Tim Duncan ainda é um All-Star?

17,8 pontos e 10,2 rebotes em apenas 30,4 minutos por jogo. Os números, que fazem inveja a 90% dos alas-pivôs e pivôs da liga, pertencem a um certo veterano de 36 anos chamado Tim Duncan. O lendário camisa #21, que não apresentava médias tão boas na soma dos dois fundamentos desde a temporada 2008/2009, tem sido figura fundamental para o San Antonio Spurs,  atual vice-líder da Conferência Oeste. Suficiente para torná-lo titular do All-Star Game? Até aqui, a resposta dos fãs da NBA é não.

Cena comum na temporada: Duncan dominando novatos (Sam Forencich/NBAE/Getty Images)

Entre os alas e pivôs, em novo modelo na votação introduzido neste ano, Duncan aparece em quarto no Oeste, com 189.577 votos. Os três titulares parecem bem consolidados: Kevin Durant, do Oklahoma City Thunder, com 605.965; Blake Griffin, do Los Angeles Clippers, com 307.855; e Dwight Howard, do Los Angeles Lakers, com 434.168. Uma pena, já que a presença no jogo festivo seria uma forma de premiar uma temporada que, talvez, esteja entre as melhores da carreira do ídolo do Spurs.

Quem acha que estou exagerando pode ler este artigo de Eric Koreen, jornalista que cobre o Toronto Raptors para o Washington Post, recomendado por Giancarlo Giampietro, blogueiro do UOL Esporte. Nele, são expostos os números de Duncan na temporada 2001/2002, quando o jogador ganhou o primeiro de seus dois prêmios de MVP: foram 22,6 pontos, 11,3 rebotes e 2,2 tocos por jogo com 50,8% de acerto nos tiros de quadra. Agora, 17,8 pontos, 10,2 rebotes e 2,6 tocos, com 51,3% de acerto nos arremessos. Que tal? Os números atuais, aliás, fazem o autor do texto sugerir que o ala-pivô seja um dos favoritos ao prêmio de melhor defensor da temporada, atrás apenas de Joakim Noah, do Chicago Bulls.

Além disso, na semana passada, Duncan fez uma de suas melhores atuações nos últimos tempos ao anotar 22 pontos, coletar 21 rebotes e distribuir seis tocos na derrota do Spurs para o Utah Jazz. Foi o quarto jogo da carreira do ala-pivô com pelo menos 20 pontos, 20 rebotes e cinco tocos. Nenhum outro jogador em atividade conseguiu a marca tantas vezes. Nenhum!

Os números não mentem: o ala-pivô ainda merece estar entre os titulares do All-Star Game. Mas temos de dar um desconto por se tratar de uma votação popular. Os fãs da liga muitas vezes votam com o coração e, outros, preferem jogadores espetaculares em detrimento dos eficientes. Duncan não vai completar pontes aéreas, nem saltar sobre um carro, nem converter seis cestas de três pontos seguidas. A opção por Durant, Griffin e Howard é compreensível.

Assim como Parker – que aparece em sétimo na eleição de armadores do Oeste – perde força na briga pelo MVP, Duncan também sofre o mesmo fenômeno por atuar em uma equipe de mercado pequeno, que, mesmo vencedora, não tem apelo nacional nos Estados Unidos. Talvez o lendário camisa #21 precise ir ao jogo festivo pela opção do treinador designado. Talvez, nem isso. Mas, para nós, torcedores do Spurs, fica a certeza: temos ao menos um All-Star representando as cores do nosso time.

About these ads

Sobre Lucas Pastore

Um dos fundadores do Spurs Brasil, seu maior orgulho na carreira jornalística. Formado em Jornalismo na Universidade Presbiteriana Mackenzie em 2010, é editor do LANCE!Net desde 2013, três anos após ter sido estagiário do Diário LANCE!. Neste meio tempo, foi repórter de automobilismo na agência mob36, redator do UOL Esporte e colunista no Basketeria.

Publicado em 15/12/2012, em Na linha dos 3. Adicione o link aos favoritos. 6 Comentários.

  1. Penso que vamos ter dois jogadores no All star game, o Duncan e Parker mereceme estar lá e secalhar ainda vamos ter o Popovich!!!

  2. Será uma tremenda injustiça se ele não estiver no All Star.

  3. Li em um site americano, que o próprio Duncan não ficaria chateado de não estar entre os jogadores selecionados para o All-Star. Já votei e o meu ídolo no basquete fez parte do meus “selecionados”, mas por outro lado se ele não participar, será bom, tendo em vista que ele poderá descansar para fazer o sprint final em busca da melhor colocação para os playoffs.

  1. Pingback: Spurs (18-6) vs Celtics (12-10) – Temporada Regular « Spurs Brasil

  2. Pingback: Spurs (42-12) vs Kings (19-35) – Temporada Regular « Spurs Brasil

  3. Pingback: Spurs (51-16) vs Warriors (39-30) – Temporada Regular | Spurs Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores