Arquivo da categoria: All-Star 2011

West @ East – Roteiro óbvio…

148X143

O All-Star Weekend terminou neste domingo com o aguardado Jogo das Estrelas. Em quadra, o time da Conferência Oeste dominou toda a partida, mas quase deixou escapar a vitória no final. No entanto, com um punhado de cestas seguidas do astro Kevin Durant, os comandados de Gregg Popovich deixaram a quadra com o triunfo por 148 a 143.

Alguém ficou surpreso com essa cena?

Quem brilhou, de maneira um tanto quanto forçada, foi Kobe Bryant, do Los Angeles Lakers. Gosto do Kobe, acho um craque de bola, mas pra mim ele exagera quando joga o All-Star Game. Desde o começo ele mostrou que queria ser o MVP – e foi. Passou poucas bolas, abusou do egoísmo e marcou nada menos do que 37 pontos, além de 14 rebotes. Ao meu ver, contudo, o prêmio de melhor jogador deveria ser dividido com Kevin Durant (34 pontos), que foi um monstro no período final.

E o prêmio de MVP deveria ter sido dividido

Pelo lado leste, destaque para LeBron James. O ala do Miami Heat conseguiu um triple-double (29 pontos, 12 rebotes e dez assistências), só que de maneira natural, ao contrário de Kobe. Quem também anotou 29 tentos foi Amar’e Stoudemire, que abusou das enterradas e inflou a torcida em muitos momentos.

Os jogadores do San Antonio Spurs tiveram noite bem discreta. Tim Duncan, que ocupou a vaga de Yao Ming no quinteto titular, ficou em quadra por 11 minutos e fez apenas dois pontos, além de três rebotes e duas assistências. Manu Ginobili jogou um pouco mais. Em 20 minutos, o argentino contribuiu com sete pontos, cinco assistências, três rebotes e três roubadas de bola.

O All-Star Game terminou. Agora, os times voltam à sua realidade. Nosso San Antonio Spurs volta à quadra na quarta-feira. O adversário será o Oklahoma City Thunder – pelo menos a Rodeo Road Trip já acabou!

Slam Dunk Contest na íntegra!

Perdeu o torneio de enterradas na noite de sábado? Clique nos players abaixo e veja a festa na íntegra.

Sábado animado em Los Angeles

Sem a presença de nenhum jogador do San Antonio Spurs, aconteceu neste sábado o segundo jogo do All-Star Weekend, que nesta temporada está sendo disputado em Los Angeles. O evento – pelo menos ao meu ver – foi mais divertido do que os dos últimos anos, principalmente por conta do torneio de enterradas.

Novato destaque da temporada, Blake Griffin venceu o Sprite Slam Dunk Contest ao saltar sobre o capô de um carro. A enterrada em si não foi das mais impressionantes, mas o espetáculo fez com que o jogador do Los Angeles Clippers recebesse 68% dos votos (nas finais, o voto é popular). Em segundo ficou JaVale McGee, que teve excelente desempenho na primeira fase, mas falhou na fase decisiva.

Alguém aí ficou surpreso?

Eliminados na primeira fase, Serge Ibaka e DeMar DeRozan também tiveram um ótimo desempenho, elevando bastante o nível da disputa se comparado com as últimas temporadas. Veja a seguir a enterrada que garantiu o título a Griffin:

No torneio de três pontos, quem surpreendeu foi James Jones. O ala do Miami Heat derrotou na final a dupla do Boston Celtics formada pelos favoritos Ray Allen e Paul Pierce para ficar com o título da brincadeira.

Porém, o evento se destacou negativamente pelo baixo aproveitamento dos participantes na primeira rodada – principalmente dos eliminados. De 30 pontos possíveis, Dorrell Wright marcou 11, Daniel Gibson fez sete e o craque Kevin Durant apenas seis. Que fase…

No torneio de habilidades – que contou com muitos erros nos arremessos – a dupla Stephen Curry e Russell Westbrook desbancou os favoritos Chris Paul e Derrick Rose e o novato John Wall na primeira fase. Na final, melhor para o armador do Golden State Warriors.

No Shooting Stars, o time de Atlanta, formado por Al Horford, Coco Miller e Steve Smith desbancou na final o Texas, formado por Dirk Nowitzki, Roneeka Hodges e Kenny Smith, para ficar com o título. Na primeira fase, os eliminados foram Chicago (Taj Gibson, Cathrine Kraayveld e Steve Kerr) e o time da casa, Los Angeles (Pau Gaso, Tina Thompson e Rick Fox).

Enfim, o All-Star Weekend!

Começou ontem um dos All-Star Weekends que mais me deixou animado nos últimos anos. Depois de um bom tempo, a NBA conseguiu reunir uma série de jogadores não apenas excelentes para a grande maioria dos eventos, mas o mais importante para um evento como esses: o carisma. Às vezes, quando lamentamos a falta de um determinado atleta para o ASG – como aconteceu com LaMarcus Aldridge – nos esquecemos que a festa não é só dos melhores, e sim dos preferidos da galera.

Você ainda verá este rosto bastante no fim de semana

Neste sábado, os três eventos conseguiram juntar jogadores excelentes e carismáticos. Começando pelo skill challenge, que contará com o atual vencedor Chris Paul, com o meu favorito ao prêmio de MVP Derrick Rose e com mais três grandes armadores dessa nova safra, Russell Westbrook, Stephen Curry e John Wall. Cinco jogadores de qualidade indiscutível e que não têm muitos haters ao seu redor, o que é perfeito para um evento festivo como este.

Veremos ainda o 3 point contest, que tem, ao meu ver, a lista menos atrativa entre os eventos. Mesmo assim, estará competindo Ray Allen, recordista de bolas do perímetro convertidas da história da NBA. O ala-armador do Celtics terá como adversários de maior peso seu colega Paul Pierce e o craque Kevin Durant, e como rivais menos expressivos Daniel Gibson, Dorrell Wright e James Jones. Será que dá zebra?

Por fim, o evento que mais espero neste final de semana: o concurso de enterradas. Sempre crio grande expectativa para este duelo, e, nas duas últimas temporadas, acabei me decepcionando… mas creio que neste ano será diferente. DeMar DeRozan, JaVale McGee e Serge Ibaka devem se desdobrar para enfrentar ele, o novato Blake Griffin.

O ala-pivô do Los Angeles Clippers demonstrou humildade ontem para participar do jogo dos novatos mesmo tendo eventos nos dois próximos dias do final de semana. Ao seu lado, além de alguns já citados, estavam outros jogadores bons e carismáticos, que logo conquistaram adeptos em seus times, como Brandon Jennings, DeMarcus Cousins, Eric Bledsoe e Landry Fields. Resultado: jogo divertidíssimo, lances de efeito e placar (pouco importante) elevado: 148 a 140 para os rookies.

Fiquei feliz, em ver, também, o bom desempenho dos jogadores do San Antonio Spurs: Gary Neal anotou 20 pontos, quatro assistências e quatro rebotes pelos novatos, enquanto DeJuan Blair terminou com 28 pontos e 15 rebotes pelos segundanistas. Os dois carregam consigo as principais esperanças do Spurs para o futuro, ao lado de George Hill, e é bom de certa forma vê-los destacando-se entre as outras jovens estrelas da liga.

Em tempo: o dia 18/02/2011 será para sempre levado como o dia em que Justin Bieber foi o MVP. Chupa, Scottie Pippen!

Novatos vencem pelo segundo ano seguido

Na noite de sexta-feira, o time dos novatos bateu os segundanistas pelo placar de 148 a 140. Foi  a segunda vez consecutiva que os rookies passaram por cima dos sophomores. O MVP da partida foi o armador John Wall, do Washington Wizards. Em 29 minutos em quadra, Wall anotou 12 pontos e distribuiu 22 assistências.

Wall foi MVP com merecimento... (Photo by Jeff Gross/Getty Images)

Gary Neal, ala-armador do San Antonio Spurs, foi um dos destaques da equipe novata. Confiante, o novo queridinho de Gregg Popovich marcou 20 pontos (9-15), pegou quatro rebotes e passou quatro bolas para cesta. Os rookies ainda viram brilhar a estrela do pivô DeMarcus Cousins, do Sacramento Kings. O jogador foi o cestinha da noite com 33 pontos, além de coletar 14 rebotes.

Pelo lado segundanista, DeJuan Blair, do nosso Spurs, foi um dos destaques: 28 pontos e 15 rebotes para ele. O maior pontuador dos sophomores, no entanto, foi o ala-armador James Harden, do Oklahoma City Thunder. O barbudo foi responsável por 30 pontos (11-19) e duas assistências.

Clique aqui e confira os stats completos da partida!

Sempre divertido, Blair fez grandes jogadas... (Robyn Beck/AFP)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores