Arquivo mensal: janeiro 2009

Hornets (28-15) @ Spurs (31-14) – Temporada Regular

pre-jogo1

Pré-Jogo – New Orleans Hornets @ San Antonio Spurs - Temporada Regular

Local: AT&T Center

Data: 31/01/2009

Horário: 23:30 (Horário de Brasília)

Situação do jogo

O Spurs continua seu árduo caminho nesta semana; já enfrentou Lakers, Jazz e Phoenix. Agora pega o ascendente Hornets, que vem de uma derrota contra o inexpressivo Golden State Warriors.

Série na Temporada (0-1)

17/12/2008 – San Antonio Spurs 83X90 New Orleans Hornets

Após 3 períodos equilibrados, o time do Spurs teve uma pane e parou no último. O Hornets, que não é ingênuo, aproveitou e matou o jogo. De Lambuja, Chris Paul ainda quebrou o recorde de roubadas de bola por jogos seguidos.

Fique de Olho

David West, além de liderar o time em rebotes e tocos, é lider do time numa estatística curiosa; a porcentagem de lances livres. Num jogo parelho como o de hoje, até isso pode realmente fazer diferença.

Recomeço

Há 50 anos atrás, a seleção brasileira de basquete masculino vencia o Chile por 73 a 49 e sagrava-se campeã mundial pela primeira vez em sua história. O treinador Kanela comandou nomes como Wlamir Marques, Amaury Passos e Rosa Branca em uma conquista histórica; na época amadores, cada atleta ganhou apenas vinte dólares pela conquista.

Porém, a quantia financeira pouco importava para os atletas; a conquista foi atingida graças ao amor à camisa que movia aqueles atletas, e que os move até hoje. Essa geração, inspirou, por exemplo, outra seleção vitoriosa do nosso basquetebol; a de Oscar Schmidt. Eu sou um daqueles que não entende a adoração ao ex-ala e que tem algumas críticas ao seu basquetebol, mas não podemos negar o amor que o ex-atelta tem por nosso país.

Amor esse que parece estar perdido nos dias de hoje. Vale lembrar que, recentemente, Leandrinho, Anderson Varejão e Nenê – principais referências do basquete brasileiro na atualidade – não disputaram o pré-olímpico pela seleção brasileira. E eu fico imaginando que motivos pessoais mais importantes do que jogar uma olimpíada com seu país moveram essa decisão.

Para tentar recuperar, entre outras coisas, esse sentimento de amor à camisa, começou nessa semana a NBB, liga nacional que é considerada por muitos o começo de uma reestruturação no basquete nacional. Atuarão nela nomes importantes presentes no último ciclo olímpico brasileiro, como Valtinho, Nezinho, Alex, Duda, Marcelinho Machado, Marquinhos, Estevam, Baby e o técnico Lula Ferreira, e outros atletas com passagens pela seleção, como Helinho, Ratto e Rogério.

A NBB já começou. Os clubes já começaram a fazer seu trabalho para recuperar a força do basquete nacional. Vamos ver o que a CBB e nossos atletas de destaque farão nas próximas convocações da seleção brasileira.

Vitória na estréia e Splitter contundido

A última semana marcou a estréia da equipe do TAU Cerámica na segunda fase da Euroliga masculina de basquete. Porém, a equipe não pôde contar com Tiago Splitter; o brasileiro, contundido, ficará de fora por aproximadamente três semanas. Vamos ver como o time se saiu nesses últimos dias:

Os jogos

24/01/2009 – TAU Cerámica 100 x 90 Unicaja

Após três primeiros quartos bastante equilibrados, a equipe do TAU Cerámica soube impor seu melhor basquetebol e usar o fator casa para triunfar no período derradeiro. Igor Rakocevic teve uma partida excepcional; 37 pontos e duas roubadas de bola para ele. O pivô brasileiro Tiago Splitter, futuro jogador da equipe do San Antonio Spurs, também foi bem, somando 16 pontos, cinco rebotes, duas assitências, duas roubadas e dois tocos ao seu marcador. Pelo lado dos visitantes, destaque para Marcus Haislip, com 20 pontos e quatro rebotes.

baskonia.com

Spliter na cravada contra o Unicaja. Mais uma vitória do TAU Cerámica com boa atuação do pivô brasileiro. Fonte: baskonia.com

28/01/2009 – TAU Cerámica 99 x 77 Asseco Prokom

A equipe do TAU Cerámica estreou muito bem na segunda fase da Euroliga. Com um primeiro quarto arrasador, em que colocou 34 x 15 no placar, os espanhóis souberam administrar o jogo em seu decorrer para saírem com a vitória. O brasileiro Tiago Splitter, com problemas musculares, não atuou nessa partida. Mirza Teletovic foi o destaque do TAU Cerámica na partida, com 22 pontos e cinco rebotes. Pelos visitantes, boa partida de Daniel Ewing, com 19 pontos.

baskonia.com

Mais uma vitória do TAU Cerámica do armador argentino Pablo Prigioni. Fonte: baskonia.com

Situação da equipe

Com a vitória sobre o Unicaja, a equipe do TAU Cerámica manteve-se como a principal equipe da Liga ACB. Com 18 vitórias e apenas uma derrota, o time segue com uma voa vantagem sobre o segundo colocado Regal FC Barcelona, com campanha de 15-4.

Na Euroliga, o TAU Cerámica lidera o Grupo E juntamente com o AJ Milano, outra equipe a estrear com vitória na segunda fase, deixando para trás o Olympiakos e o Asseco Prokom.

Parker jogará mais um ASG

barra-asg2

O armador Tony Parker foi selecionado ontem para disputar mais um All-Star Game. Será sua terceira participação no jogo das estrelas – as outras duas foram em 2006 e 2007. O francês, que vem jogando muito bem, está com médias de 20.5 pontos, 2.7 rebotes e 6.5 assistências por jogo.

Parker posa para foto com sua esposa durante o fim de semana das estrelas

Parker posa para foto com sua esposa durante o fim de semana das estrelas

Junto com ele, os outros escolhidos na Conferência Oeste foram: Shaquille O’Neal (Phoenix Suns), Chauncey Billups (Denver Nuggets), Pau Gasol (Los Angeles Lakers), Dirk Nowitzki (Dallas Mavericks), Brandon Roy (Portland Trail Blazers) e David West (New Orleans Hornets).

O All-Star Game acontecerá no dia 15 de fevereiro na cidade de Phoenix. O ala-pivô do Spurs, Tim Duncan, iniciará a partida como titular.

Spurs (31-14) @ Suns (25-19) – Ginóbili garante a vitória!

resumopandaap22

114X104

Depois de um cansativo jogo contra o Utah Jazz, o San Antonio Spurs foi até o Arizona para enfentar o Phoenix Suns. Nessa complicada maratona de jogos, em que jogamos três vezes na mesma semana contra alguns dos melhores times da NBA, vitória por qualquer vantagem de pontos é muito bem vinda, e na noite passada, o Spurs conseguiu um triunfo com uma certa folga após jogar bem principalmente o segundo tempo.

Manu Ginobili tenta jogada contra Shaq; argentino comprovou que Suns é seu adversário favorito (Photo by Barry Gossage/NBAE via Getty Images)

Manu Ginobili tenta jogada contra Shaq; argentino comprovou que Suns é seu adversário favorito (Photo by Barry Gossage/NBAE via Getty Images)

O  embate começou bem disputado; em um primeiro quarto onde os ataques imperaram,  a equipe texana marcou 32 pontos, algo raro de ser visto pelos que acompanham o time. Em contraposto, o Suns também soube aproveitar as chances, e ao final do período tinha uma desvantagem de apenas um ponto.

Após a pequena parada, com o começo dos seguintes 12 minutos, ambos os times possuiam faltas tecnicas, demonstrando que o jogo realmente estava atípico e quente. No decorrer do segundo período do jogo, houveram diversas trocas de lideranças no placar, e uma coisa chamava a atenção; o Suns não havia cometido nenhum TO, já o Spurs conseguiu entregar a bola de graça cinco vezes ao adversário. Porém, mesmo com esse fator, o jogo continuou bem equilibrado, terminando o primeiro tempo com o marcador igual para cada lado.

Sempre eficiente, Duncan tenta jogada contra Amare Stoudemire (Photo by Barry Gossage/NBAE via Getty Images)

Sempre eficiente, Duncan tenta jogada contra Amare Stoudemire (Photo by Barry Gossage/NBAE via Getty Images)

Com os ânimos esfriados, o Spurs jogou muito bem a primeira parte do segundo tempo, conseguindo abrir uma vantagem de cinco pontos ao final do período. O quarto foi marcado pela ida constante a linha de lances livres pelo lado da equipe texana; dado um certo momento, o argentino Manu Ginóbili foi, de maneira consecutiva, nove vezes cobrar falta.

Com o começo dos derradeiros 12 minutos, o Suns começou a usar a estratégia de colocar Bruce Bowen para cobrar lances livres. Porém, para a infelicidade dos “solzinhos” do Arizona, Bowen converteu 5 FT em 6 tentativas, tornando a estratégia uma verdadeira tática de kamikazes. Com o jogo chegando ao final, os erros começaram a aparecer; Steve Nash, que não havia cometido nenhum desperdício de bola, cometeu um num momento crucial do jogo. Após isso, ainda houve no minuto final uma reposição de bola bisonha pelo lado do Suns, que resultou em lances livres para o ala-armador argentino da equipe do Texas.

Dando números finais ao jogo, o Spurs adicionou mais uma vitória na temporada. Agora, nesses jogos seguintes (com excessão do jogo de amanha contra o NOH) o Spurs começa a sua famosa Rodeo Trip, então uma maratona está por vir, veremos qual o resultado ao final desta. Já o Suns, que não jogava em seus domínios desde dia 16 de janeiro, tem pela frente a equipe do Chicago Bulls, também no sábado.

Destaques da Partida

San Antonio Spurs

Tim Duncan – 20 pontos, 15 rebotes e 4 assistências

Tony Parker – 26 pontos e 5 assistências

Manu Ginobili – 30 pontos (18-18 nos lances livres), 9 rebotes e 3 assistências

Phoenix Suns

Amaré Stoudemire  – 28 pontos e 10 rebotes

Steve Nash – 16 pontos e 18 assistências

Grant Hill – 20 pontos e 10 Rebotes

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 50 outros seguidores