Arquivo mensal: agosto 2011

França estréia com vitória

News by KobaComeçou hoje o Eurobasket 2011, torneio que dará direito a duas vagas diretas para as Olimpíadas de Londres-2012. Na estreia da França na competição, Tony Parker comandou a vitória da sua equipe sobre a Letônia por 89 a 78. O armador deixou a quadrcom a 31 pontos (11-18 FG) e sete assistências em 38 minutos.

Enquanto isso, na Copa América, disputada em Mar Del Plata (ARG), os donos da  casa não tiveram problemas para superar o Uruguai. Manu anotou sete pontos e duas roubadas em 16 minutos.  A Seleção Argentina iniciou com uma corrida de 10 a 0 e fechou o primeiro quarto em 25 a 7, finalizando o jogo com o placar de 86 a 51.

Na estreia do Canadá, Corey Joseph (ou JOESPH, como estava nas suas costas) conseguiu a vaga de titular e passou com tranquilidade por Splitter no confronto direto, anotando oito pontos, duas assistências e dois rebotes em 24 minutos. Mas, no coletivo, o Brasil tinha Marcelinho Huertas, que, relembrando os tempos em que jogava com Tiago, liderou a vitória brasileira por 69 a 57, anotando 17 pontos, sendo dez no último quarto. O pivô do Spurs fez só cinco pontos, mas foi importantíssimo na defesa, coletando dez rebotes, roubando duas bola e bloqueando um arremesso, além de atrair a marcação que permitiu os pontos do armador do Barcelona.

Em cima do texano, mas tudo bem. Dá-lhe Huertas (foto: http://www.fibaamericas.com)

Na quinta-feira, os franceses encaram a equipe Israelense, que foi derrotada pela Alemanha na estreia. Os comandados de Rubén Magnano se preparam para o confronto contra a República Dominicana, que ocorrerá no dia 02 de setembro, mesmo dia em que a Argentina retorna para enfrentar Porto Rico.

E mais…

Coadjuvantes cumprem bem seu papel

Pela Georgia, Victor Sanikdize comandou a vitória por 81 a 59 contra a Bélgica, contribuindo com 13 pontos e 11 rebotes. Enquanto isso, Erazem Lorbek iniciou a virada em cima da Bulgária, faltando dois minutos para o fim do jogo, finalizando com 18 pontos e nove rebotes. Já Robert Javtokas encestou duas bolas e coletou seis rebotes na partida vencida pela Lituânia. Por fim,  Nando de Colo somou quatro pontos contra nove tentos de Davis Bertans (França 89 a 78 Letônia).

Saldo positivo pra San Antonio, em resumo, jogadores do Spurs só não alcançaram a vitória porque havia outro “companheiro” na equipe adversária.

Brasil e Argentina estreiam com vitória

Boa, garotão! (Foto: José Jimenez/FIBA Americas)

Brasil e Argentina começaram o Pré-Olímpico de Mar Del Plata com o pé direito. Diante da Venezuela, os brasileiros contaram com 17 pontos, 11 rebotes e seis assitências de Tiago Splitter para conquistarem a vitória, por 92 a 83. Já os Argentinos não tiveram problemas para vencer o paraguai, por 84 a 52. Manu Ginobili contribuiu com dez pontos e cinco rebotes.

Apesar de ambas as equipes saírem com a vitória, os roteiros das partidas foram bem diferentes. O Brasil sofreu diante da Venezuela e, por pouco, não acabou surpreendido. Contando com 26 pontos do armador Greivis Vasquez, jogador do Memphis Grizzlies, os venezuelanos lideram quase toda a partida, sofrendo a virada apenas no último quarto.

Já o time argentino passeou diante dos paraguaios. Depois de vencer o primeiro quarto por 27 a 8, administrou o restante da partida e aproveitou para rodar todo o elenco, poupando os titulares boa parte do jogo. O cestinha dos “hermanos” foi Paolo Quinteros, com 19 pontos, enquanto os paraguaios tiveram como destaque Guilhermo Capello, com 18.

Para o torcedor do Spurs, o único motivo para uma pequena preocupação aconteceu com Tiago Splitter, que, apesar da boa partida diante da Venezuela, sofreu duas pancadas na coxa que o fizeram deixar a quadra para ser atendido. Chegou a mancar por alguns instantes antes de sair, mas pouco tempo depois retornou e prosseguiu na partida normalmente.

O basquete está de volta!

Não é porque a NBA está em greve que nós não teremos a oportunidade de ver o melhor do basquete mundial. Começam nesta semana duas competições importantíssimas: a Copa América e o Eurobasket, torneios classificatórios que definirão os principais adversários de Estados Unidos e Grã-Bretanha na Olimpíada de Londres-2012.

A Copa América será disputada em Mar del Plata (ARG) a partir de terça-feira (30). A competição dará duas vagas diretas para os Jogos Olímpicos. Além disso, o torneio vai classificar outras três seleções para o Pré-Olímpico Mundial, que acontecerá em julho do ano que vem. Este campeonato vai classificar mais três equipes para Londres-2012.

O Eurobasket começa no dia seguinte, na quarta-feira (31), e também vai classificar duas seleções para a Olimpíada. A competição europeia ainda tem o direito de enviar quatro representantes para o Pré-Olímpico Mundial.

No total, nove jogadores ligados ao San Antonio Spurs vão disputar o torneio. Por isso, nesta edição especial da coluna Na Linha dos 3, preparei um pequeno guia a respeito dos atletas da franquia texana que estarão em quadra a partir desta semana, separados por ordem de importância para nós, fãs brasileiros. Confira a seguir:

Só que agora é cada um por si

1) Os craques

Tiago Splitter – Brasil

O pivô do San Antonio Spurs é a principal esperança de classificação de sua seleção para as Olimpíadas de Londres. Com os desfalques de Leandrinho, Anderson Varejão e Nenê, a importância de Splitter aumenta – o jogador deve dividir com Marcelinho Huertas o papel de protagonista da seleção. A Argentina vem completa, joga em casa e é favorita para conseguir uma vaga para os Jogos de 2012, enquanto o Brasil deve brigar com República Dominicana e, principalmente, com Porto Rico pelo segundo lugar. A boa notícia é que a seleção venceu os dois adversários na Copa Tuto Marchand, torneio preparatório encerrado na última sexta-feira. Se Splitter jogar o que pode, sua equipe tem tudo para conseguir a classificação.

30/08 – vs Venezuela
31/08 – vs Canadá
02/09 – vs República Dominicana
03/09 – vs Cuba

Manu Ginobili – Argentina

O ala-armador do Spurs é o craque de uma seleção argentina, que vem completa para a Copa América. Além de Manu, a equipe terá à disposição Luis Scola, Carlos Delfino, Andrés Nocioni e Fabricio Oberto, velho conhecido da torcida texana. No Mundial do ano passado, o Brasil perdeu para uma Argentina mais fraca do que essa, sendo que Leandrinho e Anderson Varejão estavam na equipe. Além disso, os hermanos jogam em casa, e eu sinceramente duvido que eles fiquem sem uma das duas vagas olímpicas. Já seria surpresa se não fossem campeões. Será bonito ver essa equipe em quadra, principalmente por conta da dobradinha Ginobili – Scola.

30/08 – vs Paraguai
31/08 – vs Uruguai
02/09 – vs Porto Rico
03/09 – vs Panamá

Tony Parker – França

Depois de conseguir a medalha de prata na Olimpíada de Sydney-2000, a seleção francesa não conseguiu mais voltar aos Jogos. Para tentar retornar, a equipe montou um elenco cheio de jogadores de NBA, como Nicolas Batum, Boris Diaw e Joakim Noah. Mas, sem dúvidas, é Parker a principal estrela desta seleção. Conseguir a vaga direta para as Olimpíadas é uma tarefa difícil em um campeonato tão forte quanto o Eurobasket, mas se estes quatro jogadores atuarem em seu melhor nível, então o time poderá sonhar, ao menos, com a classificação para o Pré-Olímpico Mundial.

31/08 – vs Letônia
01/09 – vs Israel
02/09 – vs Alemanha
04/09 – vs Itália
05/09 – vs Sérvia

2) Os prospectos

Cory Joseph – Canadá

Selecionado na 29ª escolha do último Draft, Joseph é uma das apostas do técnico Gregg Popovich para o lugar de George Hill, que, na noite do recrutamento de calouros, foi enviado para o Indiana Pacers. Aos 20, o jovem deve ter na Copa América seu primeiro contato com o esporte profissional, já que ele atuava no basquete universitário até a última temporada. Em 2009, Joseph disputou nove partidas pelo Canadá no Mundial Sub-19, apresentando médias de 13,6 pontos e 1,9 assistências por jogo.

31/08 – vs Brasil
01/09 – vs República Dominicana
02/09 – vs Cuba
03/09 – vs Venezuela

Nando De Colo – França

A seleção francesa tem quatro jogadores que atuam na NBA. E é justamente De Colo quem completa o quinteto titular. Selecionado pelo Spurs na 53ª escolha do Draft de 2009, o combo guard francês é, na minha opinião, dentre aqueles que jogam na Europa, o prospecto da franquia texana mais pronto para vestir a camisa da equipe. Poderia ser uma boa opção após a saída de George Hill. O jogador já tem experiência internacional – disputou o Mundial de 2010, anotando médias de 8,8 pontos e 2,2 assistências por jogo.

31/08 – vs Letônia
01/09 – vs Israel
02/09 – vs Alemanha
04/09 – vs Itália
05/09 – vs Sérvia

Davis Bertans – Letônia

Uma das principais apostas para o futuro do Spurs, o ala de 18 anos foi selecionado pela franquia texana na 42ª escolha do Draft deste ano. Nesta offseason, Bertans se transferiu para o Union Olimpija Ljubljana, da Eslovênia, equipe em que deve passar as próximas temporadas, amadurecendo seu jogo para, quem sabe, um dia chegar à NBA. O ala ganhou uma chance na equipe principal após boa campanha no Mundial Sub-19: em oito jogos, apresentou médias de 15,2 pontos (36,7% FG, 26,7% 3 PT, 75% FT) e 6,4 rebotes em 31,1 minutos por exibição. Foi um dos últimos do elenco a garantir vaga, e deve ganhar pouco tempo de quadra em um time que, de cara, enfrentará equipes mais fortes.

31/08 – vs França
01/09 – vs Sérvia
02/09 – vs Itália
04/09 – vs Israel
05/09 – vs Alemanha

3) Os esquecidos

Erazem Lorbek – Eslovênia

Selecionado na 46ª escolha do Draft de 2005 pelo Indiana Pacers, Lorbek nunca foi trazido para a NBA. Porém, na última offseason, o ala-pivô foi trocado para o Spurs, e as duas partes demonstraram interesse em um acordo. Porém, o jogador vai ficar na Europa por pelo menos mais uma temporada. Jogador do Barcelona, Lorbek foi um dos principais nomes da Eslovênia no Eurobasket de 2009, quando apresentou médias de 16,4 pontos e 7,4 rebotes por jogo. Seu time, que traz o estilo forte e coletivo do leste europeu, pode sonhar com um bom resultado neste ano, já que não está em um grupo tão difícil.

31/08 – vs Bulgária
01/09 – vs Bélgica
03/09 – vs Georgia
04/09 – vs Ucrânia
05/09 – vs Rússia

Viktor Sanikidze – Georgia

Especialista em rebotes, enterradas e defesa, Sanikidze foi selecionado pelo Atlanta Hawks na 42ª escolha do Draft de 2004, e em seguida trocado para o Spurs. Porém, o jogador, que pode atuar nas posições 3 e 4, nunca foi trazido para a franquia texana. O ala tem um histórico de sucesso atuando pela seleção da Georgia – no Eurobasket de 2009, apresentou médias de 12,6 pontos e 9,4 rebotes por exibição. Deve mais uma vez ser protaginista de seu time, que não passa de um azarão neste torneio.

31/08 – vs Bélgica
01/09 – vs Rússia
03/09 – vs Eslovênia
04/09 – vs Ucrânia
05/09 – vs Bulgária

Robertas Javtokas – Lituânia

Capitão da equipe, Javtokas é a alma da equipe da Lituânia. Aos 31 anos de idade, o pivô tem como ponto forte a liderança, principalmente na defesa, sua especialidade. Tanto que, no último Mundial, ele foi responsável pela marcação individual que limitou Luis Scola a 13 pontos nas quartas de final. Para ser ter uma ideia, o argentino terminou o torneio com média de 27,7 pontos por partida. Escolhido pelo Spurs na 55ª posição no Draft de 2001, o big man nunca foi contratado, mas a franquia manteve os direitos sobre ele. Em relação ao Tubarão – apelido de Javtokas na Europa – o que será que R.C. Buford planeja?

31/08 – vs Grã-Bretanha
01/09 – vs Polônia
02/09 – vs Turquia
04/09 – vs Espanha
05/09 – vs Portugal

Richards é cortado do selecionado britânico

Selecionado pelo San Antonio Spurs na 49ª escolha do Draft de 2010, o ala-pivô Ryan Richards foi cortado da seleção britânica de basquete. O jogador foi o último descartado do elenco e, com isso, não vai disputar o Eurobasket, competição classificatória para a Olimpíada de Londres-2012, que começará a ser disputada nesta quarta-feira (31).

Richards ganhou uma chance na seleção principal após se destacar na Divisão B do Europeu Sub-20. O ala-pivô disputou sete partidas pela Grã-Bretanha na competição, e apresentou médias de 22,3 pontos (46,7% FG, 37,9% 3 PT, 76,3% FT) e 8,1 rebotes em 28,1 minutos por jogo. Por isso, chegou a ser convocado pelo técnico Chris Finch, mas não conseguiu uma vaga no elenco.

E mais…

Anderson e Leonard vão disputar torneio de verão

De acordo com reportagem do site Hoopsworld, o ala-armador James Anderson e o ala Kawhi Leonard vão disputar um torneio de verão em Las Vegas. Além dos jogadores do San Antonio Spurs, Chauncey Billups, Corey Maggette, Al Harrington e J.J. Hickson estão entre os que vão jogar nesta competição.

Vencer? O que é isso?

Perder se tornou rotina para o San Antonio Silver Stars. O time tem jogado bem, mas ainda não descobriu uma maneira de vencer os grandes rivais (e até mesmo o Chicago Sky, que está fora da zona de classificação para os playoffs no momento). Desde o dia 14 de agosto o time se apresentou em seis jogos, e não venceu nenhum deles.

Danielle Adams voltou a jogar essa semana, mas ainda assim o Stars não encontrou seu caminho para o triunfo

Só nessa semana, o Stars caiu duas vezes para o Minnesota Lynx, sendo que uma delas foi no AT&T Center. A primeira partida contra o time que está no topo do Oeste aconteceu na sexta-feira, com quartos equilibrados, mas sempre com soberania do esquadrão de Maya Moore. O mais surpreendente deste grande confronto foi a quantidade de pontos que Becky Hammon… não fez. Em sua súmula consta o número zero no espaço de pontos.

Hoje, essas equipes se reencontraram e fizeram uma partida muito agradável de ser assistida, bem equilbrada. Infelizmente, o San Antonio errou novamente nos rebotes: 27 delas, contra 50 do Lynx. Mas o revés do time texano não se resume a isso. O Minnesota realmente está jogando maravilhosamente bem neste ano. Elas já alcançaram a vaga nos playoffs e o primeiro lugar do Oeste na temporada regular.

Outro jogo perdido pelo Stars foi contra o Seattle Storm, que tem Lauren Jackson de volta. Esse compromisso foi no dia 23 de agosto (terça-feira), e o atual campeão da WNBA colocou 63 pontos, contra 55 das estrelas prateadas.

Sophia Young recebendo os parabéns por seus 3000 pontos

Sophia Young recebendo os parabéns por seus 3000 pontos

Resultado da semana: campanha 0-3. Pelo menos há dois motivos para comemorar. Sophia Young chegou aos seus 3.000 pontos na carreira, durante a partida em Seattle. Ela foi a 37ª jogadora a alcançar esse número. E, para completar, a menina de ouro, a vigésima escolha do Draft que salvou o Stars em momentos de dificuldade, está de volta! Danielle Adams retornou às quadras na sexta-feira, contra o Minnesota Lynx, e já abusou (ainda que não o suficiente) do seu poder nos arremessos de três pontos.

Nos próximos sete dias, o San Antonio entra em ação três vezes, todas elas no AT&T Center. A primeira será na terça-feira (30), contra o Connecticut Sun. Os outros dois jogos serão contra rivais perigosos: Phoenix Mercury, na terça-feira (01) e Seattle Storm, no sábado (03).

Com o elenco completo e uma boa sequência em casa, essa é a chance do esquadrão texano alcançar uma nova série de vitórias. Um bom motivo para assistir às partidas dessa semana é a eminente chegada de Becky Hammon aos seus 5.000 pontos na carreira, o que acontecerá na terça-feira, já que faltam apenas oito deles para que isso se concretize.

Enfim, continuemos na torcida, apesar dos reveses. O técnico Dan Hughes, no começo da temporada, quando comentaram com ele sobre a boa campanha, disse que o que importava era terminar bem, e na entrevista pós jogo de hoje, confirmou isso.

#LetsGoStars

Até semana que vem!
Roberta, #GoStarsGo

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores