Arquivo mensal: fevereiro 2009

Na falta do fundamental

Duas vitórias e uma derrota. Esse é o retroscpeto da equipe do San Antonio Spurs na última semana, jogando desfalcada de seu principal jogador nos últimos anos; Tim Duncan. Se a ausência do ala-pivô não fosse suficiente, a equipe ainda não pode contar com o argentino Manu Ginobili, também lesionado.

Sem dois de seus três principais jogadores, a responsabilidade de comandar a equipe ficou nas mãos do francês Tony Parker. O armador se saiu bem nas duas primeiras partidas; foram 37 pontos e 12 assistências no verdadeiro atropelamento frente ao rival Dallas Mavericks e 39 pontos e nove assistências diante da emergente equipe dos Blazers.

Porém, ontem, a equipe do Cleveland Cavaliers foi demais para Tony Parker. O armador francês ainda não está acostumado a comandar sua equipe diante de um time tão forte quanto o de Ohio. O baixo aproveitamento nos arremessos de TP comprova o que estou dizendo. De qualquer jeito, dos três grandes jogadores da equipe, Parker é o mais jovem; é interessante para ele ter essa experiência de grande líder da franquia texana, pois ele deve assumi-la definitivamente quando Manu e Duncan se aposentarem.

Além de Parker, o elenco texano provou ser forte. Mason, Finley e Bonner se revezaram chamando a responsabilidade durante vários momentos dessas três partidas. Porém, o que muito prejudicou o trio foi a perda do status de elemento surpresa; sem Duncan e Manu, a marcação das equipes adversárias pode se preocupar mais, por exemplo, com os big shots de Mason e com os tiros de três de Finley e Bonner.  Por isso, a derrota de ontem diante do competente Cleveland Cavaliers pode ser considerada perfeitamente normal.

Esses três jogos mostraram que Gregg Popovich pode ter tranquilidade para poupar Manu e Duncan para a pós temporada enquanto o nosso elenco de apoio consolida, a cada semana mais, a segunda colocação da Conferência Oeste. A partir da primeira rodada dos offs, o ala-armador argentino e o ala-pivô lendário podem retomar, aos poucos, sua quantidade de minutos ideais. E então vai ser difícil bater no nosso time como a equipe de King James fez ontem.

Interativo – Spurs vs. Cavaliers – Temporada Regular

Melhores Momentos de Spurs vs. Cavaliers – 27/02/2009

Top 10 da Rodada de 27/02/2009


Spurs (37-18) vs. Cavaliers (45-12) – The King James

kamusresumo1

sas286X97cle3

Ainda sem Tim Duncan e Manu Ginóbili, o San Antonio foi facilmente derrotado pela excelente equipe do Cleveland Cavaliers, que está mais forte do que nunca na liderança da Conferência Leste.

Ginóbili e Duncan observam o jogo apreensivos. (Foto por AP Photo/Eric Gay)

Ginóbili e Duncan observam o jogo apreensivos. (Foto por AP Photo/Eric Gay)

Mesmo jogando no AT&T Center, o Spurs não conseguiu imprimir o seu jogo e foi dominado logo no primeiro quarto pela equipe de Ohio. Conseguindo uma corrida de 12-0, o Cavaliers fechou o primeiro período na frente por 14 pontos.

Cavaliers Spurs Basketball

LeBron James consegue uma bandeja sobre Fabricio Oberto (Foto por AP Photo/Eric Gay)

No segundo período, os donos da casa voltaram e logo conseguiram tirar a vantagem para quatro pontos, mas a equipe de Cleveland não deixava o Spurs encostar no placar. Faltando 33 segundos para acabar o período, Gibson converte uma bola de três e deixa os visitantes na frente por sete pontos.

Na volta para o segundo tempo, o jogo estava equilibrado, mas com três bolas de perímetro seguidas de James a equipe do Cavaliers abriu 15 pontos no marcador. O San Antonio parecia perdido em quadra e não conseguia esboçar uma reação, enquanto os visitantes continuavam a aumentar a vantagem. Ao final do quarto, a diferença era de 21 pontos.

No período derradeiro, os times entraram com seus times reservas, o chamado Garbage Team. Com os reservas em quadra, a equipe de de San Antonio conseguiu tirar dez pontos, dando números finais à partida. De positivo, ficou o bom jogo de Pops Mensah-Bonsu, que, apesar de entrar apenas no Garbage, conseguiu se destacar no pouco tempo de quadra.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tony Parker – 11 pontos (3-16 FG) e seis assistências

Michael Finley – 11 pontos e sete rebotes

Pops Mensah-Bonsu – 11 pontos e seis rebotes

Cleveland Cavaliers

LeBron James – 30 pontos e 14 rebotes

Delonte West – 17 pontos, sete rebotes e cinco assistências

Zydrunas Ilgauskas – Dez pontos e dez rebotes

A briga no Oeste

A temporada já passou de sua metade, as festividades do All-star Weekend ficaram para trás e a briga no Oeste fica cada vez mais acirrada;  são nove equipes que permanecem na disputa por apenas oito vagas. Destas nove equipes, apenas Los Angeles Lakers e San Antonio Spurs parecem garantidos na pós-temporada.

Denver Nuggets, Houston Rockets, Portland Trailblazers, New Orleans Hornets, Utah Jazz, Dallas Mavericks e Phoenix Suns brigam vitória a vitória por posições na conferência. Uma derrota ou um triunfo pode derrubar ou alavancar o time na tabela.

Em meio a tamanha disputa, fica impossível prever quem será o primeiro adversário nos playoffs. Então, vamos analisar os mais prováveis:

Utah Jazz – Se a temporada terminasse hoje, este seria o nosso adversário da primeira rodada. O Jazz é uma equipe forte, mas que sofreu constantemente com lesões durante a temporada, o que acabou derrubando a campanha da equipe, que poderia ser bem melhor. Completos, é uma equipe dificil de bater. Com Deron Williams e Carlos Boozer como principais jogadores e um elenco de apoio contando com nomes como Mehmet Okur, Andrei Kirilenko e Paul Millsap, o Jazz pode surpreender mesmo sem o mando de quadra.

Dallas Mavericks – Atual oitavo colocado no Oeste, a equipe não parece mais ter a mesma força de anos anteriores. Porém, a rivalidade pode  dar um ânimo extra aos jogadores do Mavs, mas saírem vitoriosos em uma série de sete jogos parece improvável.

Phoenix Suns – Atualmente na nona colocação e fora da zona de classificação para os playoffs, porém seguem na disputa para ir à pós-temporada. Sem poder contar com Amaré Stoudemire pelo restante da temporada, as esperanças se depositam em Steve Nash, Shaquille O’Neal e na volta do run and gun, esquema tático que fez sucesso por anos no Arizona. Vencer a equipe de San Antonio e passar ao segundo round dos playoffs soa como missão impossível.

New Orleans Hornets – Ocupando a sexta colocação, as abelhinhas despencaram na tabela. Chegaram a ser quarto colocados há pouco tempo atrás, mas uma série de partidas ruins e derrotas fizeram a equipe descer na classificação. Na última temporada, o Hornets enfrentou os texanos de San Antonio nas semi-finais de conferência, deram trabalho mas acabaram saindo derrotados por 4 a 3. Nesta temporada, Chris Paul e companhia não parecem capazes de repetir o feito, e em caso de confronto contra o Spurs dificilmente sairão classificados.

Existe também a possibilidade, porém menor, de Blazers ou Rockets serem os adversários. A equipe de Portland ainda é inexperiente e, diante de uma equipe acostumada aos playoffs como o Spurs, é algo que deve pesar. Já a equipe da terra da Nasa não conta mais con T-Mac pelo restante da temporada, então a responsabilidade de guiar a equipe fica nas mãos do gigante Yao Ming e de Ron Artest. Este é um adversário que pode complicar, mas sem a vantagem do mando de quadra as chances de vitória para o Rockets diminuem muito.

Spurs (39-17) vs. Cavaliers (44-12) – Temporada regular

kamusprejogonz0

Pré-Jogo – San Antonio Spurs vs. Cleveland Cavaliers – Temporada Regular

Local: AT&T Center

Data: 27/02/2009

Horário: 23:30

Situação do Jogo

Ainda sem Manu Ginóbili, mas com a provável volta de Tim Duncan, o Spurs, que vem de quatro vitórias seguidas, recebe a equipe do Cleveland Cavaliers, que perdeu na noite de ontem para o time do Houston Rockets. Enquanto a equipe de San Antonio conta com a possível volta de seu astro maior, o time de Ohio terá o importante desfalque de Ben Wallace, que vinha fazendo uma excelente temporada até aqui, sempre marcando o principal big man adversário. Anderson Varejão deverá ser seu substituto, mas a rotação de garrafão estará seriamente prejudicada, já que o treinador Mike Brown poderá contar apenas com J.J. Hickson para a reserva.

Fique de Olho

cle

Clippers Cavaliers Basketball

Mo Williams vem sendo o principal escudeiro de LeBron James na atual temporada. O jogador, que era visto como individualista sem defesa, vem mostrando um jogo coletivo e um esforço defensivo que ninguém esperava. Williams vem sendo um dos principais responsáveis pela grande melhora da equipe de Cleveland na temporada.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 51 outros seguidores