Atletas do Spurs vencem e se classificam

Na quarta rodada do basquete masculino nas Olimpíadas de Londres, neste sábado (4), todos os jogadores do San Antonio Spurs saíram de quadra vitoriosos. Uns brilharam, outros nem tanto. O fato é que todas as seleções dos atletas da franquia texana já garantiram suas vagas nas quartas de final.

Tiago enterra para o Brasil! | Foto: Inovafoto

O primeiro time a entrar em quadra foi o francês, que possui a maior número de jogadores do Spurs reunidos em Londres. Tony Parker, Nando De Colo e Boris Diaw enfrentaram a Tunísia e, apesar do apertado placar final (73 a 69), a seleção europeia dominou o jogo todo. Os africanos ficaram durante os 90 segundos iniciais da partida na frente e depois não conseguiram recuperar a dianteira.

Tony Parker realizou mais uma grande partida. O armador do Spurs, que passa por grande fase, marcou 22 pontos, sendo o cestinha do jogo. A dependência dos franceses pelo camisa 9 é tanta que, no momento em que o astro foi poupado, a Tunísia conseguiu diminuir a diferença no placar. De Colo, por sua vez, fez seis pontos e distribuiu quatro assistências. Diaw, por sua vez, saiu zerado. No entanto, isso aconteceu porque o ala-pivô não chegou a arriscar nenhum arremesso e preferiu servir seus companheiros com cinco assistências.

Tiago eficiente 

Já o Brasil, de Tiago Splitter, mostrou que não se abalou com a derrota sofrida contra a Rússia e venceu a China com extrema facilidade por 98 a 59. O pivô começou como titular, mas só passou 13 minutos em quadra. Tempo suficiente para o jogador do Spurs fazer 12 pontos e coletar quatro rebotes. O ala Marquinhos, do Flamengo, foi o cestinha da partida com 14 pontos. O time do Brasil enfrenta agora a Espanha, na segunda-feira.

Show de Mills

O armador reserva do time de preto e prata, Patrick Mills, foi o grande destaque do dia. Com 39 pontos, o jogador foi o cestinha da partida da Austrália, na vitória sobre a Grã-Bretanha por 106 a 75. O atleta quebrou o recorde de pontuação individual desta edição dos Jogos, ajudando seu time a se recuperar no jogo.

Mills marca mais um para a Austrália | Foto: Getty Images

Por último veio a Argentina, do astro Manu Ginóbili. A vitória sobre a Nigéria veio sem muitas dificuldades. O placar final foi 93 a 79, com Luis Scola, do Phoenix Suns, marcando 22 pontos e se tornando o cestinha do jogo. O ala-armador, por sua vez, fez 13 pontos e distribuiu oito assistências. Manu chegou a passar 28 minutos em quadra, mesmo com a partida totalmente controlada.

About these ads

Sobre Juliano Medeiros

Jornalista em formação, estagiário do Caderno Jogada, do Diário do Nordeste, fã do San Antonio Spurs e apaixonado por basquete.

Publicado em 05/08/2012, em Notícias e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 47 outros seguidores