Arquivo diário: 20/11/2012

Spurs recorre a Joseph e a Anderson ou Pietrus

De acordo com reportagens da imprensa americana, o San Antonio Spurs deve se movimentar nos próximos dias por conta das contusões de Kawhi Leonard e de Stephen Jackson, sofrida na derrota para o Los Angeles Clippers. Cory Joseph deve ser chamado de volta da D-League, e a franquia texana deve usar a última vaga aberta no elenco para contratar James Anderson ou Mickael Pietrus.

Anderson em ação na Summer League; ele está voltando! (Shep McAllister/Spurs.com)

Joseph foi enviado para o Austin Toros na última quinta-feira. No entanto, antes mesmo de atuar pelo time, que estreia na D-League no dia 28, o armador, segundo o site americano Air Alamo, deve voltar ao Spurs para a viagem de seis jogos que a equipe de San Antonio fará antes de voltar a atuar em casa. A informação foi confirmada pelo técnico Gregg Popovich ao jornalista Jeff McDonald.

Outro velho conhecido da torcida do Spurs deve reforçar o time nos próximos dias. Segundo o site Spurs Nation, James Anderson, recentemente contratado pelo Rio Grande Valley Vipers, também da D-League, deve se juntar ao elenco da equipe texana. O atleta passou duas temporadas em San Antonio, apresentando médias de 3,7 pontos e 1,3 rebotes em 11,5 rebotes por jogo no período. Neste ano, disputou a Summer League pelo time local, obtendo médias de 10,6 pontos e cinco rebotes em 26,6 minutos por jogo.

De acordo com o jornalista Marc Stein, Anderson, no entanto, tem um rival na briga pelo 15º posto no elenco do Spurs: Mickael Pietrus. O ala, que seria o quatro francês no elenco texano, apresentou médias de 6,9 pontos e 3,1 rebotes em 21,9 minutos por jogo na última temporada, atuando pelo Boston Celtics. No entanto, a pedida salarial do jogador, que não aceitaria um contrato pelo valor mínimo para veteranos, tem travado a negociação.

Spurs (8-3) vs Clippers (8-2) – Virou freguesia

87×92

Quem diria que um time varrido nos últimos playoffs pudesse mudar tanto o panorama de um confronto em tão pouco tempo! Nesta segunda-feira (19), o San Antonio Spurs recebeu o Los Angeles Clippers e acabou sofrendo sua terceira derrota na temporada 2012/2013 da NBA, a segunda diante da franquia angelina. Veja a seguir como foi a partida:

Um Tim Duncan só não faz verão (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Quem joga na ala?

Sem poder contar com Kawhi Leonard, que está machucado, o técnico Gregg Popovich usou Stephen Jackson como titular, assim como havia feito na vitória sobre o Denver Nuggets. No entanto, o Capitão ficou apenas dez minutos em quadra antes se machucar. O ala quebrou o dedo mindinho da mão direita e ficará afastado das quadras por até seis semanas, deixando o Spurs sem jogadores para a posição. Durante a partida, Danny Green, Gary Neal e Manu Ginobili se revezaram improvisados na função.

Dois nomes que fizeram a pré-temporada com a franquia texana surgem como possíveis contratações nos próximos dias: Derrick Brown, que apresentou médias de 6,6 pontos e uma assistências em 15,4 minutos por exibição antes de ser dispensado, e Wesley Witherspoon, que obteve médias de 8,3 pontos e dois rebotes em 17,5 minutos por partida e acabou enviado para o Austin Toros, time da D-League filiado ao Spurs.

CP3 venceu o duelo (D. Clarke Evans/NBAE/Getty)

Ah, o garrafão…

Tim Duncan fez uma grande partida contra o Clippers, com 20 pontos, 14 rebotes e dois tocos, e ajudou a frear DeAndre Jordan, que havia sido o destaque do primeiro duelo entre as duas equipes – o pivô adversário deixou a quadra com 13 pontos, cinco rebotes e dois tocos. Mesmo assim, a equipe angelina teve ampla vantagem no garrafão, coletando dez ressaltos a mais do que o time texano: 52 a 42.

DeJuan Blair, que foi titular novamente, conseguiu apenas seis pontos e seis rebotes em pouco menos de 18 minutos. Boris Diaw e Tiago Splitter, que vieram do banco de reservas, terminaram com um ponto e três rebotes e nove pontos e cinco rebotes, respectivamente. E Matt Bonner, que não vinha sendo usado por Pop até aqui, aproveitou a chance que teve para anotar dez pontos em apenas dez minutos.

Mão descalibrada

O perímetro do Spurs não conseguiu compensar a batalha perdida no garrafão. Tony Parker acertou somente cinco dos 11 arremessos que tentou. Manu Ginobili converteu três de 11 e  Danny Green, dois de 11. Gary Neal errou oito dos 11 que tentou, dois deles nos minutos finais, que decretaram a derrota do Spurs.

Soma-se aos problemas o péssimo desempenho no segundo período, quando o time texano chegou a levar uma corrida de 19 a 2 e acabou perdendo a parcial por 29 a 14. Ali, a vitória sobre o Clippers começou a ser construída.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 20 pontos, 14 rebotes e dois tocos

Manu Ginobili – 15 pontos (8-10 FT), cinco assistências e cinco rebotes

Tony Parker – 11 pontos, seis rebotes e duas roubadas de bola

Los Angeles Clippers

Chris Paul – 19 pontos, oito assistências e quatro rebotes

Blake Griffin – 16 pontos e 12 rebotes

Matt Barnes – 14 pontos, nove rebotes e três roubadas de bola

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores