Manu vai saindo de cena?

É fato quase consumado que o San Antonio Spurs deverá se acostumar, nas próximas semanas, com uma participação cada vez menor do argentino Manu Ginobili em quadra. Sempre poupado ao extremo por conta de sua tendência a se lesionar, o ala-armador foi vítima de uma contusão no quadríceps durante a vitória sobre o Boston Celtics. Se não perder nenhum jogo inteiro por decisão do departamento médico, Manu será obviamente poupado pela comissão técnica. Se acontecesse anos atrás, era motivo para pânico. Hoje nem tanto.

Getty Images

A idade chega até para os ídolos…

Essencial nos três títulos que faturou em San Antonio, Manu tem sido um jogador que é reiventado por Gregg Popovich temporada a temporada. Sua forma física não é das melhores faz tempo, e isso faz com que o técnico explore a capacidade fora do comum que Ginobili tem para mudar. Com a mesma facilidade com a qual decide um jogo ou arma uma jogada sensacional, o argentino também consegue funcionar como uma camaleão em suas funções com o Spurs. Da última temporada para esta, porém, as coisas não correram tão bem assim com essas modificações.

Desde seu campeonato como novato que Manu não pontuava tão pouco pelo Spurs. A tendência é essa, já que jogadores de perímetro costumam sentir muito mais a passagem dos anos do que atletas que atuam no garrafão. É totalmente compreensível que o argentino sinta mais o tempo do que Tim Duncan, por exemplo. Mas Ginobili não está bem na temporada 2012/2013. Esperava-se mais dele já que a pré-temporada foi completa e, após uma boa participação na Olimpíada e descanso adequado, a expectativa era de um ano com menos lesões e mais participação ao longo das partidas. Não é isso que se vê.

Desde que virou sexto homem da equipe, Manu é o termômetro do banco do Spurs. Se entra bem, a segunda unidade pontua muito; se não, os reservas parecem pouco efetivos. Nesta temporada, no entanto, as coisas mudaram um pouco de figura. Levando em conta as sentidas ausências de Kawhi Leonard e Stephen Jackson não rotação já há algum bom tempo, o argentino não tem sido a principal peça do banco de reservas. A função hoje é mais dividia e tem como seu expoente recente o brasileiro Tiago Splitter. Pontuando mais, o pivô tem sido um dos principais homens do time alternativo – também muito reforçado por participações essenciais e eventuais de Nando De Colo.

Tudo isso dito, acredito apenas que a situação é benéfica para o Spurs. Dentro de quadra, nem os maiores ídolos são eternos. E é necessário achar saídas que não façam da equipe dependente do passado e carente de soluções. Splitter, De Colo e o resto do banco parecem estar cada vez mais adaptados e vendo Manu cada vez mais saindo de cena. É a tendência. E o time tem lidado bem com isso.

Mas se Manu se reinventar de novo, não é surpresa. Os gênios são assim.

About these ads

Sobre Leonardo Sacco

É jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero. Cravou a opção pelo jornalismo no estouro do cronômetro, quando criou o Spurs Brasil em uma madrugada de domingo para segunda. Escreve para o Yahoo! Esportes e dá seus pitacos no @leosacco.

Publicado em 17/12/2012, em Zona Morta. Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Gustavo Alves

    Pensar numa saida do Manu é de encher os olhos d’agua…

  2. Fernando Rascado

    Concordo que ele não está jogando tão bem , só discordo que os jogadores do perimetro sentem a idade primeiro , se pegar todos os grandes pivos , todos sairam em grande declinio, os mais pesados e altos sentem mais por causa das lesões que sofrem principlamente no joelhos.

  3. Só que nos Playoffs vamos ver quem vamos poder contar Nando , Gary ,Grenn jogar muito na temporada regular não me diz nada ! Manu sabe como poucos a hora de aparecer.

  4. Tenho para mim que Manu deve ser poupado ao máximo para os playoffs. Jogador acostumado a decisões, ídolo e gênio, costuma crescer nesse tipo de situação. Espero que conte com a sorte de se livrar das lesões, que estão atrapalhando cada vez mais ao chegar da idade.

  5. João Victor Leite Dias

    Manu já escreveu seu nome na história do Spurs, é incontestável. Acredito que ele ainda jogue mais umas duas temporadas. Entretanto, agora temos um plantel ascendente que poderá dividir as responsabilidades do banco com ele, principalmente o De Colo que tem um estilo de jogo muito parecido com o dele, com muita inteligência e raça. O cara já fez escola e o bom mestre é o que consegue fazer isso!!!
    Agora, quanto aos playoffs… aí amigo, o argentino narigudo é indispensável para por fogo!

  1. Pingback: Spurs (22-8) vs Raptors (9-20) – Em marcha lenta « Spurs Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores