Arquivo mensal: julho 2010

O mês do Mundial chegou!

Agosto está prestes a começar. Para nós, fãs da NBA, o mês nos reservará uma excelente oportunidade para sair da mesmice da offseason: o Mundial Masculino de Basquete, que será disputado na Turquia a partir do próximo dia 28. E os torcedores do San Antonio Spurs têm dois motivos para olharem com carinho para a competição.

Pelo enésimo verão seguido, Splitter estará em ação pelo Brasil

O primeiro, claro, é Tiago Splitter, um dos principais nomes da Seleção Brasileira que vai brigar por uma medalha na competição. O pivô vai jogar sua primeira competição pelo Brasil desde que assinou contrato com o Spurs. Será interessante ver sua atuação especialmente no dia 30, quando o time dos Estados Unidos será o adversário da equipe. Uma boa chance para Splitter ter um primeiro contato com alguns dos big man da NBA.

Splitter é um dos principais nomes da Seleção convocada em pelo argentino Rubén  Magnano em maio e que já treina no Rio de Janeiro. Ao seu lado, estão Marcelinho Huertas, Leandrinho, Alex, Marcelinho Machado, Guilherme Giovannoni, Anderson Varejão e Nenê. Após a primeira lista, o técnico chamou para completar os treinamentos Paulo Boracini, Marquinhos e Hátila Passos, e jovens promessas como Raulzinho, Jordan Burger e Lucas Bebê.

Além desses nomes, 12 atletas formam a Seleção B que disputa o Sul-americano na Colômbia. Hoje, o Brasil, com vaga garantida para o Pan-americano e para o Pré-olímpico, faz a final conta a Argentina. Estão neste torneio Fúlvio, Nezinho, André Goes, Luiz Lemes, Duda, Jonathan Tavernari, Arthur, Lucas Cipolini, J.P. Batista, Murilo, Rafael Mineiro e Bruno Fiorotto. Dos 26 nomes aqui citados, somente 12 vão para o Mundial. Os oito primeiros citados no parágrafo anterior largam em vantagem.

Além do pivô brazuca, o torcedor do Spurs terá outro jogador para olhar com carinho na competição: o francês Nando De Colo. Aos 23 anos de idade, o jovem jogador do Valência, que pode atuar nas posições 1 e 2, será a principal aposta europeia da equipe texana, que já detém seus direitos, depois da contratação definitiva de Splitter.

Na última temporada, De Colo liderou a equipe do Valência ao título da Eurocup – uma espécie de segunda divisão da Euroliga – com 13,6 pontos (41,3% nos arremessos de três pontos), quatro rebotes e 2,4 assistências em pouco menos de 29 minutos por jogo. Na Turquia, deve formar uma interessante dupla de jovens armadores com Rodrigue Beabouis, do Dallas Mavericks.

Por isso, além de ficarmos na torcida pelo Brasil, temos bons motivos de assistirmos ao Mundial. Temos ainda a possibilidade de Matt Bonner disputá-lo sob a bandeira do Canadá. Oportunidade não faltará de vermos os jogadores do Spurs em ação enquanto a temporada regular da NBA não começa.

Malik Hairston deixa o Spurs

Foto: D. Clarke Evans/Getty Images/NBAE

O San Antonio Spurs anunciou, nesta quinta-feira, que Malik Hairston não faz mais parte do elenco da equipe. O ala pediu para ser liberado de seu contrato para negociar seu acerto com o Montepaschi Siena, da Itália. O pedido foi prontamente atendido pela franquia texana.

“Ele é um trabalhador duro, um jogador de basquetebol talentoso e um jovem notável. Depois que Malik se aproximou de nós, ficamos felizes em honrar o seu pedido, uma vez que isso irá lhe permitir aproveitar uma excelente oportunidade no exterior”, disse RC Buford, General Manager da equipe.

Hairston chegou à NBA no Draft de 2008, quando foi escolhido na 48ª posição pelo Phoenix Suns. Imediatamente foi negociado, junto com uma escolha de segunda rodada de 2009, para o Spurs em troca do armador Goran Dragic. Em dois anos no Texas, o jogador alternou passagens por Spurs e Austin Toros, equipe da D-League parceira do time de San Antonio. Ao total, Hairston atuou em 62 partidas na NBA e somou médias de 2,4 pontos e 1,2 rebotes em 7,6 minutos por jogo.

Com a saída do camisa #1, o ala Alonzo Gee deve receber uma oportunidade sob o comando de Gregg Popovich. Além disso, abre-se espaço para o recém-draftado James Anderson ganhar minutos na rotação, possivelmente na reserva de Richard Jefferson. Ainda brigam por uma vaga no elenco os armadores Curtis Jerrells e Garret Temple, que jogaram pelo Spurs na Liga de Verão de Las Vegas.

Splitter treina com a Seleção Brasileira

O pivô Tiago Splitter, jogador do San Antonio Spurs, se apresentou à Seleção Brasileira e na última terça-feira já realizou o primeiro treino com o técnico Rubén Magnano. A equipe se prepara visando a disputa do Mundial da Turquia, que acontece entre os dias 28 de agosto e 12 de setembro.

Foto: Divulgação/FIBA America

Contratado pelo Spurs no dia 12 de julho, Splitter se apresentou à Seleção cerca de uma semana depois do restante do elenco. Feliz com a chegada à NBA, o pivô se mostrou focado na disputa do Mundial e disse estar confiante em um bom desempenho do time na Turquia.

“Estou feliz com os acontecimentos do último mês, principalmente por ir para a NBA. Mas agora é hora de pensar na seleção. Vivemos um ótimo momento. Temos um excelente elenco e um técnico muito bom. Temos tudo para ir longe no Mundial. O garrafão brasileiro é uma das nossas armas, mas não podemos esquecer que temos ótimos jogadores nas outras posições. Esse grupo já se conhece bem e não teremos problema de entrosamento. Eu devo estar um pouco atrás do resto do time fisicamente, mas vou trabalhar forte para entrar no ritmo deles”, comentou o pivô.

O Brasil está no Grupo B da competição, com Estados Unidos, Croácia, Eslovênia, Tunísia além do Irã, equipe contra qual a Seleção estreia dia 28.

E agora ‘Coach K’?

Os norte-americanos deverão ter mais dificuldades do que o esperado no Mundial da Turquia, que será disputado entre os dias 28 de agosto e 12 de setembro. Isso porque as ausências são maiores do que as esperadas e sobrou para o técnico Mike Krzyzewski a convocação de uma “seleção B”, recheada de jovens atletas.

Olhe bem para estes jogadores. Nenhum deles estará na Turquia daqui um mês

Isso porque Coach K não terá nenhum dos 12 jogadores que disputaram as Olimpíadas de Pequim em 2008. Jason Kidd, pela idade avançada, encerrou eu ciclo com o time nacional. Outros pediram dispensa por motivos diversos, como lesões, adaptação às novas equipes com as quais que assinaram contratos, etc.

Além de Kidd, não estarão presentes os armadores Chris Paul e Deron Williams, os ala-armadores Kobe Bryant, Dwyane Wade e Michael Redd, os alas Tayshaun Prince, Carmelo Anthony e LeBron James, os ala-pivôs Cris Bosh e Carlos Boozer, além do pivô Dwight Howard. Além deles, o grupo convocado para treinamentos neste mês de julho já sofreu três baixas: Robin Lopez, David Lee e, a mais importante, Amar’e Stoudemire, que teve problemas de liberação junto ao New York Knicks, seu novo time.

Sem eles, foram chamados jogadores como Derrick Rose, Kevin Durant, OJ Mayo, Rudy Gay, Kevin Love, Rajon Rondo, entre outros. O grupo final com os 12 jogadores que efetivamente irão ao Mundial ainda não está definido, mas podemos esperar um núcleo jovem, liderados por dois caras experientes: Chauncey Billups e Lamar Odom.

Mesmo com um “segundo escalão”, os norte-americanos ainda têm talento de sobra, é verdade. A grande questão é que a maioria dos chamados por Mike Krzyzewski não tem expeiência alguma no basquete com regras FIBA, e leva-se um certo tempo para se adaptar.

Além das regras um pouco diferentes, o estilo de jogo também é diferente. A NBA privilegia mais o jogo físico e individual, o chamado um contra um, enquanto na FIBA o jogo costuma ser mais técnico e coletivo. Por isso Billups e Odom terão papel importantíssimo nesta seleção, pois são alguns dos poucos que já disputaram competições neste sistema.

Pela frente, encontrarão uma Espanha sem Pau Gasol como principal adversária na briga pelo título. Mas mesmo sem seu principal jogador, os espanhóis leverão para a Turquia um time muito forte, com Juan Carlos Navarro, Rudy Fernandez, Jorge Garbajosa, Fran Vasquez e Ricky Rubio. Outra pedra no sapato americano pode ser a Argentina, com Luis Scola e Carlos Delfino, e até mesmo o Brasil pode complicar, já que terá o time completo pela primeira vez em vários anos.

Tenho dúvidas em relação à supremacia dos Estados Unidos no torneio. Apesar de terem um time talentoso, faço parte do lado mais pessimista. Acho que a inexperiência vai pesar diante de rivais fortes nas fases decisivas e não será dessa vez que os EUA voltarão ao lugar mais alto do pódio em um Mundial.

Spurs anuncia jogos em casa da pré-temporada

http://i689.photobucket.com/albums/vv251/peskinha/barras/glauber-noticias.jpg

O San Antonio Spurs anunciou o calendário de partidas em casa que fará na próxima pré-temporada. A equipe texana fará quatro partidas no AT&T Center, com destaque para o confronto contra o novo Miami Heat.

Seremos os primeiros a testar esse novo trio

A primeira partida em casa, que contará com as estreias de Tiago Splitter, James Anderson e o restante dos reforços texanosm será em ação contra Dwayne Wade, LeBron James, Chris Bosh e o Miami Heat, no dia 9 de outubro. Como parte da Euroleague American Tour 2010, Splitter reencontrará sua ex-equipe, o Caja Laboral, da Espanha, no dia 16 de outubro. No dia 18, Kevin Durant e o Oklahoma City Thunder visitarão o AT&T Center, antes da última partida em casa da pré-temporada, contra o rival texano do Houston Rockets, no dia 21.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores