Arquivo do autor:Lucas Pastore

Spurs dispensa Cotton e Davis

Nesta quinta-feira (23), o San Antonio Spurs anunciou a dispensa de dois jogadores: o armador Bryce Cotton e o ala-pivô Josh Davis. O elenco da franquia texana conta agora com 16 jogadores, um a mais do que o permitido pela NBA durante a temporada regular.

Cotton não faz mais parte do elenco do Spurs (Reprodução/airalamo.com)

Cotton participou de cinco das seis partidas que o Spurs disputou nesta pré-temporada, apresentando médias de 4,8 pontos e 1,4 assistências em 11,3 minutos por exibição. Davis, por sua vez, entrou em quadra três vezes nesta fase de preparação, obtendo, em média, 1,3 pontos e dois rebotes em seis minutos por jogo antes de ser cortado pela equipe texana.

Como uma franquia da D-League tem prioridade para assinar com os três últimos cortes feitos por sua afiliada da NBA, o Austin Spurs, antigo Austin Toros, deve ser o destino de Cotton e Davis caso eles não recebam propostas do basquete europeu.

Richards é dispensado após atrito com técnico

De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, Ryan Richards não faz mais parte do elenco do BC Zepter Vienna, da Áustria, após entrar em conflito com seu técnico. O ala-pivô britânico, de 23 anos de idade e 2,13m de altura, foi selecionado pelo San Antonio Spurs na 49ª escolha do Draft de 2010 e, desde então, tem seus direitos presos à franquia texana.

Richards em ação pelo BC Zepter Vienna (Michael Filippovits/DIENER)

“Decidi encerrar o contrato de Ryan Richards por diferenças esportivas. O time vem em primeiro lugar. Ryan é um jogador de grande potencial, e eu o desejo sorte em seu futuro”, disse o treinador Andrea Maghelli, em entrevista ao site oficial do clube.

Neste ano, Richards esteve com o elenco do Spurs para a Summer League de Las Vegas, mas não chegou a entrar em quadra. Depois, nos cinco jogos que fez no início da temporada antes de ser dispensado pela equipe austríaca, apresentou médias de 20,2 pontos (51,7% FG, 29,2% 3 PT, 69,6% FT) e 6,8 rebotes em 31,6 minutos por exibição.

GM’s apontam o Spurs como favorito ao título

Nesta quarta-feira (22), a NBA publicou, em seu site oficial, os resultados da GM Survey, a tradicional pesquisa anual em que cada General Manager dá seus palpites para a temporada que está prestes a começar. Neste ano, o San Antonio Spurs foi apontado como favorito para sagrar-se campeão da NBA novamente em 2014/2015.

Campeões de novo? (NBAE/Getty Images)

A equipe texana foi apontada como a futura campeã da Divisão Sudoeste por 96,4% dos eleitores, da Conferência Oeste por 55,6% e da NBA por 46,2%. A final seria disputada contra o Cleveland Cavaliers, que teve a preferência de 70,4% na Conferência Leste. Além disso, o time foi eleito o terceiro mais divertido para se assistir, atrás de Golden State Warriors e Los Angeles Clippers, e recebeu votos entre as melhores defesas e os mandantes mais perigosos.

Jogadores do Spurs também foram lembrados pelos GMs. Tony Parker terminou a pesquisa como o segundo melhor jogador não-americano da NBA, atrás de Dirk Nowitziki, e como o terceiro melhor armador do campeonato, atrás de Chris Paul e Russell Westbrook. Tim Duncan foi eleito o melhor líder e o quarto melhor pivô da liga. Kawhi Leonard ficou em segundo entre os melhores defensores de perímetro. Por fim, Kyle Anderson, novidade do elenco da franquia alvinegra, foi eleito a terceira maior steal do Draft de 2014.

Além disso, Tony Parker recebeu votos entre os jogadores mais perigosos no contra-ataque e entre os melhores finalizadores perto do aro, Manu Ginobili recebeu votos entre os que melhor se movimentam sem a bola, Kawhi Leonard recebeu votos entre os melhores defensores no geral e entre os jogadores que devem subir consideravelmente de nível durante a temporada e Tim Duncan recebeu votos entre os melhores alas-pivôs da NBA.

Algumas categorias tiveram mais de um jogador do Spurs entre os eleitos. Boris Diaw foi escolhido o melhor role player da liga, Kawhi Leonard e Manu Ginobili ficaram empatados em terceiro e Danny Green também recebeu votos. Tim Duncan ficou em terceiro entre os mais inteligentes, em categoria em que Manu Ginobili e Boris Diaw tamvém receberam votos. Por fim, Manu Ginobili e Tim Duncan receberam votos entre os “mais durões”.

Mas é fora da quadra que o Spurs parece ter mais prestígio. Gregg Popovich foi eleito o melhor técnico, o melhor gerente e motivador de pessoas, o melhor nos ajustes dentro de um jogo e o comandante do melhor ataque, além de ficar em segundo entre as melhores defesas. Além disso, Ettore Messina foi eleito o terceiro melhor assistente, e Jim Boylen também recebeu votos na categoria. Ainda nesta categoria, Manu Ginobili recebeu votos entre os jogadores que têm potencial para virarem bons treinadores.

Spurs (1-3) vs Heat (2-4) – Mais uma derrota

108×111

Na noite deste sábado (18), o San Antonio Spurs recebeu o Miami Heat no AT&T Center, em seu primeiro jogo como mandante na pré-temporada, e sofreu a terceira derrota em quatro partidas nesta fase de preparação, a segunda em dois duelos contra times de NBA. O confronto foi decidido na prorrogação. Confira os principais pontos do embate:

Duncan ficou pouco tempo em quadra (Reprodução/nba.com/spurs)

Muitos desfalques

Para enfrentar o Heat na reedição das duas últimas finais da NBA, o Spurs não contou com Patrick Mills, que se recupera após cirurgia no ombro direito, Kawhi Leonard, com uma infecção no olho direito, e Tiago Splitter, com uma lesão na panturrilha direita. Além disso, Tony Parker foi poupado por Gregg Popovich. Com isso, Cory Joseph, Kyle Anderson e Matt Bonner foram titulares. Do outro lado, o técnico Erik Spoelstra também decidiu preservar jogadores, como Dwyane Wade, Luol Deng, Chris Bosh e Chris Andersen, que não pisaram na quadra. Esse tipo de experiência feita pelos dois comandantes faz com que a série de derrotas na pré-temporada não seja preocupante.

Anderson se destacou (Reprodução/nba.com/spurs)

Novatos abusados

Aproveitando nova chance de começar como titular por conta do problema no olho de Kawhi Leonard, Kyle Anderson fez sua melhor partida na pré-temporada até aqui. Mostrando um pouco de seu estilo característico, o ala deixou a quadra com 17 pontos (4-9 FG, 2-3 3 PT, 7-8 FT), sete rebotes e quatro assistências em 32:12 minutos, saindo com apenas um ponto a menos do que Marco Belinelli, cestinha do Spurs no confronto.

Do outro lado, o também novato Shabazz Napier mostrou que, se Mario Chalmers e Norris Cole não abrirem o olho, pode até mesmo se tornar o armador titular do Heat durante a temporada regular. Jogando contra o Spurs, o camisa #13 da equipe de Miami anotou 25 pontos (6-13 FG, 1-4 3 PT, 12-14 FT), quatro assistências e duas roubadas de bola em 32:26 minutos, sendo o cestinha do duelo.

Afiando a pontaria

Cestinha do Spurs no jogo com 18 pontos, Marco Belinelli ainda não mostrou a pontaria calibrada que o fez cair rapidamente nas graças da torcida do time texano. Apesar da pontuação alta, o ala-armador italiano converteu apenas três dos sete arremessos de três pontos que tentou. Austin Daye, com dois acertos em sete tentativas de longa distância, foi outro com desempenho abaixo da média. Danny Green (2-4) e Matt Bonner (1-1), outros especialistas, mostraram que já estão mais afiados.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Marco Belinelli – 18 pontos e 3 assistências

Kyle Anderson – 17 pontos, 7 rebotes e 4 assistências

Cory Joseph – 14 pontos, 5 rebotes e 3 assistências

Tim Duncan – 11 pontos e 6 rebotes

JaMychal Green – 11 pontos e 5 rebotes

Austin Daye – 10 pontos

Miami Heat

Shabazz Napier – 25 pontos, 4 assistências e 2 roubos de bola

Tyler Johnson – 17 pontos, 4 rebotes e 3 roubos de bola

Andre Dawkins – 16 pontos e 2 roubos de bola

Danny Granger – 11 pontos e 3 assistências

Spurs (1-2) vs Heat (1-4) – Pré-temporada

San Antonio Spurs vs Miami Heat – Pré-temporada

Data: 18/10/2014

Horário: 21h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,54 (favorito) vs Heat 2,38

Em seu primeiro jogo como mandante na fase de preparação para a temporada 2014/2015 da NBA, o San Antonio Spurs recebe o Miami Heat na reedição das duas últimas finais da liga americana de basquete. A partida deve marcar os retornos de Manu Ginobili, Tim Duncan e Gregg Popovich, poupados da derrota para o Phoenix Suns. Kawhi Leonard, com uma infecção no olho direito, é dúvida, enquanto Patrick Mills, que se recupera após cirurgia no ombro direito, e Tiago Splitter, com uma lesão na panturrilha direita, são desfalques certos. A equipe da Flórida, por sua vez, tenta se redesenhar após perder LeBron James.

Clique aqui e compre seus ingressos para o jogo

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Kawhi Leonard/Kyle Anderson

PF – Boris Diaw

C – Tim Duncan

Fique de Olho - Durante a pré-temporada, Kyle Anderson tenta provar que pode se firmar como o reserva de Kawhi Leonard na rotação do Spurs. Por isso, pode se aproveitar de uma possível nova ausência do camisa #2 e, quem sabe, ser titular novamente. Até aqui, o novato tem médias de sete pontos e cinco rebotes em 26,3 minutos por jogo na fase de preparação.

PG – Norris Cole

SG – Dwyane Wade

SF – Luol Deng/James Ennis

PF – Shawne Williams

C – Chris Bosh

Fique de Olho - Selecionado na 50ª escolha do Draft do ano passado, James Ennis passou uma temporada jogando na Austrália antes de, finalmente, chegar à NBA. Até aqui, o novo ala do Heat tem feito ótima pré-temporada, apresentando médias de 13,2 pontos e 4,6 rebotes em 23,6 minutos por exibição. Somente Chris Bosh, com 17,8 pontos por partida, tem sido mais produtivo no ataque do que o novato durante esta fase de preparação pela equipe de Miami.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores