Arquivo diário: 04/01/2013

Nando De Colo volta a ser enviado à D-League

Pela segunda vez na temporada, o armador Nando De Colo foi enviado pelo técnico Gregg Popovich para o Austin Toros, franquia associada ao San Antonio Spurs na D-League, liga de desenvolvimento da NBA. Na primeira oportunidade, a passagem do francês durou apenas um dia e surpreendeu aos fãs, acostumados com os minutos crescentes do novato na rotação.

De Colo passará alguns dias na D-League (Reuters)

A decisão tem relação com a folga que o Spurs possui nesta sexta-feira (4). Depois de ser derrotado pelo New York Knicks na última quinta, a equipe só retornará às quadras no próximo sábado, quando enfrentará o Philadelphia 76ers. O envio de De Colo ao Toros serve para dar ritmo de jogo ao atleta, que atua por muito mais tempo quando está na liga de desenvolvimento. É esperado que ele seja titular do time de Austin no contra o Rio Grande Valley Vipers e depois retorne à franquia de San Antonio para o embate diante do Sixers.

Na única partida em que realizou pelo Toros, De Colo atuou durante 39 minutos e foi o principal jogador na vitória por 97 a 82 sobre o Idaho Stampede, em partida na qual terminou com 14 pontos, oito rebotes, duas assistências e duas roubadas de bola enquanto esteve em quadra. Pelo Spurs o novato já realizou 30 partidas na atual temporada e anota, em média 3,9 pontos por noite, além de 1,7 assistências e 1,7 rebotes.

Manu Ginobili não deve atuar pela Argentina em 2013

Boa notícia para o Brasil, má notícia para os fãs de Manu Ginobili: de acordo com reportagem do site americano Project Spurs, o ala-armador não vai vestir a camisa da Argentina em 2013. A informação foi revelada por Julio Lamas, treinador da seleção.

A Argentina que se vire sem seu maior ídolo

“Manu não vai jogar em 2013. Ele me disse, então, acho que devemos deixá-lo em paz. Tenho que me preocupar com os jogadores que estarão lá. Não que eu não o acompanhe, porque eu o vejo jogar (na televisão) o tempo todo. Mas, como eu disse, tenho que me preocupar com o time que estará em Caracas”, disse Lamas, em entrevista ao site oficial da Fiba.

Entre 30 de agosto e 11 de setembro deste ano, será disputada a Copa América em Caracas, na Venezuela. Do torneio, quatro seleções se classificarão para o Mundial de 2014. Os Estados Unidos, que já garantiram vaga por conta do título olímpico conquistado neste ano, em Londres, não precisarão disputar a eliminatória.

Tiago Splitter ganha elogios de Gregg Popovich

A moral de Tiago Splitter está cada vez maior no San Antonio Spurs. Depois de se tornar titular no garrafão do time texano, o pivô arrancou elogios do treinador da equipe, Gregg Popovich, que disse que o brasileiro tem feito um bom papel ao lado de Tim Duncan.

Splitter, enfim, cai nas graças de Pop (Edward A. Ornelas/San Antonio Express-News)

“Ele simplesmente está saudável e ganhando minutos consistentes, e isso tem nos ajudado. Ajuda muito o Timmy”, avaliou Pop, em entrevista ao Hang Time Blog, do site oficial da NBA.

Em suas primeiras temporadas na NBA, Splitter sofreu com constantes lesões e teve dificuldades para encontrar seu lugar na rotação do Spurs. Agora, no auge de sua forma física, o pivô brasileiro enfim conseguiu a titularidade no garrafão.

“Há um tempo atrás, alguém me perguntou no que ele tinha melhorado. Eu respondi que ele não melhorou em nada. Ele só não estava jogando. O que ele faz para nós, agora que está saudável, é o que ele fazia na Europa por muitos anos. Ele esteve em times campeões por lá. Ele é um defensor, pega rebotes e é um jogador sólido no pick-and-roll. Ele não tem muitas jogadas e nem é uma grande ameaça ofensiva, mas ele é o sonho de todo técnico porque executa todos os fundamentos com precisão”, declarou o técnico.

Agora titular, Splitter retribuiu os elogios que recebeu de seu comandante e admitiu que teve dificuldades para se adaptar ao sistema do Spurs no início de sua trajetória com a equipe.

“Acho que você aprende alguma coisa com ele todos os dias. Ele é um dos melhores técnicos da história. Claro, você entende como ele pensa, como ele entende o jogo, e fica mais fácil. Levou algum tempo. Levou um ano para que eu percebesse tudo e, na temporada passada, eu estava totalmente diferente, me sentindo um jogador de novo”, afirmou o brasileiro.

Fonte: Tiago Splitter Brasil

Spurs (26-9) @ Knicks (22-10) – Nada a comemorar

83×100

Um dia após vencer o Milwaukee Bucks, fora de casa, o San Antonio Spurs partiu para o segundo jogo de seu primeiro back-to-back de 2013, desta vez para encarar o New York Knicks, no Madison Square Garden. E os texanos parecem ter sentido o desgaste da viagem e, com uma apresentação muito abaixo da média, acabaram facilmente derrotados pelo adversário nesta quinta-feira (3), pelo placar de 100 a 83.

Uma imagem que resume a noite (S. Butler/NBAE/Getty)

Noite para esquecer

O péssimo aproveitamento nos arremessos de quadra foi o fator fundamental para a derrota. Os texanos acertaram apenas 36,4% de seus tiros no geral e somente 26,5% nas bolas de 3 pontos, contra 47,6% e 44,4% do rival, respectivamente. Mas não foi só neste fundamento que os visitantes ficaram atrás. Em todas as estatísticas, exceto nos lances livres, o Spurs levou desvantagem: 48 a 35 nos rebotes; 26 a 14 nas assistências; 10 a 8 nos roubos de bolas; 12 a 13 nos desperdícios. O único empate foi em tocos, 5 a 5. Não tinha mesmo como vencer.

De pouco adiantaram as investidas de Tony Parker diante do New York Knicks (S. Butler/NBAE/Getty)

Big Three apagado

Se no duelo de quarta, contra o Bucks, o Big Three de San Antonio estava inspirado, não se pode dizer a mesma coisa do confronto diante dos Knicks. O trio de estrelas, assim como outras peças do elenco, parece ter sentido o peso da maratona de jogos e pouco produziu. Com os coadjuvantes em dia tímido e com os principais jogadores do Spurs apagados, ficou fácil para os nova-iorquinos dominarem a partida.

Capitão no estaleiro

A noite não era mesmo do Spurs. Em um lance um tanto quanto bizarro, a equipe perdeu Stephen Jackson ainda no primeiro quarto. Após um arremesso de 3 pontos na zona morta, restando 3:23 para o fim do período, o ala deu um passo para atrás ao notar a aproximação de Amar’e Stoudemire, que corria na tentativa de contestar seu chute. Mas o Capitão tropeçou em uma garçonete que trabalhava a beira da quadra, próximo de onde estava sentado o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg. Com o incidente, o camisa #3 sofreu uma torção no tornozelo direito e não retornou mais. Ainda não se sabe a gravidade da lesão.

Novato?

Aos 35 anos, Pablo Prigioni é o mais velho novato da NBA nos últimos 40 anos. Parece estranho um jogador a esta altura da carreira, em que teoricamente está em decadência, receber uma oportunidade na principal liga de basquete do mundo. Mas o argentino não vem decepcionando na Big Apple e foi um dos comandantes da vitória dos Knicks. Com nove assistências – uma delas para uma espetacular ponte aérea de J.R. Smith – Prigioni alcançou sua maior marca no fundamento desde a estreia. Além disso, colaborou com seis pontos e foi fundamental na defesa com três roubos de bola em 27 minutos jogados. Parece que ele não foi um bom anfitrião para o conterrâneo e amigo Manu Ginobili.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Gary Neal – 12 pontos

Tim Duncan – 11 pontos e 6 rebotes

Tony Parker – 11 pontos e 6 assistências

New York Knicks

Carmelo Anthony – 23 pontos e 8 rebotes

J.R. Smith – 20 pontos e 5 rebotes

Steve Novak – 15 pontos (5-7 3 PT)

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores