Arquivo do autor:Vinicius Nordi Esperança

Spurs assina com Damion James pelo resto da temporada

O San Antonio Spurs anunciou, neste domingo (13), a extensão do vínculo de Damion James até o fim da temporada. O ala, a princípio, tinha um contrato de dez dias com a franquia.

Damion James foi contratado até o fim da temporada (EFE)

Desde sua contratação, no dia 3 de abril, o Jones atuou em três partidas com a camisa do Spurs, registrando média de apenas um rebote em 3,2 minutos por partida.

Antes de entrar para o elenco texano, na temporada, o jogador atuou pelas equipes da Liga de Desenvolvimento da NBA (D-League) Texas Legends e Bakersfield Jam. No total, no campeonato, o atleta formado pela Universidade do Texas apresentou médias de 16,4 pontos (46,0% FG, 31,5% 3 PT, 69,3% FT) e 8,3 rebotes em 32,9 minutos por exibição.

Draftado pelo Atlanta Hawks na vigésima quarta posição do Draft de 2010, James foi enviado para o Brooklyn Nets na noite do recrutamento. Em três temporadas pela equipe nova-iorquina, ele apareceu em 34 partidas, com médias de 4,2 pontos, 3,5 rebotes em 16,9 minutos por jogo.

Spurs (62-18) vs Suns (47-32) – Vantagem é nossa

112×104

O San Antonio Spurs enfrentou a promissora equipe do Phoenix Suns, no Texas, nesta sexta-feira (11), e saiu vitorioso. Sem as presenças de Manu Ginobili e Tim Duncan, poupados, a equipe de preto e prata sofreu, mas conseguiu a vitória. Vamos aos destaques:

Green foi o cestinha do jogo e marcou seu carrer high (NBAE/Getty Images)

Mais uma vez na frente

Após longos oitenta jogos, o Spurs carimbou a primeira colocação geral, garantindo assim a vantagem de jogar todas as decisões dos playoffs em seus domínios. Caso a equipe do Texas vença seus dois últimos compromissos, contra Houston Rockets e Los Angeles Lakers, passará sua melhor marca em número de partidas ganhas em uma só temporada. Em 2005/2006, a equipe terminou a fase regular com 63 vitórias.

Damion James atuando durante 4 segundos (NBAE/Getty Images)

Mais uma vez Danny Green

De reserva no Cleveland Cavaliers a titular absoluto em San Antonio. Danny Green vem mostrando porque o treinador Gregg Popovich aposta tanto em seus talentos. Além de ser um ótimo marcador, o ala-armador ainda tem tiros certeiros da linha dos três. Na noite desta sexta=feira, o camisa #4 anotou 33 pontos, alcançando assim a maior pontuação de sua carreira.

Menino Leonard

Eu andava pegando muito no pé de Kawhi Leonard. Lógico, por uma razão simples: eu vejo ele como sendo o grande jogador da franquia quando Tim Duncan, Manu Ginobili e Tony Parker se aposentarem. Após a semana do All-Star Game, o camisa #2 mudou totalmente seu ritmo de jogo e vem mostrando o porque o treinador deposita tanta confiança em seu trabalho. Um dos pilares da equipe, o ala melhorou muito seu basquete depois de ficar afastado por conta de uma fratura no dedo e é uma dos principais armas do time.

Tony Parker de volta

Após ter ficado fora por conta de dores nas costas, Tony Parker esteve em quadra e, mesmo jogando poucos minutos, foi importante na vitória. Mesmo com o francês aparentemente sem sentir dores, Pop resolveu poupá-lo, já que os playoffs estão quase aí.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 33 pontos

Kawhi Leonard – 18 pontos, 5 rebotes, 4 assitências e 3 roubos de bola

Tony Parker - 18 pontos

Marco Belinelli – 12 pontos

Boris Diaw - 11 pontos 8 rebotes e 6 assistências

Phoenix Suns

Eric Bledsoe – 30 pontos, 11 rebotes e 9 assistências

Gerald Green – 27 pontos

Markieff Moris – 20 pontos e 7 rebotes

Channing Frye – 13 pontos e 6 rebotes

Spurs (44-16) @ Cavaliers (24-38) – Volta de quem não foi

122×101

O San Antonio Spurs viajou até Ohio, na noite dessa terça-feira (4), para enfrentar o Cleveland Cavaliers e saiu de quadra vitorioso. Contando com ótimas atuações dos alas Danny Green e Kawhi Leonard, os texanos não deram chance ao adversário, conseguindo, assim, sua quarta vitória consecutiva. Vamos, a seguir, aos destaques da partida:

Kawhi Leonard fez belo jogo contra o Cavaliers (David Liam Kyle/NBAE/Getty Images)

De volta aos trilhos

Após sofrer com uma série de lesões – já passaram pelo estaleiro Tony Parker, Manu Ginobili, Danny Green, Kawhi Leonard e Tiago Splitter  -, o Spurs parece se ajeitar tanto fisicamente quanto tecnicamente. Com a volta gradativa desses jogadores, a equipe vem, novamente, pegando ritmo de jogo e entrosamento para chegar nos playoffs a todo vapor.

Green foi cestinha (David Liam Kyle/NBAE/Getty Images)

Rotação nossa de cada dia

Sempre citado como exemplo a se seguir, o Spurs possui um dos melhores bancos da NBA. Contra o Cavs, o time mostrou novamente isso. Se Tony Parker não teve atuação primorosa, Patrick Mills, seu reserva imediato, voltou a apresentar o basquete que lhe rendeu bons minutos na rotação. Além disso, com Tim Duncan e Tiago Splitter não indo tão bem, “sobrou” para o ala-pivô francês Boris Diaw resolver dentro do garrafão, e, com primazia, o francês converteu todos os arremessos tentados, saindo do embate com 16 pontos.

Menino Leonard

Dos jogos que eu acompanhei de Kawhi Leonard nesta temporada (peguei várias vezes no pé dele), a partida contra o Cavs esteve entre as que ele apresentou melhor basquete. Com 18 pontos, cinco rebotes, quatro roubos de bola, três assistências e três tocos, o ala mostrou o desempenho que todos nós esperamos dele, saindo com um dos destaques da partida.

Minutos importantes

Com a facilidade da partida, após o primeiro tempo, o técnico Greg Popovich pode poupar seus jogadores, sendo que nenhum atleta jogou mais do que 26 minutos. Isso é um indicativo de que a equipe – tanto os titulares quanto os reservas – está bem afiada, dando esperanças para os torcedores de que neste ano o título não escapa das mãos do Spurs.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 24 pontos

Kawhi Leonard – 18 pontos, 5 rebotes, 4 roubos de bola, 3 assistências e 3 tocos

Patrick Mills – 16 pontos e 5 assistências

Boris Diaw – 16 pontos e 5 rebotes

Manu Ginobili – 11 pontos e 6 assistências

Cleveland Cavaliers

Kyrie Irving – 24 pontos e 6 assistências

Dion Waiters – 24 pontos

Spencer Hawes – 20 pontos e 13 rebotes

Anthony Bennett – 14 pontos

Spurs (43-16) @ Cavaliers (24-37) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Cleveland Cavaliers – Temporada Regular

Data: 04/03/2014

Horário: 21h00 (Horário de Brasília)

Local: Quicken Loans Arena

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,32 (favorito) @ Cavaliers 3,44

Vindo de três vitórias seguidas, após ter conquistado o terceiro triunfo na temporada sobre o Dallas Mavericks, além de poder contar novamente com Tony Parker, que havia sido afastado por conta de lesões pelo técnico Gregg Popovich, o San Antonio Spurs viaja até Ohio para enfrentar o Cleveland Cavaliers, contando, finalmente, com força máxima.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C – Tiago Splitter

Fique de Olho: Após ter ficado seis partidas fora, Tony Parker voltou com tudo. Anotando 22 pontos e distribuindo sete assistências no último jogo da equipe, a vitória sobre o Mavericks, o francês mostrou porque era tão necessário o seu descanso.

PG – Kyrie Irving

SG - Jarrett Jack

SF – Luol Deng

PF – Tristan Thompson

C – Spencer Hawes

Fique de Olho: Consistência: essa é a palavra que pode definir Luol Deng. O atleta, nascido no Sudão, se não era o destaque do Chicago Bulls, sempre foi um dos principais jogadores, e no Cavs não está sendo diferente. Com médias de 16,7 pontos por jogo, além de seis rebotes por embate, o ala é uma arma perigosa da equipe de Ohio contra o perímetro texano.

Spurs (40-16) @ (33-21) Suns – Fim da Rodeo Trip

85×106

O San Antonio Spurs realizou na madrugada dessa sexta-feira (21) sua última partida na Rodeo Road Trip. Visitando a equipe do Phoenix Suns, os texanos sofreram com o banco de reservas adversário, perdendo por 106 a 85. Vamos, a seguir, aos destaques do duelo.

Mills não manteve a boa fase (NBAE/Getty Images)

Banco do banco

Sem Tony Parker e Kawhi Leonard, o técnico Greg Popovich vem, nos últimos jogos, tendo de utilizar praticamente a segunda unidade no time titular. Nas três últimas partidas, isso não foi problema. Porém, contra o Suns, os reservas dos reservas não tiveram desempenho igual ao apresentado nos compromissos anteriores, o que dificultou a tarefa dos texanos.

Brown fez sua possível despedida (NBAE/Getty Images)

Turnovers, tocos e roubadas de bola

Tendo cometido 18 turnovers, contra 12 da equipe adversária, o Spurs deu mostras de seu desempenho ruim no jogo. Além disso, o número de roubadas de bola foi menor do que a metade do obtido pela equipe de Phoenix: cinco contra 11. Por fim, os texanos não conseguiram nenhum bloqueio, enquanto os mandantes conseguiram seis tocos durante o duelo.

Cansaço

Aparentemente cansada depois de tantas viagens. Foi essa a impressão passada pela equipe, que já não conta com protagonistas muito jovens em seu elenco. A rotina de jogos e deslocamentos desgasta muito um time que joga principalmente pelo coletivo.

Mills foi ‘zerus’

Trocadilho a parte, o principal jogador da equipe nos últimos jogos teve desempenho frustrante.

Acertando só dois dos 14 arremessos tentatos, além de não ter distribuído bem a bola, Patrick Mills foi um dos destaques negativos do jogo, sendo que se esperava muito do armador.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Danny Green – 15 pontos

Tim Ducan – 13 pontos e 5 rebotes

Cory Joseph – 11 pontos

Marco Belinelli – 10 pontos e 4 assistências

Matt Bonner – 10 pontos

Phoenix Suns

Markieff Morris – 21 pontos, 5 assistências e 5 rebotes

Channing Frye – 17 pontos e 8 rebotes

Ish Smith – 15 pontos, 5 assistências e 7 rebotes

Gerald Green – 13 pontos e 6 rebotes

Marcus Morris – 13 pontos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores