Arquivo mensal: dezembro 2010

Spurs (28-4) @ Mavericks (24-7) – De novo ele!

99X93http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/dal.gif

No clássico texano entre Spurs e Mavericks, melhor para o time de San Antonio que, mesmo jogando em Dallas, superou o rival por 99 a 93 e se isolou ainda mais na liderança da NBA. Mais uma vez, o novato Gary Neal foi o destaque, ao anotar 21 pontos, convertendo cinco bolas de longa distância em oito tentativas.

Neal mostrou pontaria calibrada contra o rival Mavs (Photo: Glenn James/Getty Images)

Sem poder contar Dirk Nowitzki, Rick Carlisle, técnico do Dallas Mavericks, escalou Brian Cardinal como titular, ao lado de Jason Kidd, Caron Butler, DeShawn Stevenson e Tyson Chandler. A escolha parece ter pego de surpresa o San Antonio Spurs, que sofreu nos minutos inciais com as bolas de longa distância do rival.

Liderados pelo experiente Jason Kidd, que demonstrava vontade fora comum, o time de Dallas liderou praticamente todo o primeiro quarto, e só foi ultrapassado a dois segundos do fim, com uma cesta de Gary Neal, que colocou o Spurs à frente: 29 a 27.

Na disputa debaixo da cesta, melhor para Tim Duncan (AP Photo)

O início do segundo quarto foi totalmente dominado pelo Spurs. Os donos da casa estavam com o time reserva em quadra e permitiram que o adversário abrisse 15 pontos, graças aos arremessos de média e longa distância. Os visitantes acertaram os seis primeiros arremessos que tentaram  e obrigaram Rick Carlisle a pedir tempo.

A bronca do treinador surtiu efeito e o Dallas Mavericks, aos poucos, foi reduzindo a desvantagem no marcador. A diferença chegou a ser de apenas quatro pontos, graças a um arremesso de três de Caron Butler, a menos de dois minutos do intervalo. Mas Manu Ginobili apareceu e, restando 25 segundos, converteu outra bola de longe, elevando a diferença para sete: 53 a 46.

No terceiro quarto, novo vacilo e os comandados de Gregg Popovich viram os rivais ficarem a apenas um ponto. Foi aí que a equipe passou a centralizar as jogadas em Tim Duncan, que correspondeu e anotou oito pontos seguidos. Mas o Mavs continuava a responder do outro lado e não deixava o rival se desgarrar.

Nos dois minutos finais do terceiro quarto, o Spurs enfim apertou a defesa, forçou erros e voltou a abrir sete pontos de vantagem: 71 a 64.

No último período, o Spurs continuou mostrando que estava calibrado nos tiros de longe e resistiu às investidas de Jason Terry e Caron Butler, que também convertiam seus arremessos de três Coube ao Spurs administrar a vantagem obtida no quarto anterior para comemorar o 28º triunfo da temporada.

Destaques da partida

San Antonio Spurs

Gary Neal - 21 pontos e cinco rebotes

Tim Duncan – 17 pontos e 11 rebotes

Manu Ginobili – 15 pontos e oito rebotes

Tony Parker – 14 pontos, seis rebotes e cinco assistências

Dallas Mavericks

Caron Butler – 30 pontos

Jason Kidd – 12 pontos, 13 assistências e dez rebotes

Tyson Chandler – Oito pontos e 11 rebotes

Após novo show, Neal volta a receber elogios

Quando San Antonio mais precisou ele estava lá. Confiante, o novato Gary Neal anotou 21 pontos na vitória sobre o Dallas Mavericks por 99 a 93. Foi a terceira vez que ele chegou à casa dos 20 pontos nas últimas seis partidas – o que vem impressionando todos ao redor da liga.

“Quando precisamos ele foi lá e converteu os arremessos”, disse o armador George Hill. “Estávamos o buscando em quadra e ele acertou os tiros de longa distância”, completou. “Gary vem sendo importante para nós vindo do banco de reservas e jogando duro”, explicou o técnico Gregg Popovich.

O ala-pivô Tim Duncan, líder da equipe, foi mais profundo em sua análise. “Ele é um chutador frio”, avaliou. “Gary está mostrando que merece estar onde está e tem feito muitas jogadas importantes para nós”, pontuou.

Aos 26 anos, Neal está apenas no começo de sua jornada pela NBA. Em sua primeira temporada, ele acumula médias de 8.5 pontos e 2.6 rebotes em exatos 18 minutos por noite.

Pra ficar na história…

Ontem, em Sacramento, vimos a história ser escrita diante dos nossos olhos…

O jogo era pouco badalado. Memphis Grizzlies e Sacramento Kings decepcionam em suas campanhas.

Dentro de quadra, no entanto, o confronto foi disputado, decidido apenas nos instantes finais.

Sacramento vencia por apenas um ponto com cinco segundos no marcador. A bola era de Memphis. Na saída, OJ Mayo recebeu, arremessou desequilibrado e converteu.

Paul Westphal, técnico do Kings, gastou todos os tempos ao longo do último período. Restava ao Kings o fundo bola com pouco mais de um segundo por jogar.

Foi aí que entrou em cena Tyreke Evans

Após brilhar em sua temporada de novato, Evans está jogando abaixo das expectativas. Ele convive com problemas físicos e pessoais. Problemas esses que, segundo Westphal, vêm prejudicando seu rendimento dentro das quatro linhas.

Tyreke vinha numa noite comum. Tinha 18 pontos, quatro rebotes, quatro assistências e um aproveitamento regular.

Mesmo em má fase, foi ele quem recebeu a bola para tentar o tiro da sorte. Ele correu, saltou e disparou seu instrumento de trabalho com muita força. Quando a bola ainda viajava pela ARCO Arena, um de seus companheiros saiu pulando do banco de reservas, prevendo o improvável: cesta e vitória para o Sacramento Kings.

Tyreke Evans festejou como uma criança, relembrando a boa fase. Eu, torcedor do Spurs e admirador do time de Sacramento, torço para que esse seja apenas o começo de um novo momento para a franquia. O Kings merece!

Spurs (27-4) @ Mavericks (24-6) – Temporada Regular

San Antonio Spurs @ Dallas Mavericks – Temporada Regular

Data: 31/12/2010

Horário: 00:30 (Horário de Brasília)

Local: American Airlines Center

TV: Terra

Situação do Jogo

Os rivais texanos ficam frente a frente mais uma vez. De um lado, o embalado San Antonio Spurs, dono da melhor campanha da NBA. Do outro, o Dallas Mavericks, em segundo no Oeste e na cola do rival. Uma vitória para o Spurs significa abrir uma vantagem relativamente confortável na liderança da conferência, enquanto uma vitória do Mavs torna a briga acirrada pelo primeiro lugar.

Confrontos na temporada (0-1)

26/11/2010 San Antonio Spurs 94 vs 103 Dallas Mavericks

Nesta partida, o Spurs jogou em casa e teve sua sequência de 12 vitórias quebrada pelo rival texano. O grande problema nesta partida foi a área pintada. Dirk Nowitzki, Tyson Chandler e Shawn Marion, juntos, somaram 64 pontos.

PG – Tony Parker

SG – Manu Ginobili

SF – Richard Jefferson

PF – Tim Duncan

C – DeJuan Blair

Fique de Olho – Depois da grande noite contra o Los Angeles Lakers, um bom desempenho de DeJuan Blair hoje pode ser decisivo. Se jogar bem tanto na defesa quanto no ataque, Blair dificultará a vida do adversário, será melhor marcado e abrirá espaço para Tim Duncan ser mais efetivo.

http://l.yimg.com/a/i/us/sp/v/nba/teams/20080123/80x60/dal.gif

PG – Jason Kidd

SG – DeShawn Stevenson

SF – Caron Butler

PF – Dirk Nowitzki/Shawn Marion

C – Tyson Chandler

Fique de Olho – Dirk Nowitzki ainda é dúvida para o embate, pois recupera-se de uma entorse no joelho. O veredicto dos médicos deve ser anunciado apenas nos vestiários. Porém, o ingresso de Dirk na partida é fundamental para o rumo que o jogo pode tomar. O alemão é a principal peça do time de Dallas e, sem ele, a equipe certamente terá muitas dificuldades para vencer o rival.

Nowitzki é dúvida para o jogo contra o Spurs

Joelho coloca Dirk em dúvida para a batalha de logo mais

O ala-pivô Dirk Nowitzki, do Dallas Mavericks, é dúvida para o jogo de logo mais contra o San Antonio Spurs (0h30, horário de Brasília). O jogador sofreu uma pequena entorse no joelho durante a vitória sobre o Oklahoma City Thunder (segunda-feira) e vem sendo tratado pelo departamento médico da franquia.

Na terça-feira, o Mavs recebeu a visita do Toronto Raptors e perdeu. Nowitzki assistiu a derrota do banco de reservas. Vale lembrar que o ala-pivô tem médias expressivas na carreira contra o San Antonio Spurs. Em 48 confrontos disputados, ele acumula os seguintes números: 22.3 pontos, 9.0 rebotes e 2.3 assistências.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores