Arquivo diário: 10/01/2013

Spurs (28-10) vs. Lakers (15-20) – Pesadelo de Kobe!

108×105

O San Antonio Spurs recebeu nesta quarta-feira (9) o Los Angeles Lakers no AT&T Center e obteve sua 29ª vitória na temporada regular. O triunfo  por 108 a 105 foi o segundo em duelos diretos com o rival e, além de servir para recuperar a moral após a inesperada derrota para o New Orleans Hornets, deixou o time californiano em situação ainda mais desconfortável na classificação da Conferência Oeste, com 20 derrotas e apenas 15 vitórias. Vamos ao que de melhor aconteceu na partida.

Splitter foi muito bem mais uma vez (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Gringos afiados

Os principais estrangeiros do Spurs foram também os dois responsáveis pelo triunfo. O armador Tony Parker comandou a equipe em todos os momentos, fechando o duelo com 24 pontos e seis assistências. Vindo do banco, o ala-armador Manu Ginobili exibiu sua melhor forma e foi essencial para a franquia, anotando 19 pontos e coletando oito rebotes. A atuação do francês se fez ainda mais impressionante pelo ótimo percentual nos arremessos de quadra, com nada menos do que dez tiros convertidos em 16 tentativas.

Domínio pleno

Dos quatro períodos disputados na partida, três foram vencidos pelo Spurs, que teve dificuldade apenas em um. A boa defesa executada no perímetro e ausência de atletas mais experientes no garrafão do Lakers foram fatores essenciais para o domínio, que não foi visto apenas na reta final da partida. Sem levar sustos grandes, os texanos deixaram o adversário encostar, mas não perderam o controle da partida em nenhum momento.

Kawhi Leonard fez um trabalho incrível marcando Kobe Bryant (D. Clarke Evans/NBAE/Getty Images)

Pesadelo do Kobe?

Kobe Bryant é o principal jogador do Lakers e assim será até que se aposente – ou seja trocado, o que é improvável. E parece que o Spurs tem uma boa resposta para ele dentro de quadra. Apesar do ala-armador ter terminado a partida com 27 pontos anotados, seu desempenho nos arremessos foi reduzido, assim como seu espaço em quadra, por conta da presença defensiva de Kawhi Leonard. Depois dos elogios de Bruce Bowen, o ala de San Antonio fez jus às palavras do eterno camisa #12 e fez outra boa partida na marcação. Na bola decisiva, que poderia dar o empate aos angelinos, Leonard brilhou e forçou Kobe a errar o arremesso. Atuação magnífica.

Tiros certeiros

Além da boa presença defensiva em boa parte do duelo, o Spurs contou com a mira afiada de seus arremessadores. Na linha dos três pontos, o time converteu 12 dos 25 arremessos tentados.

No total, a equipe terminou com 48,8% de aproveitamento nos chutes totais de quadra, percentual que mostra o baixo índice de erros. Gregg Popovich soube usar os desfalques do rival de maneira totalmente positiva, impôs pressão e fez o time errar pouco na hora de definir. Venceu de maneira maiúscula o primeiro quarto e fez jus à escrita do Lakers na temporada – os californianos perderam 12 dos 13 jogos em que saíram derrotados do período inicial.

Splitter mania!

Cada vez mais, o brasileiro Tiago Splitter vem ganhando espaço definitivo no Spurs. O pivô foi um dos destaques do time tanto por sua ótima produção ofensiva – 14 pontos – quanto por seu posicionamento de defesa. Mais ainda, soube chamar a responsabilidade diante de uma partida ruim de Tim Duncan na hora de finalizar – o veterano fez apenas oito pontos. A cada dia, Splitter vai ganhando pontos importantes com Popovich, fincando sua vaga na rotação.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 24 pontos e 6 assistências

Manu Ginobili – 19 pontos e 8 rebotes

Tiago Splitter – 14 pontos e 14 rebotes

Stephen Jackson – 14 pontos e 4-6 nos arremessos de três pontos

Kawhi Leonard – 11 pontos, 3 rebotes e 2 roubadas de bola e 1 Kobe anulado no fim

Los Angeles Lakers

Kobe Bryant – 27 pontos, 5 rebotes e 4 assistências

Earl Clark – 22 pontos e 13 rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 42 outros seguidores