Arquivo diário: 05/01/2013

Spurs (26-9) vs Sixers (15-19) – Temporada Regular

San Antonio Spurs vs Philadelphia 76ers – Temporada Regular

Data: 31/12/2012

Horário: 23h30 (Horário de Brasília)

Local: AT&T Center

Cotação no Apostas Online: Spurs 1,05 (favorito) vs Sixers 9.90

O San Antonio Spurs perdeu sua sequência invicta ao ser derrotado pelo New York Knicks, fora de casa. No entanto, em seus domínios, o time texano não sabe o que é perder em casa há nove jogos. Buscando sua décima vitória seguida no AT&T Center, o time da casa poderá não contar com Stephen Jackson, que torceu o pé no último jogo. Mas a equipe de preto e prata já vai contar com a volta de Nando De Colo, que teve uma breve passagem pela D-League. O time visitante, por sua vez, também vem de derrota. A equipe da Filadélfia caiu para o Oklahoma City Thunder, na sexta-feira.

PG – Tony Parker

SG - Danny Green/Nando De Colo

SF – Kawhi Leonard

PF – Tim Duncan

C - Tiago Splitter

Fique de Olho - Em constante evolução, Nando De Colo sempre é uma garantia de bons passes e jogadas de efeito. O francês volta de uma breve passagem pela D-League, em que fez 15 pontos, nove assistências, seis rebotes e duas roubadas de bola na vitória de sexta-feira (4) do Austin Toros sobre o Rio Grande Valley Vipers.

PG – Jrue Holiday

SG - Jason Richardson/Nick Young

SF- Evan Turner

PF – Thaddeus Young

C – Lavoy Allen

Fique de Olho - Vindo do banco, Nick Young foi o cestinha do time com 21 pontos na derrota para o Thunder. Apesar de ter atuações oscilantes, o ala-armador sabe pontuar e não tem medo de arremessar.

Gary Neal, o bom e o mau

Já faz algum tempo que Gary Neal se tornou o alvo predileto das “cornetas” dos torcedores do San Antonio Spurs. Improvisado na função de armador reserva pelo técnico Gregg Popovich nas últimas temporadas, o ala-armador não deixou seu espírito pontuador se calar e tem usado os bloqueios dos pivôs mais para criar arremessos para ele mesmo do que jogadas para seus companheiros. Mas será que o jogador merece as críticas?

Neal anda em baixa com a torcida do Spurs (Bruce Bennett/Getty Images/AFP)

Nesta temporada, Neal é o quarto principal cestinha do Spurs. O atleta tem média de 10,7 pontos por exibição, ficando atrás “apenas” de Tony Parker (19,1), Tim Duncan (17,8) e Manu Ginobili (12,2). Talvez seja justamente sua produção ofensiva que faça Pop confiar tanto no ala-armador. Tanto que o jogador aparece em três dos cinco quintetos mais utilizados pelo treinador ao longo da temporada, de acordo com o site 82games.com.

Mas ainda há outro fator que faça com que Neal caia nas graças de Pop: o comprometimento. Antes de ficar afastado do time com uma lesão na panturrilha, o jogador, de acordo com reportagem de Jeff McDonald, que cobre o Spurs para o site americano Spurs Nation, vinha jogando no sacrifício, sentindo dores causadas por uma contusão no tendão de Aquiles.

O motivo da atitude de Neal? Justamente o medo de perder minutos para Patrick Mills e Nando de Colo, que, mesmo estando fora da rotação de Pop, a princípio, já parecem maduros o bastante para ajudar o Spurs imediatamente. O próprio treinador afirmou que, com as lesões de Stephen Jackson e Kawhi Leonard, o camisa #14, ao lado de Danny Green, esteve entre os principais prejudicados por atuar mais minutos do que o habitual.

Não é só no Brasil que o pessoal pega no pé do ala-armador. Recentemente, o site americano Project Spurs fez um artigo questionando se Neal é o jogador mais dispensável do elenco texano. Não penso dessa forma. O ala-armador é um pontuador eficiente, com facilidade tanto nos arremessos de três pontos quanto nas infiltrações. Seu principal problema é jogar na armação, fora de sua função de origem.

Mas também, é preciso entender a decisão de Pop. Seria justo tirar um jogador de qualidade, comprometido com o time, simplesmente porque não há espaço para ele em determinada posição? Neal não tem bola para competir com Ginobili e nem a mesma importância tática de Green. Mas talvez faça mais sentido para a química do grupo e para a hierarquia da franquia deixar afastados Mills e De Colo, os últimos a chegarem no plantel.

Os números ainda mostram que talvez Pop não esteja tão errado assim. Entre os 20 quintetos mais usados pelo treinador na temporada, somente quatro conseguem ter saldo superior a 20 pontos em relação aos adversários. E Neal está em dois deles. Tudo isso para o jogador mais barato do elenco texano, que recebe um salário menor até do que o de Cory Joseph e que é capaz de fazer coisas como esta. Não me parece dispensável.

Hanga desperta interesse de time melhor na Espanha

De acordo com reportagem do site americano Project Spurs, Adam Hanga, prospecto internacional ligado ao San Antonio Spurs, tem chamado a atenção na Espanha. O ala-armador húngaro, que veste a camisa do Bàsquet Manresa, despertou o interesse do Uxue Bilbao Basket, outra equipe da Liga ACB.

Adam Hanga está conquistando seu espaço na Espanha

Nesta temporada, Hanga tem médias de 9,9 pontos (39,5% FG, 32,4% 3 PT, 68,4% FT), 3,7 rebotes e 1,9 assistências em 24 minutos por exibição no campeonato local. As atuações do jogador agradaram ao Bilbao, que, de acordo com o site Eurohoops, estaria disposto a pagar a multa contratual do húngaro para tê-lo em suas fileiras.

A mudança de clube representaria um acréscimo para a carreira de Hanga. O time atual do ala-armador ocupa a 17ª e penúltima colocação na ACB, com duas vitórias e 13 derrotas, enquanto o Bilbao aparece em quinto, com dez vitórias e cinco derrotas e com boas chances de disputar a Eurocup na próxima temporada.

Hanga foi selecionado pelo Spurs na 59ª e penúltima escolha do Draft de 2011. Desde então, ele vem atuando no Marensa. O jogador se destaca por conta de seu atleticismo.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores