Arquivo da categoria: Summer League

Balanço positivo em Las Vegas

Mais do que o resultado, o mais importante para uma franquia de NBA na Summer League é o desenvolvimento e a observação de jogadores. Se o San Antonio Spurs ficou longe do título no primeiro ano em que a competição coroará um campeão, essas duas etapas foram cumpridas de maneira satisfatória. A diretoria e a comissão técnica do alvinegro texano vêem a equipe deixar Las Vegas provavelmente com boas ideias para um futuro próximo.

Udoka executou bem o plano do Spurs na Summer League (NBAE/Getty Images)

Isso passa, obviamente, pelos jogadores que já integram o plantel principal do Spurs. Para muitos torcedores do time, a prioridade para a offseason deveria ser a contratação de um pivô de presença física no garrafão, de preferência um bom defensor. Mas talvez esse jogador já estivesse no elenco. Estou falando de Aron Baynes, que deixa a Summer League com médias de 12 pontos, 10,5 rebotes e 1,3 tocos em 26,3 minutos por exibição – na minha opinião, suas atuações representam o que de melhor aconteceu para a franquia texana na competição.

Entre todos os jogadores que representaram o Spurs na Summer League, Baynes foi o que teve adversários mais duros pela frente. O australiano trombou com Bismack Biyombo na vitória sobre o Charlotte Bobcats, com Jonas Valanciunas na derrota para o Toronto Raptors e com Tyler Zeller no revés diante do Cleveland Cavaliers. Só não encarou um pivô com experiência como titular da NBA durante o triunfo sobre o Atlanta Hawks, quando encarou o brasileiro Lucas Bebê – escolha de primeira rodada do Draft deste ano.

Baynes é um pivô de presença física interior, carência do Spurs desde as saídas dos já veteranos Fabrício Oberto e Kurt Thomas, que não causaram muito impacto no time. Com boas atuações, o australiano se credencia a uma vaga na rotação da equipe no garrafão – que ficou mais concorrida com as renovações do brasileiro Tiago Splitter e do francês Boris Diaw e a contratação de Jeff Pendergraph. Tim Duncan e Matt Bonner completam o setor.

Além de Baynes, mais dois jogadores que já fazem parte do elenco principal do Spurs desde a última temporada participaram da Summer League: Cory Joseph e Nando De Colo. Eles disputam o pouco tempo de quadra que sobra na armação nos minutos de descanso de Tony Parker – a briga ainda conta com o australiano Patrick Mills, que recentemente renovou seu contrato com a franquia texana. E o canadense e o francês tiveram atuações irregulares em Las Vegas. Mas, ao contrário de Baynes, foram escalados por Ime Udoka, que foi o técnico da equipe na competição, fora da zona de conforto.

De todos os possíveis reservas de Parker, De Colo me parece ser o mais talentoso. É o que melhor pode atuar como armador puro, principalmente por seu talento nos passes e no comando do pick-and-roll. O problema é que os alas da segunda unidade na próxima temporada devem ser Manu Ginobili, que acaba de renovar seu contrato com o Spurs, e Marco Belinelli, principal contratação da franquia texana na offseason. E os dois também se destacam por terem os mesmos talentos que o francês.

Para desenvolver habilidades complementares e poder atuar ao lado de Ginobili e Belinelli enquanto o argentino e o italiano comandarem o ataque do time reserva, De Colo foi escalado como ala-armador por Udoka. Assim, teve de defender adversários mais altos e fortes e trabalhar como arremessador, colocando à prova dois de seus pontos fracos. E, entre boas e más atuações, deixou a Summer League com médias de 11,3 pontos, com apenas 22,2% no aproveitamento nos tiros de três pontos, e quatro assistências em 31,8 minutos por exibição.

Nos jogos em que Parker foi poupado, sem dúvidas De Colo é a melhor opção para assumir o lugar de armador titular do time. Mas, para jogar ao lado de Ginobili e Belinelli, acredito que a melhor opção seja Joseph. O canadense é sólido na defesa, principalmente quando tem de marcar armadores mais rápidos, e se movimenta melhor sem a bola, finalizando cada vez melhor perto da cesta em bandejas contestadas.

O problema é que, como armador puro, Joseph não é confiável. O canadense ainda terá de conviver com a eterna sombra de George Hill, que exercia a função de combo guard defensivo antes de sua chegada e que comandava o ataque muito melhor. A questão é que o hoje jogador do Indiana Pacers chegou à NBA pronto após passar quatro anos no basquete universitário, enquanto o atleta do Spurs passou apenas um e, sem dúvidas, era muito mais cru quando chegou à liga. Assusta ver que Hill é SEIS anos mais velho do que Joseph.

Por isso, para evoluir, Joseph foi usado por Udoka como comandante do show. Também alternou boas e más atuações e deixou a Summer League com médias de 10,3 pontos e, mais importante, 4,5 assistências em 28,3 minutos por exibição.

Claro que observar os prospectos também foi importante, mas para um futuro mais distante. DeShaun Thomas começou bem, com 17 pontos por exibição nos três primeiros jogos, mas caiu nas partidas finais e a média despencou para 12,4. Marcus Denmon, por outro lado, foi crescendo ao longo da competição, acertou 38,5% de seus tiros de três pontos e fez 10,3 pontos por jogo. E Ryan Richards, quando eu estava pronto para desistir dele, se destacou e mostrou ter talento, ainda que bruto, na vitória sobre o Milwaukee Bucks.

Mas os três ainda parecem imaturos e devem passar a próxima temporada na Europa. Enquanto isso, o Spurs terá Baynes batalhando no garrafão, De Colo tentando se encaixar ao lado de Ginobili e Belinelli e Joseph buscando melhorar como armador principal. Por isso, é possível dizer que o saldo da Summer League foi positivo para o time texano.

Spurs (3-2) @ Bucks (2-3) – Aproveitando a chance

90×80

Nesta sexta-feira (19), o San Antonio Spurs se despediu da Summer League de Las Vegas com vitória por 90 a 80 sobre o Milwaukee Bucks. Mas mais importante que o resultado foi a oportunidade que alguns jogadores tiveram para mostrar seu valor. Sem chances de título após a derrota para o Cleveland Cavaliers, Ime Udoka, que tem trabalhado como o treinador da equipe texana na competição, resolveu poupar os armadores Cory Joseph e Nando De Colo e o pivô Aron Baynes e dar tempo de quadra a outros atletas. O resultado foi interessante. Confira, a seguir, o que de melhor aconteceu na partida.

Spurs, de Thomas, deu adeus à Summer League (NBAE/Getty Images)

Sopro de talento

Após uma conturbada temporada, em que resolveu trocar o Asseco Prokom, da Polônia, pelo BC Zepter Vienna, da Áustria, Ryan Richards começava a mostrar que, talvez, não valeria um possível investimento. Até o jogo contra o Bucks, o ala-pivô, selecionado pelo Spurs na 49ª escolha do Draft de 2010, tinha anotado, no total, apenas quatro pontos e três rebotes na Summer League. No entanto, diante do time de Milwaukee, ele foi à forra. Em pouco menos de 16 minutos, o britânico obteve 18 pontos (8-11 FG, 2-2 3 PT) e três rebotes, aproveitou a chance dada por Udoka e mostrou que, se colocar a cabeça no lugar, pode desenvolver seu talento e fazer parte do elenco principal da franquia no futuro.

“Anônimos”, com Tyler Brown, ganharam uma oportunidade de Ime Udoka no jogo contra o Bucks (NBAE/Getty Images)

O comandante

Ao contrário de Richards, Marcus Denmon fez uma Summer League sólida do início ao fim. Nos quatro primeiros jogos, no entanto, ele acabou na sombra de Joseph e De Colo. Mas contra o Bucks, o armador aproveitou a chance, já que o canadense e o francês foram poupados, e teve atuação interessante. O prospecto, selecionado pelo Spurs na 59ª escolha do Draft de 2012, se destacou, mesmo não arremessando bem, e anotou dez pontos (3-11 FG, 2-4 3 PT, 2-2 FT), oito rebotes e cinco assistências em cerca de 29,5 minutos. Mais uma aposta válida da franquia para o futuro.

A surpresa

Durante toda a Summer League, Hollis Thompson fez parte do quinteto inicial do Spurs. O ala, escalado ao lado de Joseph, De Colo, Thomas e Baynes, era o único titular não ligado à franquia texana. Contra o Bucks, o jogador fez mais uma boa partida, anotando 21 pontos (8-12 FG, 2-2 3 PT, 3-3 FT), quatro rebotes e dois tocos, e, se não receber propostas da NBA, pode ser uma boa opção para a próxima temporada do Austin Toros.

A decepção

Pela primeira vez na Summer League, DeShaun Thomas foi escalado como ala, e não como ala-pivô. E a experiência não deu muito certo. Após anotar 18 pontos navitória sobre o Charlotte Bobcats, 16 na derrota para o Toronto Raptors e 17 no triunfo diante do Atlanta Hawks, o jogador, selecionado pelo Spurs na 58ª escolha do Draft deste ano, havia marcado apenas cinco contra o Cavs e voltou a decepcionar contra o Bucks, deixando a quadra com seis pontos (3-9 FG) e quatro rebotes em cerca de 27 minutos. Talvez seja melhor para ele atuar um ano na Europa, definir sua posição e desenvolver seu jogo antes de atuar na NBA.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Hollis Thompson – 21 pontos, 4 rebotes e 2 tocos

Ryan Richards – 18 pontos e 3 rebotes

Durand Scott – 11 pontos

Marcus Denmon – 10 pontos, 8 rebotes e 5 assistências

Dexter Pittman – 10 pontos, 8 rebotes e 2 tocos

Milwaukee Bucks

Nate Wolters – 20 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

John Shurna – 14 pontos e 4 rebotes

Demetris Nichols – 10 pontos

Spurs (2-2) @ Bucks (2-2) – Summer League

San Antonio Spurs @ Milwaukee Bucks – Summer League de Las Vegas

Data: 19/07/2013

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: Cox Pavilion

Logo em sua estreia na segunda fase da Summer League de Las Vegas, o San Antonio Spurs foi derrotado pelo Cleveland Cavaliers e deu adeus à chance de se tornar campeão da competição. Nesta sexta-feira, pela repescagem, a franquia texana fará sua despedida do torneio. Será a última chance para Cory Joseph, Nando De Colo e Aron Baynes provarem que merecem uma fatia maior na rotação da equipe principal e para DeShaun Thomas e Marcus Denmon, entre outros, convencerem a diretoria de que merecem uma vaga no elenco.

PG – Cory Joseph

SG – Nando De Colo

SF – Hollis Thompson

PF – DeShaun Thomas

C – Aron Baynes

Fique de Olho - DeShaun Thomas, selecionado pelo Spurs na 58ª escolha do Draft deste ano, começou bem sua trajetória na Summer League. Na primeira fase, o ala anotou 18 pontos na vitória sobre o Charlotte Bobcats, 16 na derrota para o Toronto Raptors e 17 no triunfo diante do Atlanta Hawks. Porém, na estreia no mata-mata, o prospecto fez só cinco pontos, acertando apenas um dos 12 arremessos de quadra que tentou. Contra o Bucks, o camisa #22 terá a chance de se redimir, de olho em uma vaga no elenco para a temporada 2013/2014 da NBA.

PG – Ish Smith

SG – Dominique Jones

SF – Xavier Silas

PF – Chris Daniels

C – John Henson

Fique de Olho - John Henson deverá ser outro bom teste para Aron Baynes, que já encarou Bismack Biyombo, Jonas Valanciunas, Lucas Bebê e Tyler Zeller em Las Vegas. Até aqui, o atleta do Bucks tem médias de 14,7 pontos, 13,7 rebotes e três tocos por jogo no torneio.

Spurs (2-2) @ (3-1) Cavaliers – Sem muito o que comemorar

66×72

Não era o dia do San Antonio Spurs. Nesta quinta-feira (18), a equipe do Texas não aguentou a boa atuação de Dion Waiters e perdeu para o Cleveland Cavaliers, sofrendo sua segunda derrota na Summer League de Las Vegas. Cory Joseph, Nando De Colo e DeShaun Thomas tiveram atuação apagada na partida. Derrotado em sua estreia na segunda fase, o time agora não tem mais chances de ser campeão e se despede da competição na sexta, contra o Milwaukee Bucks. Vamos ao que de mais importante aconteceu no duelo:

Spurs não foi páreo para o Cavaliers (NBAE/Getty Images)

Por onde anda De Colo?

Nando de Colo, que teve boa atuação na vitória do Spurs sobre o Atlanta Hawks, fez um bom primeiro quarto, mas depois disso o gás do francês acabou. Acertando apenas um dos oito arremessos de quadra que tentou, o jogador marcou somente sete pontos e não mostrou ainda para o que veio. Com as apresentações feitas nas últimas quatro partidas, o francês dificilmente conseguirá mais espaço na rotação da equipe principal.

Denmon foi o cestinha do time (NBAE/Getty Images)

Denmon foi o cestinha do time (NBAE/Getty Images)

Dois nem sempre é melhor que um

Quem vem acompanhando as partidas e deseja ver Cory Joseph e Nando De Colo se destacando, provavelmente já percebeu o seguinte: Os dois não se entendem. Não que eles briguem ou discutam, nada disso. Mas quando ambos estão em quadra, um acaba anulando o outro e tentando decidir sozinho a jogada, sem passar a bola para o companheiro. Nessa partida, ficou nítida a falta de entrosamento entre o canadense e o francês. Enquanto De Colo estava sozinho na armação, foi destaque. A partir do momento em que dividiu os holofotes com Joseph, seu desempenho despencou.

Mr. Regularidade

Mais uma vez, o pivô Aron Baynes teve atuação marcante. Anotando 13 pontos e pegando dez rebotes, sendo sete deles ofensivos, o australiano fez boa partida, tanto ofensiva, quanto defensiva, mostrando que pode ser uma boa peça na rotação do time principal do Spurs vindo do banco de reservas.

Surpresa bem-vinda

Todo mundo esperava melhores atuações de Nando De Colo, DeShaun Thomas e até mesmo Cory Joseph, mas quem realmente se destacou foi Marcus Denmon, prospecto ligado à franquia texana. Marcando 19 pontos e distribuindo quatro assistências, o armador foi a principal arma da equipe e quem manteve o time vivo durante toda a partida.

Destaques de partida

San Antonio Spurs

Marcus Denmon: 19 pontos e 4 assistências

Aron Baynes: 13 pontos e 10 rebotes

Cleveland Cavaliers

Dion Waiters: 27 pontos e 6 rebotes

Jermaine Taylor: 11 pontos

Kenny Kadji: 10 pontos e 5 rebotes

Spurs (2-1) @ Cavaliers (2-1) – Summer League

San Antonio Spurs @ Cleveland Cavaliers – Summer League de Las Vegas

Data: 18/07/2013

Horário: 17h00 (Horário de Brasília)

Local: Cox Pavilion

Vindo de duas vitórias e uma derrota na Summer League de Las Vegas, o San Antonio Spurs inicia a segunda fase da competição enfrentando o Cleveland Cavaliers. Com as sólidas exibições de Aron Baynes, tanto na defesa quanto no ataque, as boas partidas de Cory Joseph, que teve uma queda de rendimento apenas na vitória sobre o Atlanta Hawks, e uma demonstração do poderio ofensivo de DeShaun Thomas, falta apenas Nando De Colo ter um pouco mais de regularidade em suas apresentações para que a equipe texana tenha em alta o quarteto que pode estar de volta no elenco principal na temporada 2013/2014 da NBA.

PG – Cory Joseph

SG – Nando De Colo

SF – Hollis Thompson

PF – DeShaun Thomas

C – Aron Baynes

Fique de olho: Com melhora considerável na vitória sobre o Hawks, na terceira partida do time na Summer League, De Colo anotou 19 pontos e oito assistências. O francês tem de manter o ritmo para convencer Gregg Popovich de que merece um espaço na equipe principal.

PG – Cory Higgins

SG – Dion Waiters

SF – Carrick Felix

PF – Kenny Kadji

C – Tyler Zeller

Fique de olho: Após boa campanha como calouro do Cavs na temporada 2012/2013, Waiters vem mostrando serviço. Com 14 pontos por jogo nessa Summer League, o ala-armador vem sendo uma das principais armas do time e mostrando que seu potencial para a NBA é grande.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores