segundo título, em 2003, derrotando o New Jersey Nets em seis jogos. Na última partida, em casa, com o ginásio totalmente lotado, o time conseguiu uma corrida de 19 a 0 no último quarto, vencendo a  partida por 88 a 77. Mais memorável foi o almirante David Robinson encerrar sua carreira em grande estilo com um título.

No ano seguinte, uma das piores memórias para os torcedores do Spurs, quando o San Antonio disputava a semifinal da conferência Oeste contra o Los Angeles Lakers e, com a série empatada em 2 a 2, no Jogo 5 o Spurs vencia a partida faltando quatro décimos de segundo para o fim, quando Derek Fisher acertou um arremesso de três pontos dando a vitória para o Lakers, no episódio conhecido com “.4″.

Outras grandes memórias do ginásio são a dura série de sete jogos nas finais da NBA em 2005, contra o Detroit Pistons, em que o time consquistou seu terceiro título, e as finais de 2007 contra o Cleveland Cavaliers, com a maestral atuação de Tony Parker e o quarto título da franquia.

Um dos momentos mais lembrados também é o Jogo 1 da primeira rodada dos playoffs de 2008, contra o Phoenix Suns, em que Michael Finley, com uma cesta de três, mandou o jogo para a prorrogação, após o Suns dominar boa parte da partida. Ao final do tempo extra, o Spurs perdia por três pontos, e, em uma jogada que terminou com uma surpreendente cesta de três de Tim Duncan, mandou o jogo para a segunda  prorrogação. Ao final da  segunda overtime, com uma bandeja de Manu Ginobili, o Spurs conseguiu a vitória, da qual é considerada por muitos uma das melhores partidas de playoffs na história da NBA.

Vejam abaixo o vídeo com o arremesso de três de Tim Duncan.

Por Glauber da Rocha

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores