Arquivo diário: 11/02/2013

Spurs (40-12) @ Bulls (30-20) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Chicago Bulls – Temporada Regular

Data: 11/02/2013

Horário: 23h00 (Horário de Brasília)

Local: United Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 2.00 @ Bulls 1.80 (favorito)

Depois da ótima vitória sobre o Brooklyn Nets no último domingo (11) o San Antonio Spurs parte para a segunda noite consecutiva em quadra para enfrentar o Chicago Bulls, dono de uma das melhores campanhas na Conferência Leste. A expectativa fica em torno da presença dos astros Tim Duncan e Manu Ginobili. O primeiro chegou a se aquecer para o jogo diante do dia anterior, mas não acabou nem ficando no banco de reservas. Caso tenham condições, ambos deverão ser utilizados contra o adversário mais forte que a equipe enfrentará durante a Rodeo Trip. Nas últimas horas, os dois times foram envolvidos em rumores para a offseason: a imprensa de Chicago noticia o interesse da franquia local no pivô DeJuan Blair, que deverá deixar o Spurs ao final da temporada.

PG – Tony Parker

SG – Danny Green

SF – Kawhi Leonard

PF – Boris Diaw

C – Tiago Splitter

Fique de Olho – Será um ótimo teste para a boa fase do brasileiro Tiago Splitter. O Bulls é dono de um dos melhores garrafões da liga e, por isso, será essencial que o pivô do Spurs consiga fazer mais uma partida com boa pontuação e boa presença defensiva.

PG – Nate Robinson

SG – Richard Hamilton

SF – Luol Deng

PF – Carlos Boozer

C – Joakim Noah

Fique de Olho – Na ausência de Derrick Rose, quem tem assumido a armação do Bulls é Nate Robinson, uma das gratas surpresas do time de Chicago. Com médias de 12 pontos e 4,1 assistências por duelo, ele tem sido ótima válvula de pontuação quando o garrafão da equipe não funciona ofensivamente.

Popovich acredita que Parker pode ser o MVP

A temporada da NBA vai chegando à sua reta final e aumentam os rumores sobre a corrida para o prêmio de MVP, o jogador mais valioso durante os 82 jogos disputados. Os principais nomes ventilados são os de LeBron James, do Miami Heat, Kevin Durant, do Oklahoma City Thunder, e de Carmelo Anthony, do New York Knicks. Mas Gregg Popovich, técnico do San Antonio Spurs, acredita que o armador Tony Parker deveria ser levado mais a sério como candidato na premiação.

Parker é o principal atleta do Spurs na temporada

“Penso que ele deveria estar em qualquer conversa na qual se discuta a possibilidade de um jogador levar o MVP nesta temporada”, afirmou Popovich, após a vitória do Spurs sobre o Brooklyn Nets, na noite de domingo (10). “Acredito haver um grupo restrito de jogadores que concorrem ao prêmio e penso que ele está jogando o suficiente para estar entre eles”.

A vitória sobre o Nets aconteceu muito por conta da ótima atuação de Parker, que somou 29 pontos no triunfo. Por pouco escapou do armador a chance de anotar 30 pontos pela terceira partida consecutiva, o que aumentaria ainda mais seu destaque no começo desta Rodeo Trip. As ausências de Manu Ginobili e Tim Duncan, os outros astros da equipe, tornam ainda mais importante as atuações do francês, como pondera seu colega de time e seleção Boris Diaw.

“O que Tony tem feito na ausência de Manu e Timmy é ainda mais impressionante”, afirmou o ala-pivô. “Ele está levando o time mesmo sem jogadores muito importantes. Tudo o que podemos esperar de um jogador em quadra tem sido visto no jogo de Parker”.

No site da NBA, o armador do Spurs figura na quarta colocação para a corrida ao prêmio, atrás do três atletas já citados. A votação ocorre ao final da temporada regular e tem seu vencedor anunciado geralmente no começo dos playoffs. Tim Duncan foi o último atleta de San Antonio a levar o MVP, na temporada 2002/2003, quando faturou o bicampeonato consecutivo. Parker, por sua vez, foi o MVP das finais em 2007, ano do último título da franquia.

É bom lembrar que, ao fim de 2012, o armador do Spurs, como lembrou o blogueiro Lucas Pastore em uma de suas colunas, aparecia apenas na oitava posição na corrida pelo prêmio.

Bulls entra na lista de interessados em Blair

Segundo reportagem do site americano Project Spurs, o Chicago Bulls tem interesse na contratação de DeJuan Blair, jogador do San Antonio Spurs. O contrato do ala-pivô com a franquia texana se encerra ao fim da temporada e ele será agente livre no meio do ano.

De saída, Blair? (Katie Funk/Spurs.com)

De acordo com o Twitter Chicago Bulls Rumors, ligado à franquia de Illinois, a equipe já manifestou seu desejo em contar com Blair, que estaria insatisfeito por conta do pouco tempo de quadra que tem recebido no Spurs. O time texano, por sua vez, procura uma troca para não perder o atleta de graça ao fim do campeonato.

Nesta temporada, Blair tem médias de 5,2 pontos e quatro rebotes em 14 minutos por jogo. Segundo a imprensa texana, o Golden State Warriors também está de olho no ala-pivô.

Spurs (40-12) @ Nets (29-22) – Quem tem time tem tudo

111×86

O San Antonio Spurs conseguiu, neste domingo domingo (11), uma expressiva vitória por 111 a 86 diante do Brooklyn Nets, fora de casa. Esse foi o segundo triunfo do time texano em dois jogos diante da mais nova franquia da NBA, o primeiro longe de San Antonio. Novamente, os veteranos Tim Duncan e Manu Ginobili foram poupados pelo técnico Gregg Popovich para que recuperem integralmente a forma física. O primeiro chegou a se aquecer, mas não foi utilizado ao longo da partida pelo treinador. Vamos ao que de melhor aconteceu no duelo.

Parker comandou a vitória do Spurs! (Nathaniel S. Butler/NBAE/Getty)

Vitória à francesa

Falar que Tony Parker teve mais uma atuação decisiva parece até clichê, mas não é. Falar que o francês teve uma atuação perfeita parece até exagero, mas não é. Na ausência das outras estrelas da equipe, coube ao armador assumir a responsabilidade de conduzir o Spurs à vitória. E ele o fez com maestria absoluta. Foram 29 pontos, 11 assistências e a incrível marca de nenhum erro. Mais uma na conta do nosso candidato a MVP.

Duncan mais uma vez ficou só de terno (Nathaniel S. Butler/NBAE/Getty)

Emboscada?

A ausência de Duncan criou um claro problema para Popovich: como parar um scorer nato no garrafão como é Brook Lopez sem seu melhor atleta de defesa no setor? Pois bem, o pivô adversário fez uma partida como todas as outras, pontuando bastante e deixando a desejar no rebote. Afunilar o jogo em Lopez foi a solução do Nets para a levar vantagem com a ausência de Timmy, mas o tiro acabou saindo errado. Pressionado, o big man teve três erros na partida e errou cinco dos 13 arremessos tentados. Como não ajuda nos rebotes, acabou facilitando o trabalho para o Spurs.

Time é tudo

Com os desfalques, a vitória parecia bem distante, já que o Nets vem fazendo boa campanha. Sabemos que Parker foi essencial, mas ele não esteve sozinho. O segundo escalão de jogadores do Spurs brilhou muito, principalmente no segundo tempo. Destaque para Danny Green, Tiago Splitter e Kawhi Leonard, que juntos somaram importantes 36 pontos.

O vestiário está bem?

Pois é, chequem a integridade física do vestiário onde ficou o Spurs. Popovich deve ter feito de tudo lá dentro no intervalo para garantir a volta triunfal e decisiva. Se não estava bem no primeiro tempo, San Antonio voltou pegando fogo para o terceiro período e venceu o quarto em questão por 30 a 14. Pane? Isso é coisa do passado…

Se segura, Houston

Não enfrentaremos o rival tão em breve, mas os torcedores da cidade poderão se deliciar com a pontaria de Matt Bonner, que acertou simplesmente todos (isso mesmo) os arremessos de três pontos que tentou. Garantiu 11 pontos e tranquilidade para o Spurs. Houston, temos um foguete vermelho chegando!

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 29 pontos e 11 assistências

Danny Green – 14 pontos

Tiago Splitter – 13 pontos e 9 rebotes

Matt Bonner – 11 pontos  (3-3 3 PT)

Kawhi Leonard – 9 pontos e 3 roubos de bola

Brooklyn Nets

Joe Johnson – 19 pontos

Brook Lopez – 18 pontos e 9 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores