Arquivo do autor:pcsuaide

Spurs (54-16) vs Sixers (15-56) – Como esperado

113×91

Nesta segunda-feira (24), o San Antonio Spurs recebeu o Philadephia 76ers, no AT&T Center, e venceu o oponente pelo placar de 113 a 91. Confira o que de principal aconteceu na partida:

Prazer em conhecê-lo, Daye! (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Recorde e poupados

Com o resultado, o Spurs chegou à sua 14ª vitória consecutiva e estendeu ainda mais sua maior série invicta na temporada. O técnico Gregg Popovich continuou sua rotação para preservar jogadores para os playoffs e, dessa vez, Tony Parker, Danny Green e Tiago Splitter ficaram apenas assistindo ao triunfo de seus companheiros.

Duncan fez mais um bom jogo (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Consistência

Fato que se repete nas apresentações dos Spurs, a regularidade foi muito importante para a vitória. Vencendo os quatro períodos, os jogadores do time texano não deram chance alguma para o Sixers pensar em vencer. Além disso, a equipe de San Antonio conseguiu a ótima marca de 56% de aproveitamento nos arremessos de quadra, além de quase 50% da linha dos três pontos.

Surpresas

De ponto negativo, o Spurs apresentou um elevadíssimo numero de turnovers: 17, algo muito raro para o time, que tem média inferior a 13 por partida no campeonato. Porém, como a vitória veio, isso passou batido. O que não ficou despercebido foi a atuação do ala Austin Daye, que jogou sua quarta partida na temporada pela equipe e fez 22 pontos, convertendo seis bolas de três.

Fundo do poço

Se para o lado do Texas as coisas estão beirando a perfeição, para o time da Filadélfia já não podemos dizer o mesmo. Com o revés, o Sixers chegou ao seu 25º consecutivo, e agora está apenas duas vitórias à frente do Milwaukee Bucks, time que tem a pior campanha da Conferência Leste e de toda a liga. Se a equipe perder mais dois jogos em sequência, quebrará o recorde do Cleveland Cavaliers da temporada 2010/2011 como a maior série de derrotas da história da liga. Pelo menos, a franquia terá uma boa escolha no Draft…

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Austin Daye – 22 pontos e 6 rebotes

Tim Duncan – 19 pontos e 5 rebotes

Kawhi Leonard – 15 pontos e 5 rebotes

Patty Mills – 15 pontos 3 assistências e 3 roubos de bola

Philadelphia Sixers

Michael Carter-Williams – 17 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Thaddeus Young – 17 pontos e 5 rebotes

Spurs (53-16) vs Sixers (15-55) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Philadelphia 76ers – Temporada Regular

Data: 24/03/2014

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,01 (favorito) @ Sixers 15,11

Depois de uma grande vitória em San Francisco sobre o Golden State Warriors, o San Antonio Spurs volta para casa e carrega a marca de 13 vitórias consecutivas, além do fato de ter se classificado matematicamente para os playoffs, sendo o primeiro time da Conferência Oeste a conseguir isso no campeonato. Nesta segundam a missão é, teoricamente, mais fácil: em casa, contra o Philadelphia 76ers, um dos piores times da Conferência Leste, que não tem mais chances de classificação para a pós-temporada e luta, apenas, por uma boa posição no Draft.

Confrontos na temporada (1-0)

11/11/2013 – Spurs 109 @ 85 Sixers

Em seu oitavo jogo na temporada regular, o Spurs não teve problemas para vencer o Sixers, mesmo jogando como visitante. Tim Duncan foi poupado da partida, o cestinha do time texano foi Danny Green, com 18 pontos e sete rebotes.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kahwi Leonard

PF – Tim Duncan

C –  Tiago Splitter

Fique de Olho: Vindo de boas atuações, com quatro double-doubles nos últimos seis jogos, Tiago Splitter busca aperfeiçoar cada vez mais seu jogo para chegar aos playoffs desse ano mais maduro e pronto. A partida contra o Sixers é perfeita para isso, pois, pegando um garrafão mais fraco, o pivô brasileiro terá a chance de pontuar, pegar rebotes, e principalmente, ganhar confiança. Vale lembrar que, sempre que o camisa #22 marcou mais de dez pontos (22 vezes na temporada), o Spurs venceu.

PG – Michael Carter-Williams

SG – James Anderson

SF – Hollis Thompson

PF – Thaddeus Young

C – Henry Sims

Fique de Olho: Se o time da Filadélfia pode tirar algo de positivo da temporada 2013/2014, seu nome é Michael Carter-Williams. O armador, draftado no inicio do ano pela franquia e vindo da Universidade de Syracuse, vem sendo o comandante da equipe, jogando como um veterano, e lidera os novatos deste campeonato em produção ofensiva, com 16,7 pontos por partida. Além disso, o novo astro gosta de mostrar serviço contra grandes equipes, como quando teve uma atuação espetacular contra o atual bicampeão Miami Heat, anotando 22 pontos, dando 12 assistências, pegando sete rebotes e roubando nove bolas.

Spurs (34-13) vs Kings (15-32) – Voltando ao normal

95×93

Após sofrer derrotas seguidas pela primeira vez na temporada 2013/2014 – acumulando três, contra Miami Heat, Houston Rockets e Chicago Bulls -, o San Antonio Spurs reencontrou o caminho da vitória na noite deste sábado (1º), em casa, contra o Sacramento Kings. Mesmo muito desfalcado, o time do Texas conseguiu afastar a má fase e afundar mais ainda o adversário, que segue sua campanha rumo ao primeiro lugar no Draft deste ano.

Sem cara feia! Duncan foi o destaque do Spurs (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Astros em destaque

Tony Parker e Tim Duncan já são extremamente importantes quando o time está completo, mas, quando ele está desfalcado de três jogadores importantes – Manu Ginobili, Danny Green e Kawhi Leonard – e com Tiago Splitter voltado ainda fora de ritmo, com dois pontos e quatro rebotes em apenas 16 minutos, os experientes jogadores do Spurs têm ainda mais responsabilidade. O bom é parece que eles sabem disso, e correspondem em quadra. Resultado? 41 pontos, 20 rebotes, 15 assistências e dois double-doubles combinados.

Parker fez boa partida (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Surpresas

Em situações de jogadores importantes faltando, a ajuda do banco sempre é necessária, e contra o Kings tivemos dois nomes que fizeram esse papel com louvor. Patty Mills fez 15 pontos em pouco mais de 20 minutos, e Boris Diaw, em quase 30, fez 14 pontos e pegou três rebotes, além de defender muito bem o chute de Rudy Gay nos segundos finais da partida.

Equilíbrio usual

O Spurs sempre mostra ser uma equipe que sabe rodar a bola e dar chance a todos de jogar. Contra o Kings, todos que entraram em quadra pontuaram, nem que fosse com apenas dois pontos, como o estreante Shannon Brown e Tiago Splitter. Além disso, quase todos os jogadores deram assistências e pegaram rebotes, além de, como esse time normalmente faz, terem distribuído as faltas. Somente o brasileiro fez quatro, mas todos gastaram algumas infrações para ninguém correr o risco de ser excluído da partida.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 23 pontos, 17 rebotes, 5 assistências e 2 tocos

Tony Parker – 18 pontos, 10 assistências e 2 tocos

Patty Mills – 15 pontos e 2 roubos de bola

Boris Diaw – 14 pontos e 3 rebotes

Sacramento Kings

Isiah Thomas – 26 pontos e 5 assistências

Rudy Gay – 23 pontos, 7 rebotes, 6 assistências e 5 roubos de bola

Spurs (33-13) vs Kings (15-31) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Sacramento Kings – Temporada Regular

Data: 01/02/2013

Horário: 23h30 (de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,17 (favorito) @ Kings 5,18 

Sem vencer há mais de uma semana, o San Antonio Spurs jogará em casa contra Sacramento Kings buscando voltar à disputa da liderança da Conferência Oeste, que hoje está com o Oklahoma City Thunder. O time da casa esteve muito desfalcado durante essa série negativa, sem Manu Ginobili, Danny Green, Kawhi Leonard e Tiago Splitter, o que faz ela não ser tão preocupante. Mesmo assim, a equipe deve continuar sem contar com esses jogadores por mais algum tempo – com a exceção do brasileiro, que está próximo de retornar às quadras. Os visitantes, por sua vez, ocupam a lanterna do Oeste e, portando, são os adversários perfeitos para o alvinegro acabar com a má fase e voltar a triunfar, mesmo em meio a tantas contusões.

Série na temporada (1-0)

29/12/2013 – Spurs 112 vs 104 Kings

Sem fazer uma partida muito boa, o Spurs conseguiu a vitória na base da experiencia. Manu Ginobili foi o destaque dos texanos, vindo do banco e fazendo 28 pontos. Pelo Kings, três jogadores atingiram mais de 20 pontos: DeMarcus Cousins, Isaiah Thomas e Rudy Gay. Porém, como o resto da equipe visitante teve atuação pífia, de nada adiantou a atuação do trio.

PG – Tony Parker

SG – Nando De Colo

SF – Marco Belinelli

PF – Jeff Ayres

C – Tim Duncan

Fique de Olho - Tony Parker foi submetido a um exame surpresa durante a semana para analisar a dor do jogador na região do tórax. Com o resultado positivo, o jogador vai para a quadra, mesmo sentindo o incômodo, para liderar a equipe, que está muito desfalcada. Graças às ausências no perímetro, o armador terá mais a bola para pontuar, o que pode ser um fator essencial, já que o francês é um grande infiltrador e o pivô do Kings, DeMarcus Cousins, que é ótimo defensor, tem poucas chances de jogar por estar com a coxa esquerda lesionada.

PG – Isiah Thomas

SG – Marcus Thornton

SF – Rudy Gay

PF – Jason Thompson

C – Aaron Gray

Fique de Olho - Com as melhores médias na carreira, Rudy Gay, que chegou há pouco em Sacramento, vem rendendo muito na casa nova. Com média de 21 pontos por jogo em 39 tentados – 53,2% de aproveitamento -, o ala terá a chance de se aproveitar da falta que fará Kawhi Leonard e será o ponto principal para a tentativa do Kings de triunfar no Texas.

Spurs (33-10) @ Hawks (22-20) – Vitória com desfalques

105×79

Na estrada após perder, em casa, para o Oklahoma City Thunder, o San Antonio Spurs mais uma vez evitou sofrer a segunda derrota seguida, algo que não aconteceu nenhuma vez ainda na temporada. O time texano visitou o Atlanta Hawks na noite desta sexta-feira (24) e deu um baile na equipe da casa, mesmo sem poder contar com Danny Green, Kawhi Leonard e Tiago Splitter, todos afastados por lesões. A seguir, confira alguns pontos sobre a partida.

Diaw teve grande atuação pelo Spurs (Getty Images)

Dominio do garrafão

Mesmo sem Tiago Splitter, que tem grande contribuição para os rebotes do Spurs, o garrafão do time de preto e prata foi incrivelmente superior ao do Hawks, agarrando 18 rebotes a mais: 56 a 38. Grande parte desses ressaltos caíram nas mãos de Tim Duncan, que coletou 16.

Mills estava calibrado em Atlanta (NBAE/Getty Images)

Domínio do banco

Obviamente que, sem três jogadores titulares, os reservas teriam que ajudar mais, o que acabou acontecendo. Boris Diaw e Patty Mills começaram a partida no banco, mas aproveitaram todos os minutos cedidos a eles. Em 22 minutos, o ala-pivô francês fez 21 pontos e pegou cinco rebotes, acertando três das quatro bolas que arriscou da linha dos 3. Já o armador australiano fez 18 pontos, com 6 arremessos de longe convertidos, em 23 minutos.

Equilíbrio

O time de Gregg Popovich tem fama de sempre fazer todos jogarem, e contra o Hawks tivemos mais uma prova disso. Todos os jogadores pontuaram e pegaram rebotes. Além disso, só Cory Joseph não cometeu uma falta, equilibrando elas entre os outros atletas. Os mais “indisciplinados” foram Jeff Ayres e Nando de Colo, com três faltas cada. Assim, o time texano não teve problemas em controlar os minutos e administrar sua rotação durante o duelo.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Boris Diaw – 23 pontos e 5 rebotes

Patty Mills – 18 pontos

Tim Duncan – 17 pontos, 16 rebotes e 4 tocos

Atlanta Hawks

Paul Millsap – 15 pontos, 8 rebotes,  4 roubos de bola e 2 tocos

Louis Williams – 12 pontos e 7 assistências

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores